"Esteros", destaque do Festival de Gramado, conta a história de amor entre dois homens - Diversão & Estilo - O Sol Diário

Brasil-Argentina01/09/2016 | 22h09Atualizada em 02/09/2016 | 14h16

"Esteros", destaque do Festival de Gramado, conta a história de amor entre dois homens

Evento gaúcho é o primeiro que não tem temática estritamente LGBT a exibir o longa

"Esteros", destaque do Festival de Gramado, conta a história de amor entre dois homens Edison Vara/Divulgação
Foto: Edison Vara / Divulgação

Produção rodada na fronteira da Argentina com o Brasil, em Paso de Los Libres, Esteros foi exibido na mostra latino-americana do 44º Festival de Cinema de Gramado nesta quinta-feira. A trama aborda o romance de Matías (Ignacio Rogers) e Jerónimo (Esteban Masturini), que começa na adolescência. Eles se separam, mas, anos mais arde, os dois se reencontram na cidade argentina. Segundo diretor argentino Papu Curotto, o principal mote do filme é sobre como uma história de amor de sua infância pode marcar toda a sua vida.

– É a história de dois amigos, que desde jovens que despertaram sua sexualidade juntos, mesmo quando não sabiam o que era sexo. E acabaram engatados nesse sentimento para o resto de suas vidas, podendo transcender muitos anos – explica o cineasta no tapete vermelho.

Leia mais:
Confira seleção de festas para curtir o último fíndi do Festival de Gramado
Livro 100 melhores filmes brasileiros é lançado em Gramado
Musa de Almodóvar, Cecilia Roth chega a Gramado de helicóptero para receber homenagem

Nascido e criado em  Paso de Los Libres, que faz fronteira com Uruguaiana, Papu discorre alegremente sobre as suas influências brasileiras.

– A cultura brasileira está muito presente na minha vida. Sempre estive rodeado da música, da comida, das cores. E isso também está muito presente no filme, onde as pessoas cruzam a ponte todo o tempo – relata.

É o quarto festival que Esteros é exibido – o primeiro que não é de temática LGBT. Antes ele passou no Inside Out, em Toronto; Outfest, em Los Angeles; Amor, em Chile.

– É a primeira vez que o filme passa em um festival cuja temática não é sobre gêneros. Isso é muito importante, pois dá outra visibilidade ao longa, saindo de um nicho – diz o diretor.

Além da história de amor, Esteros também apresenta outro argumento.

– Em muitas partes do mundo, ser gay te define e te deixa em um gueto, limitado a um grupo social e a um ambiente fechado. Ser ou não ser gay é uma parte de sua vida e não deveria te definir ou limitar em certos aspectos. Nesse sentido, tentei mostrar isso no filme – ressalta.

A atriz carioca Renata Calmon interpreta Rochi em Esteros, namorada do protagonista. No tapete vermelho, ela comentou como foi trabalhar no longa:

– Foi uma delícia. Foi uma das melhores experiências de trabalho que eu já tive. A gente foi para a fronteira, e essa coisa de viajar e ficar lá é muito legal, pois você esquece de sua rotina e fica inserido no filme.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioEm 2011, Colombo encaminhou à Assembleia projeto que permitiria venda de parte da Casan https://t.co/TAFTErvT5ohá 8 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioTiroteio em escola nos Estados Unidos deixa três feridos https://t.co/IxJzZH9IrDhá 2 horas Retweet
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros