"Parei de falar com as pessoas", diz vítima de Negan sobre sua morte em "The walking dead" - Diversão & Estilo - O Sol Diário

Boca fechada24/10/2016 | 21h29Atualizada em 24/10/2016 | 21h35

"Parei de falar com as pessoas", diz vítima de Negan sobre sua morte em "The walking dead"

Ator relatou dificuldade em guardar o grande segredo da nova temporada


Negan (Jeffrey Dean Morgan) matou  personagem do núcleo principal de "The walking dead" Foto: Fox / Divulgação

ALERTA DE SPOILER: se você ainda não viu o primeiro episódio da sétima temporada de The walking dead e não quer saber o que aconteceu pare de ler por aqui!

A série The walking dead voltou à TV no domingo em um episódio brutal: Glenn (Steven Yeun) e Abraham (Michael Cudlitz) foram mortos sem piedade por Negan (Jeffrey Dean Morgan), o novo grande vilão da história. Depois do episódio ir ao ar, Yeun falou sobre o fardo que é carregar um segredo tão importante por um longo tempo.

No Talking Dead transmitido logo após a estreia, ele disse que não revelar a ninguém que seu personagem morreu "teve sua carga específica de dificuldades":

"Havia um certo entusiasmo e aquela sensação de que você sabe algo que ninguém mais sabe, tipo 'eu sei de coisas'. E então, depois de um tempo, você pensa 'eu não gosto de ser o único a saber disso'. E então você simplesmente mergulha em um buraco depois de um tempo, porque você não pode falar nada. Mas eu tenho muita sorte por ter colegas de elenco e amigos para me ajudar a processar essas coisas. E, finalmente, você não consegue mais simplesmente mentir, e então eu parei de falar com as pessoas".

Leia mais:
Estreia da nova temporada de "The walking dead" foi de embrulhar o estômago
"The walking dead" volta à TV com temporada decisiva 


Yeun também contou que, após saber que seu personagem era a vítima de Negan nos quadrinhos, teve vontade de fazer a cena. 

"É um momento tão icônico e eu acho que até disse 'não dê isso pra outra pessoa'. É uma coisa estranha para se dizer, mas, sinceramente, encenar isso foi muito louco e, ao mesmo tempo, trazer esse momento para a TV, um meio muito diferente, e da forma que fizemos, foi ao mesmo tempo corajoso e tocante. E, para mim, essa foi a motivação para achar tudo ótimo", disse no programa.

Foto: Arte ZH / Reprodução

O artista se mostrou satisfeito com o modo como seu personagem partiu, depois de dizer para a mulher, Maggie, "Eu vou te encontrar": 

"Acho que Glenn morreu de um jeito bem Glenn. Não estava pensando nele mesmo. É apropriado que ele acabe nesse ponto, e também é apropriado que ele diga essas palavras, como um último 'Vamos nos cuidar'".

Leia outras notícias de entretenimento e cultura em ZH

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros