"The voice Brasil": teve dancinha e erro na letra, mas... quando acabam as audições às cegas, mesmo? - Diversão & Estilo - O Sol Diário

Quarto episódio28/10/2016 | 00h43

"The voice Brasil": teve dancinha e erro na letra, mas... quando acabam as audições às cegas, mesmo?

O baiano Danilo Franco fez os jurados se empolgarem com sua performance de "Gostava tanto de você" e acabou no time de Claudia

Lulu Santos arrasa com dancinha no The Voice Brasil (Foto: TV Globo)

– Não sei porque você se foi, quantas saudades...

Puf!

– ...eu senti, e de tristeza...

Puf!

Danilo Franco precisou cantar menos de cinco segundos para ver dois jurados do The voice Brasil virarem suas cadeiras no episódio desta quinta-feira, o quarto da atual temporada do reality. 

Não foi de graça: a interpretação de Gostava tanto de você do baiano de Feira de Santana conseguiu unir o suíngue incontornável dos clássicos de Tim Maia com uma sutileza vocal que acabou conquistando não só Lulu Santos e Carlinhos Brown – os dois primeiros a virarem as cadeiras –, mas os quatro jurados do programa. Lulu chegou a ensaiar uma dança que parecia mais uma síncope estranhíssima do que algo próximo de uma coreografia. Claudia deu gritinhos de empolgação. Carlinhos puxou um "gostamos tanto de você". E foi mais ou menos isso.

Leia mais:
Lágrimas de Lulu e show de nigeriano-gaúcho salvam a morna terceira noite
"The voice Brasil": em noite de fora em Claudia Leitte, meninas roubam a cena 
Aos 16 anos, gaúcha Cristyéllem Camargo conquista Carlinhos Brown com tango

Se o episódio da semana passada havia sido morno, o mais recente manteve a tendência. No processo de audição às cegas, a sequência apresentação-show-avaliação-e-alguma-gracinha-ensaiada começa a chegar no seu limite. Nesse sentido, erros acabam servindo como um respiro dentro da fórmula: foi o que aconteceu com Carol Hends, que cantou belamente o sertanejo romântico Poeira da lua, mas se atrapalhou com a letra logo no início da performance e acabou não sendo escolhida por ninguém – os jurados levantaram de suas cadeiras, disseram que a catarinense precisava confiar mais em si, e a deram um abraço coletivo.

– Da próxima vez, faz que nem o Brown: se não lembrar da letra, inventa! – brincou Claudinha.

Além disso, destacaram-se Gabriela "Sia" Ferreira, que cantou Chandelier com um cabelo semelhante ao da cantora australiana, recebeu um pito de Claudia Leitte por não ter originalidade e acabou no time de Lulu Santos; Lanna, que ganhou Lulu por sua "simplicidade vocal"; e Amanda, que viu apenas Michel Teló virar a cadeira para sua performance lindíssima do sertanejaço Infiel – os dois ainda ensaiaram um dueto de 10% no palco do programa, o que levantou a plateia.

Bueno, a resposta para a pergunta do título é: as audições às cegas ainda duram mais um episódio, o da semana que vem, para depois darem lugar às batalhas entre cantores. Que os candidatos mais divertidos e talentosos das audições tenham sido deixados para a última parte. E que venham as batalhas!

P.S.: Os jurados precisam mesmo mostrar tanta surpresa sempre que um competidor tem alguma história interessante? Michel Teló não tem culpa de não ser ator, mas o seu "eu lembro de você! Você não participou de um show meu?" para Amanda soou constrangedoramente ensaiado. 

P.S.2: A campanha #escolhamoteló, levantada pela Nathi na semana passada, parece ter surtido efeito. Três participantes foram para o time do sertanejo no episódio desta quinta – dois cantaram sertanejos e um viu apenas Teló virar a cadeira, mas vá lá.

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros