Pedro Smaniotto, do Pretinho Básico, leva peça do personagem Alcemar a Chapecó e Blumenau - Diversão & Estilo - O Sol Diário

Clube do Assinante18/11/2016 | 15h01Atualizada em 18/11/2016 | 15h01

Pedro Smaniotto, do Pretinho Básico, leva peça do personagem Alcemar a Chapecó e Blumenau

Público vai ver no teatro a história do pedreiro apaixonado por suas aves raras e ouvir bordões como "illuminati", "camigol", e "dante, ramon e ledesma" que fizeram a fama do comediante

Pedro Smaniotto, do Pretinho Básico, leva peça do personagem Alcemar a Chapecó e Blumenau Artistaria / Divulgação/Divulgação
Foto: Artistaria / Divulgação / Divulgação

Quem costuma escutar o Pretinho Básico na rádio Atlântida já conhece os bordões do Alcemar, personagem criado por Pedro Smaniotto para o programa. Agora, os fãs do comediante podem conferir as aventuras do pedreiro também nos palcos - a peça Alcemar e a Mascada Perdida está em cartaz em Chapecó e Blumenau neste fim de semana.

— O Alcemar surgiu pré-Pretinho Básico. Eu precisava criar um personagem pra entrar no programa e na época eu só fazia imitação. Então ele surgiu dessa demanda de criar um personagem próprio. Lembro que tinha uma obra lá em casa e eu tinha comprado umas dentaduras, coloquei umas roupas rasgadas, fiz uma voz e o criei — conta Smaniotto.

Na peça, Alcemar é um simples pedreiro de poucas ambições e coração puro, apaixonado pela vida e por suas aves raras, selvagens e exóticas. Ele acaba sendo "o escolhido" por causa de sua bondade e grandeza de espírito para receber o status máximo de Illuminati. Depois de ser traído pela própria ingenuidade, Alcemar se vê obrigado a recuperar suas aves raras que lhe foram tomadas à força e entra em uma jornada para encontrar a tal Mascada Perdida - para quem não sabe, mascada significa uma grande quantia de dinheiro.

Aliás, foram os bordões - como "illuminati", "camigol", "aves raras" e "dante, ramon e ledesma" - que fizeram a fama do personagem.

— São criações do ao vivo, na época que eu fazia os trotes do Alcemar. Surgia muita coisa engraçada, e aí eu levava para o próximo trote. Assim foi se criando o mundo do Alcemar. O bordão principal, "mascada", vem do interior, meu pai utilizava muito, e pegou. Agora muita gente utiliza no dia a dia, em negociação de carro, revendas — explica.

Além de Smaniotto, participam da peça também os atores Eduardo Mendonça, Marcelo Durães (Portuga), Leonardo Barison e Thiago Prade. No final, eles recebem o público para um papo e fotos.

Agende-se
O quê: Alcemar e a Mascada Perdida
Quando: sábado (19), às 21h, em Chapecó e domingo (20), às 20h, em Blumenau
Onde: Centro De Eventos Chapecó (Rua Assis Brasil, 20-D, Centro, Chapecó) e Teatro Michelangelo Uniasselvi (Rua Engenheiro Udo Deeke, Salto do Norte, Blumenau)
Quanto: Em Chapecó, R$ 80 e R$ 40 (meia). Sócio do Clube do Assinante na compra do ingresso antecipado, via Blueticket. Em Blumenau, ingressos a partir de R$ 60 e R$ 30 (meia), à venda via Ingresso Rápido

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros