Bairros de Florianópolis sediam os melhores carnavais de rua  - Diversão & Estilo - O Sol Diário

Carnaval 201717/02/2017 | 03h01Atualizada em 17/02/2017 | 11h37

Bairros de Florianópolis sediam os melhores carnavais de rua 

Folia nas comunidades se fortalece e é alternativa para famílias que evitam a festa na região central 

Bairros de Florianópolis sediam os melhores carnavais de rua  Leo Munhoz/Agencia RBS
Ensaio do bloco Engenho de Dentro para a folia no bairro Sambaqui em 2017 Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

Enquanto na região central de Florianópolis a tradição perde força, com menos espaço para marchinhas, nos bairros o Carnaval se fortalece. Mais familiar, perto de casa, organizado entre amigos e seguro para crianças, a folia nas comunidades preserva aquele ar de brincadeira. Santo Antônio de Lisboa e Sambaqui, no Norte da Ilha de SC, por exemplo, são hoje famosos por sediar um dos melhores carnavais de rua da Capital, com a valorização de costumes e envolvimento da vizinhança.

A festa atrai até quem não é do bairro.

— Participo há 18 anos da festa em Sambaqui. O carnaval no Centro foi legal até quando apenas os moradores participavam. Com os turistas — e não sou contra, só acho que é preciso mais infraestrutura —, superpopulou. As pessoas começaram a voltar para perto de casa — diz o músico Leleco Lemos, 54 anos, puxador do bloco Engenho de Dentro por 15 anos. 

Morador da Trindade, ele tem história ligada à folia: foi intérprete da Copa Lord e frequentou os eventos no Centro até os anos 1980.

— A partir do começo dos anos 2000 as festas nos bairros se fortaleceram. A prefeitura chegou a ter cadastrados 120 blocos, em todos os cantos da cidade — conta Evandro de Oliveira, diretor de eventos da Secretaria de Turismo de Florianópolis (Setur).

O historiador Sérgio Ferreira lembra que, no século passado, os bailes de carnaval eram mais populares que a festa na rua:

— É natural que vá mudando. No começo, era o entrudo português. Com o passar dos anos, os clubes ficaram mais fortes. Já no final do século 20, as pessoas cansam dos bailes e querem ir para a rua — analisa.

Ferreira lembra, no entanto, que a folia na freguesia de Santo Antônio de Lisboa é famosa desde o começo do século 20, quando jornais da época noticiavam a animação do bairro.

Este ano, em razão da falta de verba pública, apenas 42 blocos se cadastraram junto à prefeitura para garantir infraestrutura (banheiros químicos, grades e barracas). Destes, 10 são do Norte da Ilha: além de Santo Antônio e Sambaqui, os bairros Ingleses, Jurerê, Cachoeira do Bom Jesus, Rio Vermelho, Daniela e Vargem Pequena terão festa nas ruas.

ENGENHO DE DENTRO, BAIACU DE ALGUÉM E AVANTE

No Norte da Ilha, o bloco Engenho de Dentro nasceu em 1995, quando o Carnaval de rua não era tão tradicional no Sambaqui, no Norte da Ilha. O Baiacu de Alguém surgiu no ano seguinte e, em 1997, o bloco do Avante. Os três são os mais tradicionais da região:

— O Carnaval daqui foi atraindo muita gente da cidade. Até que formamos a Sociedade Carnavalesca do Sambaqui, que organiza o bloco Engenho de Dentro e a festa na orla da Praia das Flores, sempre no domingo e na terça de Carnaval. No início dos anos 2000, começamos a receber um grande número de pessoas e vimos que não dava mais para fazer um evento amador — conta Rafael de Lima, presidente da Sociedade.

Em 2015, um ambulante foi atingido por um tiroteio e morreu. A comunidade se organizou para garantir mais segurança e, hoje, todo mundo passa por revista antes de festejar.

Nos últimos dois anos, em razão de poucos recursos, o bloco Engenho de Dentro não construiu carro alegórico. Mas prepara para 2017 um arrastão com bateria própria, formada por 80 componentes. A folia na região terá também música animada por bandas locais.

A folia do Baiacu de Alguém durante o carnaval 2016 Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Agencia RBS

ONODI E A AUSÊNCIA DO ZÉ PEREIRA

Diferente das escolas de samba e dos blocos mais populares do Centro, que demandam altos recursos e ficam dependentes do poder público, a organização comunitária favorece a autossuficiência. Em 2017, o bloco Onodi, do Campeche, no Sul da Ilha, comemora 20 anos.

— Vendemos camisetas, buscamos patrocínio e apoio do comércio do bairro com antecedência. É uma festa familiar, dedicamos o horário das 17h às 19h para as crianças. Moradores de outros bairros frequentam porque sabem que é para a família — diz Roberto Ricardo Silva, tesoureiro do Onodi.

O Zé Pereira e a Banda da Lapa, que promoviam a folia um domingo antes do Carnaval, não irão se apresentar no Ribeirão da Ilha - muito embora, na comunidade, é certo que a data não passará em branco.

CONTINENTE TERÁ FOLIA PARA 30 MIL PESSOAS

No Continente, a expectativa é que os blocos da região reúnam 30 mil pessoas. Segundo a Liga de Carnaval de Blocos de Rua da Região Continental (Liblocon), estão organizados 10 blocos, que promoverão festas para famílias, com atrações para crianças e marchinhas. Os recursos para a realização do evento vêm dos empresários e moradores das próprias comunidades - com apoio para estrutura via prefeitura.

AGENDE-SE PARA OS PRINCIPAIS BLOCOS DE BAIRRO NA CAPITAL:

SANTO ANTÔNIO DE LISBOA
Baiacu de Alguém: 24 e 27/2
Avante: 24 a 28/2

SAMBAQUI
Engenho de Dentro: 26 e 28/2

INGLESES
Balança Mais não Cai: 25/2

VARGEM PEQUENA
Unidos do Firica: 27 e 28/2

JURERÊ
Esculham Bloco: 24 e 27/2

RIO VERMELHO
Unidos do Bérico: 26 e 27/2

CACHOEIRA DO BOM JESUS
União da Ilha da Magia: 26/2

CAMPECHE
Onodi: 26/2

CAPOEIRAS
Bloco da Sirizinha: 24/2

PRAIA DA SAUDADE
Bloco Alzheimer: 24/2

ESTREITO
Bloco do Baiano: 26/2

Leia também
Confira a programação do Carnaval 2017 em Florianópolis
Veja quais atrações tradicionais ficarão de fora da folia e o que dizem a prefeitura e o patrocinador

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioVestibular de Inverno da Udesc 2017: consulte o local de provas https://t.co/9aCKNJSPlRhá 13 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioInfraero lança licitação para privatizar o terminal de cargas do Aeroporto de Navegantes https://t.co/QhgXGy7OWUhá 13 minutosRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros