Dono do maior canal de rap do Brasil, Mussoumano lança nova música e fala sobre atual momento - Diversão & Estilo - O Sol Diário

Música na web16/03/2017 | 19h00Atualizada em 17/03/2017 | 11h28

Dono do maior canal de rap do Brasil, Mussoumano lança nova música e fala sobre atual momento

Rapper e influenciador digital de Florianópolis ficou conhecido por seus vídeos cômicos, mas agora investe em uma fase mais séria e autoral: "Hoje tenho uma grande força na internet, porém estou produzindo músicas para atingir um público ainda maior, dentro e fora do Youtube".

Foto: Mussoumano / Divulgação

Músico e youtuber catarinense, Hudson Martins, o Mussoumano, comanda o maior canal de rap do Youtube do Brasil, com mais de 5,1 milhões de inscritos. O rapper ficou famoso na internet depois de começar a postar vídeos com veia cômica na rede social - o mais visualizado é uma "batalha" contra a porquinha Peppa Pig, publicado em 2014 e com mais de 45 milhões de views, por exemplo. 

Agora, Mussoumano vem investindo em uma nova fase autoral que foge um pouco do entretenimento que o consagrou no Youtube e se aproxima de questões mais sérias. Nesta quinta-feira, ele lança o novo single, Tóxico, que fala sobre ir atrás dos sonhos sem se importar com o que os outros dizem.

Assista antes ao clipe de Tóxico, nova música de Mussoumano que será lançada em seu canal nesta quinta-feira, às 20h:

No último mês, o rapper também lançou o clipe de Cypher Flowripa, canção com participação dos MCs de Florianópolis Negro Rudhy, do grupo Arma-zen, Élidece, Caime e DJ Monkey, que trata de questões da cidade (Eu falo aqui de SC onde a real tu não vê, aqui não é só Jurerê, melhor desligar a TV) e da cena rap local (Atravessamo o continente ninguém se afogou, não flagrou? Rap da Ilha aqui não naufragou). O clipe, gravado em um heliponto no Centro da Capital, marcou os 5 milhões de inscritos no canal.

— Sou manezinho da ilha ow, tax tolo é! Nasci e moro nessa cidade maravilhosa! Vários convites para morar em SP, mas estou relutando, eu amo SC — conta o rapper, que ficou em 66º na lista dos 100 youtubers mais influentes do mundo, segundo a plataforma brasileira Snack Intelligence. 

Por e-mail, Mussoumano bateu um papo com o DC sobre a nova fase da carreira. Leia a entrevista completa:

Recentemente você gravou o clipe de Cypher Flowripa aqui na cidade e com MCs locais. Como foi fazer esse trabalho e como rolou a escolha e o convite para as parcerias?
Eu acredito que esse trabalho é dos melhores que já fiz em relação a participações. Tive muito orgulho de ter representado minha cidade nessa música, e virado um pouco os holofotes do Brasil para cena de rap da Ilha. A escolha não foi muito simples, temos muitos talentos aqui, tive a ajuda do repórter EdSoul para selecionar MCs com produções mais consistentes e relevantes de Floripa. Sei que tem muita gente boa aqui, porém não poderia chamar todo mundo para esse projeto. Mas acredito que esse clipe está ajudando a dar mais destaque para os artistas da Ilha de alguma maneira. Essa foi minha principal intenção quando pensei nesse projeto.

Caime, Negro Rudhy, do grupo Arma-zen, Mussoumano e Élidece  Foto: Roberto Sallaberry / Roberto Sallaberry/divulgação

Como foi a composição de Tóxico e como a letra se relaciona com sua trajetória?
Tóxico é uma música que fala sobre sonhos, tem um pouco de biográfico nessa letra. Pode parecer até um pouco clichê, falar sobre "conquistar seus sonhos", porém, a maioria das pessoas esquece disso, não para pra pensar que poderia realmente viver a vida que sempre quis. Um dia após outro continuamos no modo automático, e quando vemos a vida passou e perdemos a oportunidade de sermos realmente felizes. Espero que essa música toque as pessoas e que desperte uma força dentro delas para não desistirem dos próprios sonhos, ainda há tempo.

Como você avalia a cena do rap em SC e a evolução do seu próprio trabalho? Fale mais sobre essa nova fase que vai além do entretenimento.
Existem ótimos artistas aqui, ótimos MCs, Djs, grafiteiros, porém, acredito que falta SC valorizar mais seus próprios artistas, os produtores de eventos e principalmente o público. Parar de achar que tudo que "é bom" vem de fora, isso é ridículo, mas acontece. A cena do rap de SP e RJ é muito forte, tem bons MCs, mas também tem muita coisa ruim que às vezes parece até piada.

Faço rap desde meus 15 anos de idade, até mesmo antes de começar a produzir conteúdo para o Youtube. Trabalhar usando o Youtube me deu a oportunidade de, mesmo sendo independente, sem gravadora, sem patrocínio, conseguir fazer meu sonho acontecer. Hoje tenho mais de cinco milhões de seguidores que conquistei 1 a 1 sozinho, são mais de 600 milhões de visualizações, trabalhando honestamente na plataforma, produzindo sem parar há mais de cinco anos.

Hoje tenho meu público consolidado, grandes marcas e agências de publicidade me procuram, é uma evolução gigantesca pra quem começou totalmente do zero, sem dinheiro nenhum para investir no próprio sonho. Hoje tenho uma grande força na internet, não dependo do mainstream, porém, estou produzindo músicas para atingir um público ainda maior, dentro e fora do Youtube. Essa  versatilidade me proporciona agir nos dois ambientes, na música e como influenciador digital, por meio da minha imagem. Em alguns momentos sou apenas um MC fazendo shows e em outros momentos estou como garoto propaganda de uma grande marca. Isso acaba sendo uma vantagem pra mim. Estamos preparando uma série de lançamentos autorais para esse ano, singles, videoclipes, EPs. Será um ano turbulento, aguardem!

Leia mais:

Trump ataca Snoop Dogg depois de clipe no qual rapper atira no presidente dos EUA: "Carreira falida"

Peça de teatro do canal Depois das 11 estreia em maio em Florianópolis e já tem ingressos esgotados

Baterista joinvilense de 7 anos se apresenta em programa de TV dos EUA





Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioBalneário Camboriú é a capital do bodyboarding até domingo https://t.co/CjD3DE8TsZhá 1 horaRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioConfira a situação do plantel do Figueirense no planejamento para 2018 https://t.co/311Vv2leV5há 2 horas Retweet
O Sol Diário
Busca