Público lota Avenida Beira-Mar nas comemorações do aniversário de Florianópolis - Diversão & Estilo - O Sol Diário

344 anos23/03/2017 | 21h34Atualizada em 24/03/2017 | 12h54

Público lota Avenida Beira-Mar nas comemorações do aniversário de Florianópolis

Público lota Avenida Beira-Mar nas comemorações do aniversário de Florianópolis Diorgenes Pandini/Agencia RBS
Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

A chuva na tarde desta quinta-feira, aniversário de Florianópolis, parecia que ia afugentar o público dos shows gratuitos do Dazaranha, Buchecha e Camerata Florianópolis na Avenida Beira-Mar Norte.

Mas foi só o Dazaranha tocar os primeiros acordes para uma multidão se reunir em frente ao palco. Não tem jeito. Todo mundo de Florianópolis já viu a banda, mas não perde a chance de curtir de novo. Não tem grupo melhor para comemorar o aniversário da cidade. Os "mané pira" (e os haoles também).

Paranaense de Maringá, a médica Isabela Dessotti já perdeu a conta de quantos shows do Dazaranha assistiu. Quer coisa mais mané que isso? Nesta quinta, estava acompanhada da filha Maria Clara, manezinha autêntica. 

– Não tinha coisa melhor para hoje. Daza é a cara de Floripa. Me sinto daqui já, vim para trabalhar e aqui fiquei – conta. 

Depois, foi a vez de Buchecha. Com uma hora de atraso, o cantor subiu ao palco e chamou cerca de 10 mulheres para dançar hits do funk. Simpático, desceu do palco e tirou foto com todo mundo.

– Sou um carioca que vem muito para cá. Adoro, e hoje estar aqui no aniversário da cidade é muito representativo. Floripa recebe o funk tão bem, virou meio que um QG do funk nacional. Sempre esbarro com os DJs e MCs do funk. E não é só trabalho, às vezes venho curtir com a família também – disse após o show.

Outra queridinha dos florianopolitanos, a Camerata Florianópolis, voltou a se apresentar gratuitamente no trapiche da Beira-Mar e só reforçou a popularidade entre os manés. Ao se unir ao Daza pela primeira vez, então, o sucesso estava garantido. O vocalista e guitarrista da banda Moriel da Costa adiantou que a parceria vai continuar e prometeu surpresas para 2017.

— A gente tá pensando em trazer o maestro Jeferson Della Rocca para o Daza — brincou. 

O Daza não poupou elogios à orquestra, cujo show também teve participação da cantora Carla Domingues, Dandara e François Muleka. A festa da Beira-Mar encerrou com um breve show de fogos de artifícios ao som de Parabéns pra Você

Buchecha convidou 10 mulheres para dançar funk no palco  Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

Centro histórico teve apresentações culturais

No Largo da Alfândega, o movimento estava fraco, mas um público tímido curtia um samba e assistia às apresentações dos grupos de velhas guardas das escolas de samba da Capital. No local, havia também feirinha de artesanato e food trucks.

Os bonecos do Berbigão do Boca, que não foram às ruas no Carnaval deste ano, também participaram da festa e animaram o almoço de quem escolheu o Mercado Público para curtir o feriado – os bonecos do jornalista Aldírio Simões, do músico Luiz Henrique Rosa e do folclorista Franklin Cascaes fizeram parte do cenário das comemorações.

Leia também:
No aniversário de Florianópolis, conheça a história de casais que a cidade uniu

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioCerca de 300 mil catarinenses ainda não sacaram o FGTS inativo https://t.co/YgKwNl77Xhhá 26 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioAcidente interdita trecho da BR-101, em Governador Celso Ramos, e deixa uma pessoa morta https://t.co/EamD55wM65há 45 minutosRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros