Sete companhias representam SC no Festival de Teatro de Curitiba  - Diversão & Estilo - O Sol Diário

Artes cênicas29/03/2017 | 04h00Atualizada em 29/03/2017 | 15h45

Sete companhias representam SC no Festival de Teatro de Curitiba 

A 26ª edição do evento ocorre até 9 de abril na capital paranaense, e terá apresentações do Cena 11 Cia de Dança, ERRO Grupo, Nova Companhia de Teatro, Grupo Trapiche Pirata, Karma Cia de Teatro e Marcos Montagna

Sete companhias representam SC no Festival de Teatro de Curitiba  Cristiano Prim/Divulgação
Protocolo Elefante, da premiada cia de dança contemporânea Cena 11 Foto: Cristiano Prim / Divulgação
Diário Catarinense
Diário Catarinense

Importante vitrine do teatro brasileiro e da América do Sul, o Festival de Curitiba chega à 26ª edição em 2017. Dentre as 329 atrações divididas em sete mostras distintas, sete companhias representam Santa Catarina: Cena 11 Cia de Dança, ERRO Grupo, Nova Companhia de Teatro, Grupo Trapiche Pirata, Karma Cia de Teatro e o ator Marcos Montagna. O evento ocorre até 9 de abril em diferentes pontos da capital paranaense.

Nesta quarta e na quinta-feira, o Cena 11 Cia de Dança, de Florianópolis, selecionado pelo festival, abre a programação catarinense com Protocolo Elefante, no Teatro da Reitoria. O espetáculo integra os recortes de dança do evento, o Movva. Com direção e criação de Alejandro Ahmed, a peça investiga na ação de afastamento e isolamento do elefante na iminência de sua morte, uma metáfora de separação e exílio.

Como espaço para todas as artes cênicas, o evento gaba-se por abranger propostas tradicionais e, especialmente, aquelas que propõem desafios ao público e traçam novos caminhos para a arte. Nesse sentido, a apresentação do ERRO Grupo, também de Florianópolis, vale o destaque.

A cia fará a intervenção 23º Debate Público (nome artístico) / Jogo Ágora (nome completo)no Calçadão da Rua XV de Novembro. Uma peça ou debate, dependendo do caso, é fruto de uma pesquisa iniciada em 2015 e estrou no ano passado em Florianópolis. A Cia completou 16 anos de atuação e é referência pela pesquisa e atuação que envolvem performance, teatro de rua e intervenção urbana. As apresentações serão dias 3, 4, 5 e 6 de abril.

SC no Fringe

Desde 1998, o Festival de Teatro de Curitiba importou a ideia do Fringe, evento que aconteceu pela primeira vez em 1947 em Edimburgo, na Escócia, quando companhias que não estavam na programação do Festival Internacional da cidade criaram um evento paralelo e à margem do oficial. Qualquer grupo pode participar e comparecer por iniciativa própria, em busca de público e crítica.

De Itajaí, o grupo Trapiche Pirata levará para o Fringe a peça O Anfitrião, monólogo que conduz os espectadores ao mundo do teatro. As apresentações serão dias 2, 3 e 4 no Portão Cultural.

Também de Itajaí, a Karma Cia de Teatro levará para Curitiba a peça Berlim: dois corpos à procura nos dias 6, 7 e 8 de abril. O enredo trata da violência e opressão contra a comunidade LGBT.

Da vizinha Navegantes, o ator Marcos Montagna apresenta, de forma independente no Fringe, o monólogo Réquiem por um Fugitivo, baseado no conto homônimo de Caio Fernando de Abreu. Apresentações nos dias 29, 30 e 31 de março.

Além dessas cias, o Estado levará ainda o drama documentário Ontem à Noite Caía o Sol, da Companhia Embróglio, no Mini-Guaíra dias 2, 3 e 04 de abril. O trabalho conta sobre Ana e Iuri, um casal que vive em um apartamento nos anos 2000 em torno da fixação dela no passado.

Nova Companhia de Teatro, de Balneário Camboriú, apresentará Arrox Cum Ovu, no Teatro Lalá Schneider - Sala Edson D´Ávila, nos dias 7, 8 e 9, sobre a história de duas amigas que rediscutem sua amizade e o sentido da vida.

Quem vai:

Cena 11 (Florianópolis), com Protocolo Elefante
Companhia Embróglio(Florianópolis), com a peça Ontem à Noite Caía o Sol
ERRO Grupo (Florianópolis), com 23º Debate Público/Jogo Agora
Nova Companhia de Teatro (Balneário Camboriú), com Arrox Cum Ovu
Grupo Trapiche Pirata (Itajaí), com O Anfitrião 
Karma Cia de Teatro (itajaí), com Dois corpos à procura de um lugar 
Marcos Montagna (Navegantes), com monólogo Réquiem por um Fugitivo

Leia também
Desenho e aquarela: Nestor Jr se destaca no circuito de SC e tem trabalhos expostos em Paris
Sesc promove sessões gratuitas das animações do japonês Hayao Miyazaki em sete cidades de SC

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioDouglas fecha o gol do Avaí na vitória sobre Bota e fala sobre substituir Kozlinski: "Uma honra" https://t.co/gs44lvi6wyhá 39 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioJoel faz valer lei do ex, Avaí vence o Botafogo e conquista vitória fora https://t.co/L8lBpeD37Yhá 1 horaRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros