Veneno de aranha pode ajudar vítimas de derrame cerebral - Diversão & Estilo - O Sol Diário

Descoberta22/03/2017 | 11h33Atualizada em 22/03/2017 | 11h33

Veneno de aranha pode ajudar vítimas de derrame cerebral

Além de mortes, o problema pode deixar sequelas irreversíveis

Veneno de aranha pode ajudar vítimas de derrame cerebral Morguefile/Divulgação
Foto: Morguefile / Divulgação
AFP
AFP

Uma proteína extraída do veneno de uma aranha pode minimizar os efeitos dos danos provocados por um acidente vascular cerebral (AVC), disseram cientistas australianos na terça-feira.

— A pequena proteína que descobrimos, Hi1a, bloqueia os canais de íons sensíveis ao ácido (ASIC) no cérebro, que são os principais responsáveis pelos danos cerebrais após o AVC. Acreditamos ter encontrado pela primeira vez uma maneira de minimizar os efeitos devastadores — disse o professor Glenn King, do Instituto de Biociência Molecular da Universidade de Queensland, na Austrália, após injetar uma versão sintética da proteína em ratos.

Leia mais:
AVC: sintomas, prevenção e tratamentos

A descoberta foi publicada na Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS), revista da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos. O AVC, também chamado de derrame cerebral, provoca a morte de seis milhões de pessoas a cada ano, e deixa cinco milhões de sobreviventes com sequelas permanentes.

— Essa descoberta nos ajudará a dar perspectivas mais favoráveis aos sobreviventes de um AVC, diminuindo os danos cerebrais e as sequelas devastadoras que provoca. Um dos aspectos mais promissores dessa proteína é que ela oferece níveis excepcionais de proteção por oito horas após o início do acidente vascular cerebral, o que é uma janela notavelmente longa de oportunidade de tratamento — afirma King.

Essa substância também oferece certo grau de proteção às regiões centrais do cérebro, as mais afetadas pela falta de oxigênio em consequência do derrame.

— Agora estamos trabalhando para reunir o valor necessário para financiar ensaios clínicos e poder comercializar rapidamente esse tratamento promissor — contou King. 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioJovem goleiro espera por estreia no Figueirense no último jogo do ano https://t.co/xiVdXThcZThá 2 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioDez dias após tirar gesso, catarinense leva dois ouros no atletismo das Paralimpíadas  https://t.co/9mTBny7ByQhá 3 horas Retweet
O Sol Diário
Busca