"BBB": polícia vai aos Estúdios Globo para falar sobre briga polêmica do casal Marcos e Emilly - Diversão & Estilo - O Sol Diário

TV10/04/2017 | 18h49Atualizada em 11/04/2017 | 15h45

"BBB": polícia vai aos Estúdios Globo para falar sobre briga polêmica do casal Marcos e Emilly

Representantes da Polícia Civil do Rio de Janeiro foram até a emissora na tarde desta segunda-feira ouvir os dois participantes

"BBB": polícia vai aos Estúdios Globo para falar sobre briga polêmica do casal Marcos e Emilly TV Globo / Reprodução/Reprodução
Marcos e Emilly  Foto: TV Globo / Reprodução / Reprodução

As brigas entre Marcos Harter e Emilly Araújo, participantes do "BBB 17", serão investigadas pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, que enviou representantes aos estúdios da Globo na tarde desta segunda-feira para falar sobre a briga dos dois competidores – até o final da tarde, os policiais ainda estavam no local. 

De acordo com a delegada Márcia Noeli, diretora da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá, as suspeitas contra Marcos são de lesão corporal. Ela explica que é inegável a existência de violência doméstica.

– Fui alertada de que havia um caso de violência doméstica no programa e assisti a alguns trechos. Entre os vídeos, vi um em que ele segura o braço dela. Ela fala "está machucando" e aparece com o braço roxo. Por isso, pedi que fosse instaurado o inquérito e que fosse feita a investigação.

Leia mais:
Opinião: público também errou ao deixar Marcos no programa 
Mesmo com todas as polêmicas, Marcos vence paredão e segue no BBB 17

Após eliminação, Marinalva fala sobre Emilly: "Ela acha que é o centro do Universo"

A delegada explica que, diferente de casos de violência psicológica, em que é necessária a denúncia da vítima, episódios de violência física não precisam de qualquer aviso da vítima para que sejam investigados. Segundo Márcia, os dois participantes serão ouvidos pelos policiais – não há informação se os policiais entrariam na casa do "BBB" ou se os participantes seriam retirados de lá –, para que depois se tomem outras medidas, que podem envolver exame de corpo de delito. 

– Pelo vídeo, temos ideia do que aconteceu, e seria lesão corporal. Mas dependemos da investigação para saber – explica a delegada, que ressalta: – A gente mete a colher, sim. Em casos de lesão corporal, qualquer cidadão pode denunciar e nós temos o dever de apurar os fatos.

Ainda de acordo com a delegada, é improvável que Marcos precise sair do "BBB" imediatamente. Por enquanto, a investigação é feita sem a necessidade de medidas restritivas contra o participante. Procurada, a Globo não se manifestou sobre o assunto.

Confronto e repercussão

Na festa da noite de sábado, Marcos e Emilly tiveram uma discussão, com direito a gritos. O médico apontou o dedo no rosto da concorrente e a impediu de sair de perto da parede onde os dois discutiam. Em outro momento, ele segurou a mão de Emilly, e ela reagiu:

– Marcos, está doendo.

No domingo, a hashtag #MarcosExpulso dominou as discussões no Twitter. Usuários da rede social alegam se tratar de uma reação às agressões de Marcos à Emilly no "BBB17". 

Mesmo envolvido em diversas polêmicas, Marcos venceu a paranaense Marinalva no paredão de domingo. A paratleta foi eliminada com uma votação expressiva pelo público — 77,17%, enquanto o gaúcho levou somente 22,83% dos votos. 

Antes do anúncio, o apresentador do reality, Tiago Leifert, mostrou, em uma espécie de retrospectiva, os fatos que culminaram na discussão entre Marcos e Emilly, que gerou revolta nas redes sociais. Disse que os dois foram chamados ao confessionário e que a produção os alertou que o comportamento do casal preocupa a direção do "BBB". 

— O "Big Brother" está preparado para interferir e proteger os participantes — disse Leifert, para afirmar, em seguida, que Emilly foi aconselhada a denunciar qualquer tipo de violência. 

Depois do anúncio de sua permanência, Marcos comemorou a vitória com Emilly. 

— Acho que a sua permanência aqui é muito mais importante para mim do que para você, porque você está do meu lado — afirmou Emilly. 

Ex-participante do "BBB 17", a gaúcha Mayla se manifestou em sua conta no Twitter sobre a agressão de Marcos contra sua irmã, Emilly. 

"Quero deixar claro para todos, meu pai está em contato com a produção. Chegou no limite. Estamos devastados com tudo que vimos", escreveu Mayla na publicação.

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioSemana começa com chance de geada, maré alta e temperaturas próximas de 0°C em Santa Catarina https://t.co/RSIDcAG0Dvhá 1 horaRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioSérie B tem vitórias de Concórdia, Hercílio, Guarani e Marcílio Dias https://t.co/b1toat1xFfhá 2 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros