Globo decide não escalar José Mayer para novela após ator ser acusado de assédio sexual - Diversão & Estilo - O Sol Diário

Gente03/04/2017 | 20h26Atualizada em 03/04/2017 | 20h26

Globo decide não escalar José Mayer para novela após ator ser acusado de assédio sexual

Figurinista Susllem Tonani escreveu texto denunciando atitudes do ator em blog hospedado no site da Folha de S. Paulo; Mayer nega acusações

Globo decide não escalar José Mayer para novela após ator ser acusado de assédio sexual Daniela Dacorso/Divulgação
José Mayer Foto: Daniela Dacorso / Divulgação
Zero Hora
Zero Hora

A Globo optou por não escalar o ator José Mayer, 67 anos, para a próxima novela das nove de Aguinaldo Silva, prevista para ir ao ar em 2018, após o ator ser acusado de assédio sexual pela figurinista Susllem Tonani, 28.

Segundo a Comunicação da Globo, "essa é uma atitude isenta e responsável da emissora de não dar visibilidade a uma das partes envolvidas numa questão que é visceralmente contra tudo que a Globo acredita. E não é uma atitude isolada. A atitude da Globo será sempre essa. A de defender que casos como esse devem ser apurados, ouvindo e oferecendo todo apoio às duas partes, dando possibilidade para que a verdade aflore e criando condições para que não se repitam". 

"Foi isso que fizemos. E é isso que sempre faremos", diz comunicado enviado pela emissora. 

Leia mais:
"Não fiz mais do que a minha obrigação", diz Titi Müller, que chamou DJ de "machista e babaca" 
Anitta rebate comentário machista em vídeo com Nego do Borel e é elogiada
Usuário que chamou Fernanda Gentil de "sapatão" é suspenso do Twitter

Susllem Tonani acusou José Mayer de assédio sexual dentro do camarim da TV Globo por meio de um texto intitulado "José Mayer me assediou", publicado no blog #AgoraÉqueSãoElas, do jornal Folha de S.Paulo. O ator negou as acusações, e a emissora diz que o "assunto foi apurado e as medidas necessárias estão sendo tomadas".

No artigo, publicado na madrugada da última sexta-feira, Susllem afirma que o ator "colocou a mão esquerda na sua genitália" em fevereiro deste ano, "na presença de outras duas mulheres", sendo que a primeira "brincadeira" do ator havia acontecido oito meses antes, algo que, segundo o texto, Mayer continuou fazendo durante todo o período.

A Folha de S.Paulo retirou o texto do ar pela manhã. De acordo com o jornal, ele desrespeitava o princípio editorial de só publicar acusações após buscar os argumentos da parte acusada.

Procurado pela Folha, o ator respondeu: "Respeito muito as mulheres, meus companheiros e o meu ambiente de trabalho e peço a todos que não misturem ficção com realidade", para continuar: "As palavras e atitudes que me atribuíram são próprias do machismo e da misoginia do personagem Tião Bezerra (que ele interpretou na novela das 21h A Lei do Amor, que acabou na sexta), não são minhas! Nesses 49 anos trabalhando como ator sempre busquei e encontrei respeito e confiança em todos que trabalham comigo", disse.

Em seu depoimento, a figurinista diz que este era seu primeiro trabalho em uma novela, justamente com José Mayer no papel principal, o que a fazia conviver muito com o ator: "Ele era protagonista da primeira novela em que eu trabalhava como figurinista assistente", conta. "Trabalhando de segunda a sábado, lidar com José Mayer era rotineiro. E com ele vinham seus 'elogios'. Do 'como você se veste bem', logo eu estava ouvindo: 'como a sua cintura é fina', 'fico olhando a sua bundinha e imaginando seu peitinho', 'você nunca vai dar para mim?'." Segundo ela, suas negativas não surtiram efeito. "Disse a ele, com palavras exatas e claras, que não queria, que ele não podia me tocar, que se ele me encostasse a mão eu iria ao RH. Foram meses saindo de perto."

Ela conta que, depois do episódio, continuou convivendo com o ator, "no mecanismo subserviente", até sofrer novo assédio: "Nos vimos, ele e eu, num set de filmagem com 30 pessoas. (...) Neste momento, sem medo, ameaçou me tocar novamente se eu continuasse a não falar com ele. E eu não silenciei. 'VACA', ele gritou." Depois desse episódio, ela afirma que procurou o RH, a ouvidoria e o "departamento que cuida dos atores" da TV Globo: "A empresa reconheceu a gravidade do acontecimento e prometeu tomar as medidas necessárias", escreve.

Susllem Meneguzzi Tonani nasceu em Vitória (ES) e cursou desenho industrial na UFES (Universidade Federal do Espírito Santo). Trabalhou com campanhas publicitárias, cinema, teatro, moda e televisão. Mudou-se para o Rio há cinco anos para seguir a carreira de figurinista.

*Com Folhapress

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioAcidente envolve quatro veículos e deixa duas pessoas feridas na BR-470 em Ilhota https://t.co/0FSSHvjTvzhá 2 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioDuas pessoas ficam feridas em colisão na Itoupava Central em Blumenau https://t.co/YEFxVJpa69há 3 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros