Pepsi pede desculpas e tira do ar comercial com Kendall Jenner em protesto - Diversão & Estilo - O Sol Diário

Bola fora06/04/2017 | 20h51Atualizada em 06/04/2017 | 20h51

Pepsi pede desculpas e tira do ar comercial com Kendall Jenner em protesto

"Claramente nos desviamos de nosso objetivo", anunciou a empresa

AFP
AFP

A Pepsi anunciou nesta quarta-feira que tirou do ar o polêmico comercial com a modelo americana Kendall Jenner. A empresa havia sido acusada de explorar com fins comerciais o movimento de protesto Black Lives Matter, que denuncia a violência policial contra os negros nos Estados Unidos. Ainda é possível assistir ao vídeo em publicações no YouTube.

Leia mais:
"Não será o último assédio", diz Luana Piovani sobre José Mayer
Jô Soares volta ao SBT para receber Troféu Imprensa e brinca com Gentili: "Esquentando para minha volta"
Projeto Tribalistas pode voltar, afirma jornal

"A Pepsi tentou projetar uma mensagem global de unidade, de paz e de entendimento. Claramente nos desviamos de nosso objetivo e pedimos desculpas", indicou a empresa de refrigerantes e alimentos. "Nossa intenção não era tornar superficial um problema importante. Retiraremos esse conteúdo", completou o grupo, depois que a divulgação da propaganda de pouco mais de dois minutos gerou uma avalanche de críticas nas redes sociais.

Com a música de fundo Lions, de Skip Marley, neto do cantor Bob Marley, o spot publicitário mostra Kendall Jenner, meia irmã da estrela Kim Kardashian em uma sessão de fotos na rua. Nesse momento, um protesto passa à sua frente e ela demonstra curiosidade. Um manifestante a convida para juntar-se: a modelo tira sua peruca loira e sua roupa cara e se soma à manifestação.

Depois disso, se aproxima de um policial e lhe oferece uma lata de Pepsi. O agente aceita a lata e, quando ele bebe, a multidão vibra.

Este final é justamente o que irritou muitos usuários de internet, que perceberam que a cena tenta imitar a imagem viral em que Leisha Evans aparece. Evans é uma ativista que enfrentou os policiais anti-distúrbios nos protestos em julho passado em Baton Rouge, na Louisiana, pela morte de um negro pela polícia.

"Se meu pai tivesse consciência do poder da Pepsi", tuitou ironicamente Bernice King, filha de Martin Luther King, junto a uma foto do líder dos direitos civis empurrado por um policial.

"Custo a acreditar que Kendall Jenner tenha resolvido o problema do racismo e da opressão institucionalizada dando uma Pepsi a um policial", ironizou outro usuário da rede social.

Foto: Reprodução / YouTube


 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioTop da Bola premia os destaques do Campeonato Catarinense 2017 https://t.co/DyHtzcOhkLhá 24 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioSC tem o dobro da média nacional de cidades com ginásios em escolas, aponta IBGE   https://t.co/nttLFCOPr5há 58 minutosRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros