Nostalgia: Rural Rock Fest volta a ser realizado em São Pedro de Alcântara depois de 10 anos  - Diversão & Estilo - O Sol Diário

Rock catarina11/05/2017 | 11h20Atualizada em 11/05/2017 | 14h29

Nostalgia: Rural Rock Fest volta a ser realizado em São Pedro de Alcântara depois de 10 anos 

Festival que reúne bandas catarinenses ocorre de sexta (12) a domingo (14) na cidade da Grande Florianópolis

Nostalgia: Rural Rock Fest volta a ser realizado em São Pedro de Alcântara depois de 10 anos  Koldeway A. C./Agencia RBS
Foto: Koldeway A. C. / Agencia RBS

Entre os anos 2000 e 2007, a pacata São Pedro de Alcântara, na Grande Florianópolis, recebeu o Rural Rock Fest, festival de rock que reunia bandas locais. Quase dez anos depois, o evento criado pela "gangue dos meninos bons", como o grupo era chamado pela diretora do colégio, volta a ocorrer na cidade a partir desta sexta (12) até domingo (14).

— Tudo começou no sítio do meu avô. A gente tinha uma banda (Mente Nômade, hoje Da Caverna) mas tinha dificuldade pra tocar em Floripa. Por ser de São Pedro de Alcântara, a gente era discriminado — relembra Vinicius Zimmermann, um dos idealizadores.

Desta vez, o Rural Rock Fest será na Cancha do Nelson, um local próximo ao antigo espaço mas com uma maior estrutura de camping (sim, dá pra levar barraca) e banheiros. O festival era organizado por Vinicius, seus irmãos Vitor e Filipi, e por Emerson Vicente Medeiros, o Orelha, que faleceu em 2007. A última edição, em 2008, foi a única que não foi no sítio do avô dos meninos - foi no CTG Os Praianos, em São José, em uma homenagem ao amigo. Depois, os irmãos desistiram de continuar e se dedicaram a outros projetos. Vinicius, por exemplo, trabalhou no extinto UFSCtock.

— Foram 10 anos de cobrança e tá fazendo 10 anos da morte dele [o Orelha]. O evento é uma nova homenagem a ele. Também queremos voltar a ter essa vitrine para a música autoral. Hoje há várias casas de rock, mas só tocam cover, a arte feita em SC não tem espaço pra ser exposta — explica.

Na programação estão shows de mais de 20 bandas catarinenses, além de atividades como recital de cítara, Feira Rural das Artes, Olimpíadas da Lama (com jogos lúdicos como cabo de guerra e corrida no saco) e até um bingo rural com prêmios bizarros.

— São bandas de toda Santa Catarina. Metade do casting é convidado, são bandas que têm relação com o festival, já tocaram em outras edições, para criar o efeito nostalgia. E o resto foi selecionado. A gente procura, dentro da amplitude do rock, abraçar vários gêneros.

Entre os destaques do line-up estão a Burn, banda que tem mais de 35 anos de atividade, e a Eutha, antiga Euthanasia, que faz sua estreia no festival. Há também dois grupos só de garotas: a Napkin, de Joinville, e a Rock Roach, de Florianópolis.

A ideia dos organizadores é que o festival continue acontecendo a cada dois anos:

— O hiato causa uma surpresa pro festival e dá um tempo maior pra gente respirar. Mas estamos organizando outro festival na cidade, o Rocktoberfest, na segunda quinzena de outubro. Vai ser nosso evento anual que vai misturar cultura germânica com música alternativa — adianta Vinicius.

Foto: Koldeway A. C. / Agencia RBS

Confira a programação: 

Sexta-feira (12)
16h20 - abertura
20h40 - Tumor do Bile
21h50 - Leite de Velha
23h - The Dolls
0h10 - Zoidz
1h20 - Skrotes
2h30 - Katss
3h40 - Blame

Sábado (13)
8h30 às 10h - Café da manhã
10h - programação alternativa
11h20 - Insones
12h20 - Rock Roach
13h30 - Parafuso Silvestre
14h40 - Circo Quebra Copos
15h50 - Napkin
17h - Os Costeletas
18h10 - Reus
19h20 - Da Caverna
20h30 - Five Boys
21h40 - Ninguém Sabe
22h50 - Burn
0h - Babba
1h10 - Apilcultores Clandestinos
2h20 - Eutha
3h30 - Alkanza

Agende-se
Rural Rock Fest
Quando: de sexta (12) a domingo (14)
Onde: Cancha do Nelson, Santa Tereza, São Pedro de Alcântara. Veja como chegar lá 
Quanto: R$ 30 até quinta-feira (11). Depois, R$ 50 para os três dias. A lista dos pontos de venda pode ser conferida na página do evento no Facebook 

Leia mais:

Uma breve história do rock catarinense

Conheça iniciativas em prol da profissionalização de bandas e de espaços para rock made in SC

10 exemplares do rock catarinense para refletir, por Emerson Gasperin

10 rocks catarinenses para quem curte hard e heavy metal, por Ben Ami Scopinho

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioBaleia que morreu em Barra Velha vai integrar acervo do Museu Oceanográfico da Univali https://t.co/ova0wTXP2yhá 12 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioReunião que irá definir fórmula do Catarinense de 2018 está marcada para o dia 6 https://t.co/8hx11OaZTchá 14 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros