Conheça as empresas de Itajaí e Balneário que se tornaram franqueadoras - Economia - O Sol Diário
 
 

De franqueados a franqueadores13/05/2013 | 07h41

Conheça as empresas de Itajaí e Balneário que se tornaram franqueadoras

De camisetas a farmácias, redes made in Litoral crescem e aparecem para o consumidor

Conheça as empresas de Itajaí e Balneário que se tornaram franqueadoras Rafaela Martins/Agencia RBS
Escola de idiomas Rockfeller já conta com 13 franqueadas Foto: Rafaela Martins / Agencia RBS

Em expansão, as franquias são uma boa oportunidade de investimento. Há seis empresas com sede em Itajaí e Balneário Camboriú, que perceberam essa boa oportunidade e se tornaram franqueadoras. Veja a seguir quais são elas.

Rockfeller

A experiência de terem sido franqueados foi fundamental quando André Belz, Renata e Romeu Morais resolveram montar uma nova rede de escolas de idiomas. Os três eram sócios de uma conhecida rede que fechou as portas e, em julho de 2004, resolveram montar, em Balneário Camboriú, a Rockfeller Language Center, já pensando em torná-la uma franqueadora. Mas da ideia até a abertura das primeiras unidades foram quatro anos de muito estudo e trabalho, principalmente de fortalecimento da marca.

— A gente entendia do conceito, tínhamos a visão. Mas evoluímos muito e vimos o que funcionava ou não — conta Belz.

Hoje, quase nove anos depois, são 13 unidades em funcionamento e, até o fim do ano, este número subirá para 20. A escola de Balneário Camboriú é a que mais atende alunos da cidade, com o dobro de clientes da segunda colocada. Há dois anos, a franquia foi escolhida a com melhor índice de satisfação entre os franqueados, no segmento escola de idiomas, em pesquisa feita pela revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios. Uma mistura de um bom produto com um mercado em constante evolução, como defende Belz.

— Pesquisas apontam que entre os países emergentes, o Brasil tem um dos menores índices de pessoas que têm o inglês como segunda língua, o que fica em torno de 2%. E cada vez mais elas estão investindo em educação, principalmente as classes B e C. Então temos no Brasil pelo menos 100 milhões de clientes em potencial — comenta.

Entre os diferenciais da Rockfeller estão as turmas com número reduzido de alunos (no máximo seis), material didático próprio e ênfase na conversação. Além, claro, da aproximação com os franqueados.

— É de nosso total interesse que as escolas sejam lucrativas e que as pessoas se orgulhem por fazerem parte da Rockfeller — conclui Belz.

Empresa: Rockfeller Language Center
Setor: escola de idiomas
Cidade-sede: Balneário Camboriú
Lojas franqueadas: 13
Taxa de franquia: R$ 30 mil
Investimento inicial estimado: entre R$ 115 mil a R$ 200 mil

Farma & Farma

A Farma & Farma é uma das maiores redes de franquia de farmácias com mais de 150 lojas em todo o Brasil. Mas quando ela nasceu, ninguém pensava que poderia chegar aonde chegou. A ideia inicial era apenas unir os farmacêuticos donos de farmácias no Estado.



Mas, com o tempo, acabou se tornando uma empresa, hoje com 102 associados, crescimento acima da média do mercado e sediada em Itajaí. A história da franquia começa em 1997, quando foi criada a Associação de Farmacêuticos Proprietários de Farmácia de Santa Catarina.

O formato permaneceu até 2002, quando os associados passaram a ser acionistas e foi criada a rede de franquias. E um dos ideais da associação (que continua em atividade) é justamente um dos diferenciais do negócio: para ser acionista ou franqueado, precisa ser farmacêutico. Por isso, todos passam por um treinamento de gestão.

— Nós temos um checklist com mais de 100 itens, que tem dicas de como contratar funcionários, trabalhar com o RH e com o capital de giro e até mesmo como distribuir os produtos nas bancadas — explica o presidente da rede, Rinaldo Ferreira.

Segundo ele, os treinamentos de capacitação são constantes, para os franqueados e funcionários. São diferenciais que fazem com que a Farma & Farma cresça acima da média do mercado para o setor farmacêutico.

— Nossos dados apontam aumento anual de 20% no faturamento, enquanto a média geral chega a 12% — conta o presidente.

Empresa: Farma & Farma
Setor: farmacêutico
Cidade-sede: Itajaí
Lojas franqueadas: 150
Taxa de franquia: R$ 8 mil
Investimento inicial estimado: entre R$ 200 e R$ 400 mil

Surfers Paradise

Juntar o sabor do açaí com a praticidade das máquinas de sorvete expresso foi a sacada do empresário Pedro Meyer. Dono da Surfers Paradise, sanduicheria que fica ao lado do Atlântico Shopping, em Balneário Camboriú, ele percebia que os clientes tinham de esperar de cinco a 10 minutos para que o açaí ficasse pronto.



Como é um ponto de grande circulação de pessoas, viu que se aprimorasse o método de preparação, as vendas poderiam aumentar. E foi o que aconteceu. A fórmula deu tão certo e depois do pedido de vários clientes, especialmente turistas, em setembro deste ano será lançada a franquia do Açaí Paradise.

— Quando eu criei o Surfers Paradise, há oito anos, não pensava nisso, mas foram os pedidos dos clientes que me alertaram para a possibilidade. Por isso, resolvi estudar, participar de eventos e cursos para implantar o sistema — conta.

A escolha por franquear o Açaí Paradise primeiro foi porque o modelo já está pronto. A previsão é de que o Surfers Paradise vire franquia em março de 2014.

— Estamos formatando os dois modelos, aperfeiçoando, fazendo apostilas de operação. Também já começamos a criar um cadastro de pessoas interessadas em ter a nossa franquia — diz o empresário.

Empresa: Açaí Paradise
Setor: alimentação
Cidade-sede: Balneário Camboriú
Lojas franqueadas: primeira abre em setembro
Taxa de franquia: R$ 30 mil

Angel

Fundada em 1984, pelo casal Dolor e Angela da Silva, a Angel é uma das marcas de roupas femininas mais conhecidas no Brasil. No início dos anos 1990, na época do boom das franquias brasileiras, a empresa chegou a ter 30 lojas em todo o país. As camisetas bordadas eram o foco principal, mas com a mudança nas tendências, também se alterou a ideia do negócio.



Algumas das franquias viraram lojas multimarcas e outras fecharam. Há três anos, a empresa resolveu remodelar o conceito das franquias e hoje está com seis lojas, sendo duas em Balneário Camboriú, uma em Itajaí, uma em Belém (PA), uma em São Luís (MA) e uma em Natal (RN).

A gerente comercial Paula Xavier explica que a Angel não investe na divulgação das franquias e que é criteriosa na escolha dos franqueados.

— Nós trabalhamos de acordo com a demanda que podemos oferecer na nossa fábrica. Além disso, avaliamos bem as pessoas interessadas em comprar uma franquia nossa, porque, para nós, o grau de responsabilidade é o mesmo de um casamento — compara.

Hoje, a padronização da Angel vai desde a formatação da vitrine até o comportamento nas redes sociais. A gerente explica que existe a possibilidade de se fazer um projeto de expansão, mas que é preciso se avaliar a estrutura que a empresa tem.

Empresa: Angel
Setor: vestuário
Cidade-sede: Itajaí
Lojas franqueadas: 6
Taxa de franquia: R$ 30 mil
Investimento inicial estimado: R$ 2 mil o m² + R$ 60 mil para o estoque inicial

Divertees

Há dois anos, o casal Thiago Dunker e Silva Dunka resolveu investir em um negócio que poderia parecer igual a tantos outros, mas que tinha um diferencial que os destacou. Um quiosque montado em um shopping center em Balneário Camboriú já mostrava uma cara diferente.



As camisetas vendidas eram (e ainda são) inspiradas em diversas referências pop, como filmes, quadrinhos e música. Como as opções eram as mais variadas possíveis e o espaço do quiosque era restrito, o jeito foi instalar dois iPads para que os clientes pudessem visualizar as mais de 100 camisetas do estoque.

— A ideia deu tão certo que usamos os iPads até hoje — diz Thiago.

A novidade chamou tanto a atenção que, logo no primeiro mês de atuação, a Divertees foi um dos destaques da revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios. Foi o impulso que faltava para a empresa se tornar conhecida. E nestes dois anos, já são 12 lojas franqueadas, do Rio Grande do Sul a Brasília.

— Investimos em franquia porque foi a melhor forma de expandir o nosso negócio. Assim, você pode encontrar pessoas que se apaixonem pelo seu negócio tanto quanto você e nos ajudam a crescer de forma exponencial — comenta Thiago.

A procura foi tão grande que os empresários tiveram de selecionar os candidatos a franqueados. Segundo eles, foram pelo menos 200 pessoas que demonstraram interesse em montar uma loja da Divertees.

— Somos muito criteriosos — explica o empresário.

Empresa: Divertees
Setor: vestuário
Cidade-sede: Balneário Camboriú
Lojas franqueadas: 12
Investimento inicial estimado: a partir de R$ 120 mil (com taxa de franquia incluída)

O SOL DIÁRIO

Notícias Relacionadas

Desenvolvimento 13/05/2013 | 07h31

"Se for para sofrer com a implantação de marca desconhecida, que seja a sua própria marca", diz especialista

Dono de franquia e pós-graduado em gestão empresarial, Guido Renato Miranda fala sobre a descoberta do mercado das franquias

Desenvolvimento 13/05/2013 | 07h31

Empresas de Itajaí e Balneário descobrem o mercado das franquias

De camisetas a farmácias, redes made in Litoral crescem e aparecem para o consumidor

O Sol Diário
Busca