Impeachment: artistas, ex-ministros e ex-presidente Lula acompanham Dilma no Senado - Economia - O Sol Diário

Brasília29/08/2016 | 09h22Atualizada em 29/08/2016 | 14h29

Impeachment: artistas, ex-ministros e ex-presidente Lula acompanham Dilma no Senado

Presidente afastada tem 40 convidados: 30 deles ficarão nas galerias e 10 na tribuna de honra, entre eles o cantor Chico Buarque, a atriz Létícia Sabatella e ex-ministros

Impeachment: artistas, ex-ministros e ex-presidente Lula acompanham Dilma no Senado Mateus Bruxel/Agência RBS
Chico Buarque (esq.) e o ex-presidente Lula (dir.) acompanham discurso da presidente afastada, Dilma Rousseff Foto: Mateus Bruxel / Agência RBS
Agência Brasil
Agência Brasil

É grande a movimentação nesta segunda-feira no Senado para a oitiva da presidenta afastada Dilma Rousseff. Neste quarto dia de julgamento, que deverá ser o mais longo de todos, além de apresentar sua defesa, Dilma irá responder a perguntas de parlamentares.

Até às 8h30min da manhã desta segunda-feira, 47 senadores já estavam inscritos para questioná-la. Cada um terá cinco minutos e Dilma terá tempo livre para as respostas. Antes de responder, a petista irá dispor de 30 minutos para sua defesa, mas, segundo o presidente da sessão do julgamento, ministro Ricardo Lewandowski, este tempo poderá ser prorrogado de acordo com a necessidade da petista. 

Os convidados da presidente afastada serão 40, ao todo: 30 deles ficarão nas galerias e 10 na tribuna de honra, entre eles, ministros de sua gestão, como Aldo Rebelo (Defesa) e Jacques Wagner (Casa Civil) e artistas como o cantor Chico Buarque e atriz Létícia Sabatella.

Leia mais
Temer recebe senador que ainda não declarou voto sobre impeachment
Grupo pró-Dilma faz protesto em frente ao Senado
Editorial: Sessão para a história

Além deles, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é aguardado para acompanhar a sessão. Já entre os convidados da acusação, que serão 30, e ocuparão parte das galerias no plenário, estarão representantes de movimentos sociais como o Vem para Rua e Movimento Brasil Livre (MBL), além de uma filha do jurista Hélio Bicudo, um dos autores da representação. Bicudo enfrenta graves problema de saúde.

Segurança 

Nesta segunda-feira, a novidade em relação à segurança é que a Esplanada dos Ministérios foi completamente fechada, desde a Catedral até o prédio do Congresso Nacional. O acesso está sendo feito a pé ou de carro, por vias auxiliares. 

Ao contrário de outros dias, o gramado na Esplanada — dividido por um muro de 80 metros — já começa a ser ocupado por manifestantes favoráveis e contrários ao impeachment. A Polícia Militar do Distrito Federal faz a segurança no local.

Histórico

Dilma é alvo de um processo de impeachment, por ter editado, em 2015, decretos de crédito suplementar sem autorização do Congresso e também de usar dinheiro de bancos federais em programas do Tesouro. A petista foi afastada da Presidência da República pelo Senado há mais de 100 dias.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioExposições e atrações musicais marcam início do 5º Colmeia https://t.co/91aSNAxr6Ahá 6 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioAmigas criam grupo de conversa para ajudar na luta contra o câncer https://t.co/IjyQlWfOiqhá 12 horas Retweet
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros