Udo Döhler: Energia para continuar - Economia - O Sol Diário

Perfil26/08/2016 | 21h36

Udo Döhler: Energia para continuar

Aos 73 anos, Udo Döhler planeja ficar mais quatro anos à frente da Prefeitura com a mesma disposição dos tempos em que despertou para a política

Udo Döhler: Energia para continuar Maykon Lammerhirt/Agência RBS
"Entendi que tudo o que acontece será culpa do prefeito. Aprendi a ser resiliente, a focar mais nas questões da cidade e não levar em consideração as questões pessoais." Foto: Maykon Lammerhirt / Agência RBS

Quando boa parte da vida é dedicada a construir uma bem-sucedida carreira empresarial, por que alguém decide ingressar na política? Para entender o que levou o atual prefeito de Joinville, Udo Döhler, 73 anos, a seguir este caminho e o seu desejo de continuar, é preciso voltar no tempo. Quatro décadas atrás, Udo teve sua primeira experiência pública, na Fundamas. Foram dois anos de intenso convívio com a comunidade do bairro Itaum, onde se envolveu com atividades de promoção social e viu a mobilização das pessoas.

Confira aqui o perfil dos outros candidatos

Udo diz que aqueles dias foram de grande gratificação, só que estava focado na missão empresarial que tinha pela frente e não pensou, à época, em iniciar a carreira política.
O tempo passou, o empresário alcançou os seus objetivos e aqueles velhos dias voltaram à mente.

– É como um livro que se lê na adolescência e somente anos depois, na vida adulta, cai a ficha – compara.

Segundo suas próprias palavras, a motivação pessoal para seguir nesta segunda carreira, a de político, é o desejo de contribuir com a cidade. Foi o que ele sentiu durante aquela experiência na juventude. Tomada a decisão e após a vitória nas urnas, a realidade à frente do governo trouxe uma série de desafios, e as críticas chegaram.

Diferentemente da vida empresarial, em que uma crítica aberta a um presidente de empresa não é algo comum, no setor público não há filtro algum. O jeito foi aprender a lidar com essa situação.

– Entendi que tudo o que acontece sempre será culpa do prefeito. Aprendi a ser resiliente, a focar mais nas questões da cidade e não levar em consideração as questões pessoais – explica o atual prefeito.

Como gestor, Udo Döhler diz que olha processos e condutas “com uma lupa”, centralizando procedimentos. Dessa forma, consegue ter uma visão geral do que acontece. Ele também afirma que isto não significa que seja centralizador ou que fique fechado em sua sala.

– Fico, no máximo, 10% do tempo no gabinete. Tenho de ouvir o colegiado, de circular pelas secretarias – lembra Udo.

Quem convive de perto com ele sabe que gosta de acordar cedo, antes de o Sol nascer. E como o trabalho começa logo em seguida, o primeiro da fila nos despachos também tem que ajustar o despertador.

O prefeito conta que vai dormir sempre por volta de meia-noite. E dorme bem! Levanta às 5 horas e reserva a primeira hora do dia para resolver assuntos particulares e empresariais. Depois, já começa a rotina da vida pública.

Na campanha, a agenda de candidato ganha destaque nas primeiras e nas últimas horas do dia, conciliando com a agenda de prefeito. A estratégia é a mesma da campanha passada, avisa Udo, mas ele não parou no tempo. Um dos recursos desta vez é o aplicativo para smarthphones que traz informações sobre o candidato e a campanha. E não é só para o público externo. Ele também faz uso do recurso para mostrar seus feitos.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Propaganda eleitoral 25/08/2016 | 22h

O que os candidatos a prefeito de Joinville vão mostrar no rádio e na TV

A partir desta sexta-feira, disputa pela Prefeitura será mais divulgada pelos meios de comunicação

Eleições 2016 04/08/2016 | 11h31

Saiba onde fica a Joinville que nem todos conhecem

Programas sociais destinados à população mais carente da periferia amenizam a situação de muitas famílias, mas não resolvem todos os problemas

Eleições 2016 28/07/2016 | 07h36

Saiba qual é o peso da saúde nas contas de Joinville

Melhorar o atendimento é promessa comum de candidatos, mas a solução não é tão simples assim

Eleições 2016 21/07/2016 | 11h39

Educação infantil é um dos principais desafios para gestão de Joinville

Na cidade, a falta de vagas em Ceis e a inclusão de destacam

Eleições 2016 14/07/2016 | 07h02

Ações preventivas e de educação são desafios para a segurança em Joinville

A segurança pública é dever do Estado e da União, mas cresce cobrança por maior contribuição do município

Eleições 2016 07/07/2016 | 07h01

Saiba como Joinville pode ser uma cidade com mais apelo turístico

Criação de espaços estruturados e aposta em uma marca que venda a cidade no plano turístico estão entre os desafios apontados por especialistas

Eleições 2016 30/06/2016 | 07h32

Espaços e projetos da área cultural contam com menos recursos do que o necessário em Joinville

Presidente da Fundação Cultural diz que o repasse feito pela Prefeitura tem sido inferior ao previsto no orçamento anual

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioIdosa de 75 anos morre após ser atropelada na BR-470, em Navegantes https://t.co/pNyJSDKdBshá 4 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioDomingo registra sol entre nuvens na maioria das regiões de SC https://t.co/7tdID9Avaihá 7 horas Retweet
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros