Batata e feijão contribuem para desaceleração da inflação em agosto - Economia - O Sol Diário

Economia09/09/2016 | 09h14Atualizada em 09/09/2016 | 13h17

Batata e feijão contribuem para desaceleração da inflação em agosto

IPCA teve elevação de 0,44% no mês, enquanto os primeiros oito meses do ano somam variação de 5,42%

Batata e feijão contribuem para desaceleração da inflação em agosto Artur Moser/Agencia RBS
Foto: Artur Moser / Agencia RBS
Agência Brasil e Zero Hora

Produtos importantes na alimentação do brasileiro, como a batata-inglesa e o feijão carioca, estão entre os itens que mais contribuíram para a desaceleração da inflação oficial em agosto. No mês, o indicador teve avanço de 0,44%, resultado inferior ao crescimento de 0,52% registrado em julho. 

Em agosto, a batata-inglesa teve queda de preços de 8% na comparação com o mês anterior, enquanto o feijão carioca ficou 5,6% mais barato no período.

Os números do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foram divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Leia mais
Indústria cresce em seis dos 14 locais pesquisados em julho, aponta IBGE
BCE prevê PIB maior neste ano, mas reduz estimativas para 2017 e 2018
Mercado prevê queda maior para o PIB em 2016, aponta BC

Além da batata-inglesa e do feijão carioca, outros produtos alimentícios também tiveram queda de preços entre julho e agosto: cebola (-18,46%), hortaliças (-8,81%), carnes (-0,86%) e pescado (-0,61%), entre outros. No mês, os alimentos tiveram aumento de preços médio de 0,3%, bem abaixo do 1,32% de julho.

Apesar disso, os produtos para alimentação ainda exercem uma forte pressão na taxa anual da inflação, que acumulou alta de 8,97% em agosto. O feijão carioca, por exemplo, teve aumento de 160,25% em 12 meses, sendo 136,57% apenas neste ano.

Outro item, a batata-inglesa acumula alta de 43,24% em 12 meses e 13,39% no ano.

Entre os produtos não-alimentícios, as principais altas de agosto foram em hotel (11,58%), TV, som e informática (1,3%), cursos diversos (1,14%), manicure (1,14%) e plano de saúde (1,07%). Já as principais quedas de preços ficaram com as passagens aéreas (-3,85%).

Indicador

No acumulado dos primeiros oito meses de 2016, a inflação soma uma variação de  5,42%. No mesmo período do ano passado, o aumento havia sido de 7,06%. 

Em relação aos últimos 12 meses, o IPCA acumula crescimento de 8,97%, resultado superior à elevação de 8,74% verificada em julho. Em agosto de 2015, a inflação registrou avanço de 0,22%.


Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioCampanha nacional de multivacinação termina nesta sexta-feira https://t.co/u4QQjuwhW3há 3 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioFilmes para ver nesta sexta-feira https://t.co/6KI0b7zxPehá 9 horas Retweet
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros