Bumlai volta para a carceragem da Polícia Federal em Curitiba - Economia - O Sol Diário

Lava-Jato06/09/2016 | 11h38Atualizada em 06/09/2016 | 11h38

Bumlai volta para a carceragem da Polícia Federal em Curitiba

Em março, pecuarista havia recebido autorização do juiz federal Sergio Moro para cumprir prisão domiciliar com tornozeleira 

Bumlai volta para a carceragem da Polícia Federal em Curitiba André Dusek/Estadão Conteúdo
Foto: André Dusek / Estadão Conteúdo
Agência Brasil
Agência Brasil

O pecuarista José Carlos Bumlai voltou na manhã desta terça-feira para a carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba, por determinação do juiz Sergio Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava-Jato.

O magistrado ordenou que ele se reapresentasse à carceragem da Polícia Federal em Curitiba, alegando que os atestados apresentados para justificar a prisão domiciliar são vagos e não trazem previsão de alta.

Moro levou em consideração também indícios de que Bumlai "auxiliou terceiros a subornar criminoso a fim de evitar que esse celebrasse acordo de colaboração premiada".

Leia mais
E-mails reforçam ligação de Marcelo Odebrecht com setor de propinas
PF liga propinas de Belo Monte com doações a senadores do PMDB
Governo proíbe Iesa Óleo e Gás de fechar contratos com poder público

Bumlai é investigado pelos crimes de lavagem de dinheiro e ocultação de bens e teve a prisão preventiva decretada em novembro de 2015, na 21ª fase da Lava-Jato, batizada de Operação Passe Livre. Em março deste ano, ele teve permissão para cumprir detenção domiciliar, por causa do tratamento de um câncer.

Investigação

Bumlai, que é apontado pelos investigadores como amigo pessoal do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, é suspeito de ter contraído um empréstimo de R$ 12 mi junto ao Banco Schahin com o objetivo de financiar gastos do PT.

Posteriormente, o Grupo Schahin firmou um contrato de US$ 1,6 bi com a Petrobras para a operação de um navio sonda. A força-tarefa da Lava-Jato suspeita que o negócio tenha sido uma compensação para que não fosse cobrada a dívida assumida por Bumlai, que nunca pagou o empréstimo.


Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioMoacir Pereira: "Segundo turno em três municípios" https://t.co/3vqZ04eaxOhá 4 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioBahia pressiona e vence o Criciúma por 2 a 0 na Arena Fonte Nova https://t.co/T1l5uG2Xlfhá 16 horas Retweet
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros