Clóvis Reis: "Equipes de marketing tratam com cuidado a chamada propaganda comparativa" - Economia - O Sol Diário

Opinião21/09/2016 | 11h49

Clóvis Reis: "Equipes de marketing tratam com cuidado a chamada propaganda comparativa"

O prefeiturável Jean Kuhlmann (PSD) contemporizou as repercussões da mudança de tom no horário eleitoral. Em um dos anúncios, ele disse que não tem a intenção de atacar o governo, mas que não dá para tapar o sol com a peneira. O candidato se referia especificamente à qualidade do transporte coletivo, à falta de médicos nos postos de saúde e ao déficit de vagas nas creches do município, trinômio em torno do qual articula o confronto à atual gestão.

A preocupação com as consequências da postura incisiva faz sentido. Desde as eleições de 1996 as equipes de marketing tratam com o máximo cuidado a chamada propaganda comparativa. As investidas contra o adversário em geral produzem resultado, mas não necessariamente em benefício de quem toma a iniciativa. O blumenauense que adora uma polêmica também convive mal com a crítica pessoal na arena pública.


A campanha do prefeiturável Valmor Schiochet (PT) resgatou atividades de militância que fizeram a história do partido na década de 1980. Uma delas é o corpo a corpo nas portas de fábrica durante as trocas de turno de trabalho. O candidato gostou da receptividade dos eleitores.


O prefeito interino Marco Antônio Wanrowsky (PSDB) passou a terça-feira em périplo por Florianópolis. Na Secretaria da Saúde, cobrou o repasse de recursos para os hospitais do município. No Tribunal de Contas, entregou a resposta aos questionamentos sobre a licitação do transporte coletivo.


A ala oposicionista do PR fez planos, mas não se concretizou o sonho de que o suplente Diogo Santos assumisse a vaga do vereador Célio Dias, em licença por assunto de interesse particular. Não haverá substituição no período de afastamento do titular. Os descontentes creditam a manobra a um suposto acordo com o governo, que hoje conta com o apoio da bancada do PR nas votações. Uma eventual mudança ressuscitaria o fantasma da CPI do Transporte Coletivo. Além disso, o retorno de Célio Dias colocaria abaixo a engenharia política que permitiu a posse de Marco Antônio Wanrowsky (PSDB) como prefeito interino. Oficialmente, o PR faz campanha para o candidato Jean Kuhlmann (PSD).


Um total de 1.102 alunos está em formação nos quadros da segurança do Estado. Na Polícia Civil, são 406 agentes e 65 delegados. Na Polícia Militar, 378 soldados e 78 oficiais. No IGP, 148 auxiliares criminalísticos e, nos bombeiros, 27 cadetes. De acordo com o governo, eles estarão nas ruas no primeiro trimestre de 2017. Os alunos delegados começam o estágio nos próximos meses. Ainda não estão definidas as regiões de destino do novo contingente policial.

JORNAL DE SANTA CATARINA

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros