Eleições 2016: lideranças políticas marcam presença na reta final da campanha em SC - Economia - O Sol Diário

Política25/09/2016 | 21h43Atualizada em 26/09/2016 | 16h49

Eleições 2016: lideranças políticas marcam presença na reta final da campanha em SC

Aposta das principais siglas do Estado é no potencial de líderes regionais para garantir vitória nas urnas

A maior presença das lideranças dos principais partidos políticos marca a estratégia da reta final das campanhas eleitorais em Santa Catarina. Com um período mais curto para a exposição dos candidatos neste ano, a força de deputados estaduais e federais e de senadores é a aposta das maiores siglas para garantir a vitória nas urnas.

Cinco cidades de SC terão candidato único à prefeitura
Maioria dos candidatos em SC é homem, branco e de meia idade
Candidaturas mostram novo mapa partidário em SC

No PMDB, o partido estabeleceu quatro coordenações com lideranças específicas. O senador Dário Berger ficará concentrado na Grande Florianópolis, o vice-governador Eduardo Pinho Moreira no Sul, o deputado federal Mauro Mariani no Norte e Vale e o deputado estadual Valdir Cobalchini e o ex-senador Casildo Maldaner no Oeste.

— Primeiro fizemos um roteiro por todo o Estado e agora cada liderança vai cuidar da sua região — comenta o 1º vice-presidente do PMDB em SC, Valdir Cobalchini.

15,6 mil políticos disputam 2,8 mil vagas das Câmaras de Vereadores de SC
Programa Vereador Mirim busca formar cidadão mais consciente
Qualificação profissional diferencia um vereador, pontua ex-político

O PP já vem priorizando as 104 cidades em que tem candidato a prefeito e as 73 em que concorre a vice. O presidente estadual, deputado federal Esperidião Amin, e outros líderes do partido percorreram boa parte desses municípios nessa última semana e o roteiro será completo nos próximos dias.

— Fora da Grande Florianópolis, vamos concentrar na Serra e Alto Vale do Itajaí nesses últimos dias — diz Amin.

Estratégia semelhante foi adotada pelo PSDB, que vai trabalhar a presença dos principais nomes do partido nas 14 entre as 20 maiores cidades do Estado em que os tucanos encabeçam a chapa. Florianópolis, Joinville, Blumenau, Itajaí, Criciúma, Lages, Balneário Camboriú e Tubarão terão atenção especial no tempo que resta de campanha.

— Eu, os senadores Dalírio Beber e Paulo Bauer e nossos deputados federais e estaduais estaremos participando das atividades em cada um desses municípios — destaca o presidente do PSDB catarinense, deputado estadual Marcos Vieira.

O PT também orientou para que os líderes regionais sejam atuantes nessa fase decisiva da corrida às prefeituras e às Câmaras. O presidente estadual Cláudio Vignatti, depois de fazer um roteiro por todos os municípios onde há petistas na majoritária, agora foca energias em Chapecó.

— Com campanha mais curta, é importante o poder de inserção e potencial regional das lideranças — avalia Vignatti.

O presidente do PSD, deputado estadual Gelson Merisio, completou no primeiro sábado de setembro o roteiro de visitas a todos os candidatos da legenda em Santa Catarina, com ida a 138 municípios em que a sigla disputa a prefeitura.

Na reta final, o foco está concentrado nos 30 maiores municípios do Estado, com envolvimento também do governador Raimundo Colombo na campanha. Além de Merisio, as lideranças políticas regionais atuam nas bases eleitorais, como os casos do deputado federal João Rodrigues no Oeste, do deputado estadual José Nei Ascari no Sul e do deputado estadual Kennedy Nunes no Norte.

Confira as principais datas dessa última semana de campanha eleitoral:

Terça-feira, 27 de setembro
— Data a partir da qual nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, salvo em flagrante delito, ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou por desrespeito a salvo-conduto.

Quinta-feira, 29 de setembro
— Último dia para a divulgação da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão.
— Último dia para propaganda política em reuniões públicas ou promoção de comícios e uso de aparelhagem de sonorização fixa, entre as 8h e à meia-noite, com exceção do comício de encerramento da campanha, que poderá ser prorrogado por mais duas horas.
— Último dia para a realização de debate no rádio e na televisão, admitida a extensão do debate cuja transmissão se inicie nesta data e se estenda até as 7h do dia 30 de setembro de 2016.
— Data a partir da qual, até 1º de outubro, o TSE poderá divulgar comunicados, boletins e instruções ao eleitorado, em até dez minutos diários requisitados das emissoras de rádio e de televisão, contínuos ou não, que poderão ser somados e usados em dias espaçados, podendo ceder, a seu juízo, parte desse tempo para utilização por TREs.

Sexta-feira, 30 de setembro
— Último dia para a divulgação paga, na imprensa escrita, de propaganda eleitoral e a reprodução, na Internet, de jornal impresso com propaganda eleitoral.

Sábado, 1º de outubro
— Último dia para a entrega da segunda via do título eleitoral.
— Último dia para a propaganda eleitoral mediante alto-falantes ou amplificadores de som, entre as 8h e as 22h.
— Último dia, até as 22h, para a distribuição de material gráfico e a promoção de caminhada, carreata, passeata ou carro de som que transite pela cidade divulgando jingles ou mensagens de candidatos.

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros