STF julga denúncia contra a senadora Gleisi e o marido Paulo Bernardo nesta terça - Economia - O Sol Diário

Brasília27/09/2016 | 08h12Atualizada em 27/09/2016 | 08h12

STF julga denúncia contra a senadora Gleisi e o marido Paulo Bernardo nesta terça

Ex-ministros foram denunciados ao Supremo por recebimento de R$ 1 milhão de forma irregular para a campanha da petista em 2010

STF julga denúncia contra a senadora Gleisi e o marido Paulo Bernardo nesta terça Diego Vara / Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência RBS / ABr
Foto: Diego Vara / Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência RBS / ABr
Agência Brasil
Agência Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar nesta terça-feira a denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e seu marido, o ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo. A sessão inicia às 14h. 

Em maio, Gleisi e Paulo Bernardo foram denunciados ao Supremo sob a acusação de ter recebido R$ 1 milhão de forma irregular para a campanha da senadora em 2010. De acordo com depoimentos de delatores na Operação Lava-Jato, o dinheiro é oriundo de recursos desviados de contratos da Petrobras. Ambos foram citados nas delações do doleiro Alberto Youssef.

Leia mais
Ex-ministro Paulo Bernardo e outras 12 pessoas viram réus na Custo Brasil 
Juiz afirma que Paulo Bernardo "estava no ápice da organização criminosa"
Operação da PF foi deflagrada para constranger Gleisi, afirmam petistas

Em documento encaminhado ao Supremo, a defesa do casal diz que as acusações são "meras conjecturas feitas às pressas" em função de acordos de delação premiada. 

"A requerida (senadora) jamais praticou qualquer ato que pudesse ser caracterizado como ato ilícito, especialmente no bojo do pleito eleitoral ao Senado Federal no ano de 2010, na medida em que todas as suas contas de campanha foram declaradas e integralmente aprovadas pela Justiça Eleitoral".

O relator da denúncia é o ministro Teori Zavascki. A Segunda Turma, que julga o caso, também é formada pelos ministros Celso de Mello, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes.


 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros