Abstenção sobe nas três maiores cidades de SC no segundo turno - Economia - O Sol Diário

Eleições 201630/10/2016 | 21h57Atualizada em 30/10/2016 | 22h07

Abstenção sobe nas três maiores cidades de SC no segundo turno

Florianópolis, Joinville e Blumenau viram uma alta no número de ausentes na votação deste domingo

Abstenção sobe nas três maiores cidades de SC no segundo turno Nelson Jr/TSE
Florianópolis, Joinville e Blumenau viram uma alta no número de ausentes na votação deste domingo Foto: Nelson Jr / TSE
leonardo gorges

As três cidades catarinenses que tiveram segundo turno nas eleições deste ano registraram um aumento no índice de abstenções em relação à votação do dia 2 de outubro, quando os eleitores foram às urnas no primeiro turno. Em Florianópolis, o índice subiu de 12,25% para 16,18%. Já em Blumenau, o aumento foi um pouco menor, de 9,05% para 11,61%. Assim como ocorreu no primeiro turno, a menor taxa de abstenção ocorreu em Joinville. Lá, 10,52% dos eleitores não compareceram ao local de votação neste domingo, contra 8,47% do primeiro turno.

Gean Loureiro é eleito prefeito de Florianópolis com 50,26% dos votos
Napoleão é reeleito prefeito de Blumenau
Udo Döhler é reeleito prefeito de Joinville

De acordo com o cientista político Sérgio Luiz Gomes, alguns fatores ajudam a explicar esses aumentos. O primeiro deles é o tom acusatório das campanhas neste segundo turno, que acentuou o desinteresse de alguns eleitores com relação à classe política. Além disso, segundo ele, muitos servidores aproveitaram o fim de semana para viajar, já que na sexta-feira a maioria deles não trabalhou em função do ponto facultativo referente ao Dia do Servidor Público. Uma terceira explicação é o fato de não haver mais voto para a escolha de vereadores, em que a política partidária é mais intensa.

— A eleição para vereador é a que demonstra a real força dos partidos. Como o dia foi bonito, muita gente preferiu ir à praia ou simplesmente ficar com a família do que ir votar. Além disso, a multa (por não comparecimento) tem um valor irrisório — diz Gomes.

Abstenção cai em relação a 2012

Embora tenha subido em relação ao primeiro turno, a abstenção caiu nas três maiores cidades do Estado na comparação com o segundo turno de 2012. Em Florianópolis, Joinville e Blumenau, a queda foi de aproximadamente quatro pontos percentuais. Na Capital, o índice foi de 20,31% para 16,18%. Na maior cidade do Vale do Itajaí, os números passaram de 15,54% para 11,61%, enquanto em Joinville variaram de 14,84% para 10,52%.

Para Sergio Luiz Gomes, a principal explicação para isso é o cadastramento biométrico. Em Florianópolis, por exemplo, ele lembra que o eleitorado diminuiu de 322,8 mil para 316,2 mil em quatro anos. 

— A biometria reduziu o eleitorado, mas também o qualificou. Quem se dispôs a fazer a biometria tinha uma vontade natural maior de participar do processo — afirma.

Em Blumenau, com o recadastramento biométrico, o eleitorado cresceu em apenas 103 eleitores, saltando de 230.064 em 2012 para os atuais 230.167. A única cidade a registrar um crescimento mais significativo foi Joinville, que passou de 369.072 para 372.551 eleitores. 

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros