Alunos de escolas estaduais de Joinville e São Francisco do Sul serão transferidos - Economia - O Sol Diário
 
 

Educação20/10/2016 | 18h16

Alunos de escolas estaduais de Joinville e São Francisco do Sul serão transferidos

Remanejamento será feito com estudantes do ensino médio do período noturno

Alex Sander Magdyel

alex.cardoso@an.com.br

Duas escolas estaduais de Joinville e uma de São Francisco do Sul terão as vagas noturnas fechadas para 2017. De acordo com a Gerência Regional de Educação (Gered) de Joinville, os alunos do ensino médio das escolas Vereador Guilherme Zuege, do bairro Rio Bonito, e Senador Rodrigo Lobo, do bairro Jardim Sofia, serão remanejados para as escolas Olavo Bilac e Nagib Zattar, respectivamente. Em São Francisco do Sul, a Escola Felipe Schmidt terá as vagas noturnas fechadas e os alunos serão remanejados para a Escola Santa Catarina. 

Os remanejamentos serão feitos, segundo a Gered, porque as escolas têm menos de 125 alunos matriculados no período noturno. Na escola Guilherme Zegue, são 47 alunos matriculados; na Rodrigo Lobo, 57; na Felipe Schmidt, 91. Um estudo realizado pela Secretaria de Estado da Educação (SED) indica que as escolas devem ter pelo menos 125 estudantes. De acordo com a Gered, as escolas têm uma diminuição de novas matrículas a cada ano, por isso as medidas foram tomadas considerando o número atual de matriculados.

Leia as últimas notícias de Joinville e região

Trabalhadores da educação de Joinville decidiram paralisar as atividades nesta sexta-feira contra medidas anunciadas pelos governos estadual e federal. A decisão foi aprovada em assembleia realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de SC (Sinte). às 9 horas, um ato será realizado na Praça da Bandeira com estudantes que também se manifestarão no local.

O Sinte informou que a previsão são de 17 escolas com vagas fechadas no período noturno. A Gered diz que não. A situação dos professores admitidos em caráter temporário (ACTs) e o Plano de Organização Escolar 2017 estão na pauta do protesto. Para o sindicato, o plano promove o "sucateamento das condições físicas do ambiente escolar e a jornada de trabalho do professor".

Estudantes também marcaram uma manifestação para esta sexta-feira na Escola Felipe Schmidt. Em nota publicada no Facebook, eles consideram que o fechamento das vagas noturnas é uma "medida inaceitável" e que o remanejamento vai "superlotar as poucas escolas que ainda oferrtam ensino no período noturno".

Cinthia Raasch: escola estadual de Corupá será fechada

Os professores que vão paralisar em Joinville também são contra a Proposta de Emena da Constitucional (PEC) 241 e a reforma do ensino médio. Para eles, a reforma "transforma a escola em depósito de jovens, fragmenta a distribuição do conhecimento e acaba com a educação pública".

Uma roda de conversa sobre a reforma do ensino médio será realizada às 15 horas na sede do Sindicato dos Servidores Públicos de Joinville (Sinsej).

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Acordo 20/10/2016 | 14h03

Estudantes do IFC de Araquari aprovam entrada de servidores no campus

Ocupação em protesto à PEC 241 e à reforma do ensino médio deve seguir até segunda-feira

Portal Jaraguá  19/10/2016 | 17h40

Cinthia Raasch: escola estadual de Corupá será fechada

Decisão de fechar a escola São José pegou os pais de surpresa

Resistência 19/10/2016 | 11h03

Campus do Instituto Federal de Araquari é ocupado por estudantes

Eles protestam contra PEC 241 e reforma do ensino médio. Aulas foram suspensas

Resistência 18/10/2016 | 11h07

Estudantes de Joinville convocam manifestações contra PEC 241 e reforma do ensino médio

Secundaristas e universitários vão às ruas em protesto às propostas do governo federal

Ocupação 17/10/2016 | 20h33

Estudantes ocupam campus do IFC em Rio do Sul  em protesto contra a PEC 241 e mudança no ensino médio

Unidade é a primeira a ser ocupada em Santa Catarina no movimento que começou em São Paulo e Paraná

O Sol Diário
Busca
Imprimir