Alunos de Joinville protestam contra possibilidade de transferência da rede municipal para estadual - Economia - O Sol Diário

Educação27/10/2016 | 13h19

Alunos de Joinville protestam contra possibilidade de transferência da rede municipal para estadual

Secretaria de Educação estuda mudança para atender estudantes de séries iniciais na Escola Nilson Bender, no Paranaguamirim. Pais se preocupam com qualidade do ensino

Alunos de Joinville protestam contra possibilidade de transferência da rede municipal para estadual Kleber Pizzamiglio/Agencia RBS
Grupo de pais e alunos se manifestou na manhã desta quinta-feira (27) em frente ao colégio Foto: Kleber Pizzamiglio / Agencia RBS
Alex Sander Magdyel

alex.cardoso@an.com.br

O anúncio feito pela Secretaria Municipal de Educação de que os estudantes do oitavo ano da Escola Municipal Prefeito Nilson Bender poderão ser transferidos para a Escola Estadual Marli Maria de Souza em 2017 provocou protestos em Joinville. Na manhã desta quinta-feira, um grupo  de pais e alunos se manifestou em frente ao colégio contra o fechamento das turmas de nono ano da escola. Às 13h30, um novo ato será realizado no mesmo local.

A Secretaria de Educação diz que a transferência de 202 alunos do oitavo ano é estudada “para melhor atender os alunos do bairro Paranaguamirim”. A Escola Marli Maria de Souza fica a aproximadamente 1,5 km de distância da Escola Nilson Bender.

Leia as últimas notícias de Joinville e região

Entre aqueles que se opõem à mudança estão o comerciante Manoel Vigneaux e seu filho Lucas, do oitavo ano da escola, que participaram do ato em frente ao colégio na manhã desta quinta-feira.

— Os alunos estão num ritmo do ensino do município e bem na época de se formarem estão indo para uma escola estadual. O nível de ensino estadual é bem inferior ao do município. Eles estão lá desde o primeiro ano e vão ter que sair. Por que esse ano? Nós somos contra isso — reclama.

A Escola Nilson Bender foi inaugurada há oito anos e em 2017 teria as primeiras turmas de nono ano. Manoel acredita que não há vagas suficientes na Escola Estadual Marli Maria de Souza e que os alunos terão que estudar em escolas mais distantes. O filho de Manoel estuda ali desde o 5º ano:
 
— O meu filho estuda de tarde e de manhã estava na manifestação. Ele não quer sair de jeito nenhum. Nem ele nem os outros alunos. Agora à tarde vai ser maior — disse.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Joinville e Região (Sinsej) e a União Joinvilense de Estudantes Secundaristas (Ujes) apoiam o protesto dos pais e dos alunos. O Sinsej considera que esta "é uma das ações da Prefeitura, em consonância com o Estado, para fechar salas de aula e escolas, diminuindo custos com a educação".
 
A Secretaria de Educação informou que a transferência pode ser feita já que “a oferta do ensino fundamental é responsabilidade compartilhada entre o Município e Estado”.

— Aproximadamente 325 crianças com idades de 6, 7 e 8 anos, que entrarão no 1º, 2º e 3º ano do Ensino Fundamental, poderão ser atendidas na Escola Municipal Nilson Bender. Esta ação está embasada no artigo 211 da Constituição Brasileira e, também, no artigo 10 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação, que preconizam o Regime de Colaboração entre sistemas de ensino para a oferta do ensino obrigatório — diz a nota enviada pela Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Joinville.

A Secretaria informou que o assunto foi pauta de reunião realizada na comunidade, com pais e responsáveis dos alunos e representantes das secretarias municipal e estadual de ensino. Uma nova reunião deve ser agendada para os próximos dias.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Educação 25/10/2016 | 19h27

Fechamento de turmas do ensino médio noturno causa protestos em Joinville

Decisão do governo estadual não foi bem recebida pela comunidade. Até agora, Gered oficializou que três escolas na região terão reordenamento

Manifestação  21/10/2016 | 11h58

Estudantes e professores de Joinville protestam contra medidas dos governos estadual e federal

Gered informou que duas escolas terão aulas noturnas fechadas. Sindicato fala em 17 colégios

Portal Jaraguá  19/10/2016 | 17h40

Cinthia Raasch: escola estadual de Corupá será fechada

Decisão de fechar a escola São José pegou os pais de surpresa

Resistência 19/10/2016 | 11h03

Campus do Instituto Federal de Araquari é ocupado por estudantes

Eles protestam contra PEC 241 e reforma do ensino médio. Aulas foram suspensas

Resistência 18/10/2016 | 11h07

Estudantes de Joinville convocam manifestações contra PEC 241 e reforma do ensino médio

Secundaristas e universitários vão às ruas em protesto às propostas do governo federal

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros