Claudio Loetz: Gustavo Cerbasi aponta os caminhos da felicidade - Economia - O Sol Diário

Livre Mercado 24/10/2016 | 07h01

Claudio Loetz: Gustavo Cerbasi aponta os caminhos da felicidade

Economista, consultor em finanças pessoais e escritor contou a jaraguaenses experiências de como melhor lidar com o dinheiro

Claudio Loetz: Gustavo Cerbasi aponta os caminhos da felicidade GUSTAVO WOERNER/Divulgação
Foto: GUSTAVO WOERNER / Divulgação

O economista, consultor em finanças pessoais e escritor Gustavo Cerbasi contou experiências de como melhor lidar com o dinheiro a 650 pessoas, durante palestra no Teatro Scar, em Jaraguá do Sul, na terça-feira, dia 18. Autor de vários livros – entre eles o consagrado Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, mostrou a distinção entre riqueza e dinheiro.

Apontou para a necessidade das pessoas também valorizarem o momento presente e ensinou regra básica para diversificar os investimentos. A seguir, os principais trechos da fala do profissional.

Qual é o principal erro que um empresário pode fazer quando inicia seu negócio?
Gustavo Cerbasi –
Toda empresa tem despesas certas, com ganhos incertos. Erro grave é assumir custos acreditando em ter receitas, que podem não se confirmar. Tem de ter estrutura compatível com a lógica do tamanho do negócio e de suas peculiaridades.

Como a crise afetou o bolso das pessoas? O que há de novo nesse assunto?
Cerbasi –
O brasileiro está comprando menos a prazo por causa da crise. O Brasil é um País muito desigual. Não é um País sustentável. A crise é efeito dos exageros praticados em tempos de abundância. O inflar de desejos, que vimos acontecer anos atrás, levaram a entregas insustentáveis no médio e longo prazos.

O brasileiro compromete o futuro, enxergando só o momento?
Cerbasi –
Não se deve comprometer o presente, olhando-se apenas para o futuro. A decisão de desfrutar o que se ganhou, é difícil. Vive-se no presente e ele deve merecer um pouco de atenção, sim. Não empobreça o momento atual para unicamente guardar para o futuro. Mas também cuide do que virá.

Está chegando a hora de fazer planos para o próximo ano. Como proceder?
Cerbasi –
Olhe para o orçamento de 2017 e gaste com flexibilidade. Planos excessivamente rígidos são invariavelmente ruins e criam problemas. Qualquer situação ou expectativa de renda é composta por dois elementos: tempo e dinheiro. É preciso escolher o que fazer, tanto com o tempo quanto com o dinheiro.

Ter dívida costuma dar dor de cabeça.
Cerbasi –
Dívida não é um problema. É a solução. O problema é quando não se consegue administrar a dívida. Dispor de um orçamento no qual parte dos recursos é flexível, ajuda a viver. Ser resiliente é uma forma de conviver com os imprevistos. Eles sempre surgem! Imprevistos são coisas boas e lidar com as novidades nos faz aprender.

Que lições o senhor pode dar sobre o parcelamento de gastos?
Cerbasi –
O parcelamento excessivo de despesas prejudica o fluxo de caixa. Em vez de concentrar muitas compras num só mês, faça as compras em meses diferentes. Desse modo, dilui, em momentos diferentes, os compromissos financeiros.

Como se aprende a gastar menos do que se ganha?
Cerbasi –
Sei que isso é muito difícil para muita gente. Então, em vez de ser uma decisão e um gesto de um só, cuide de incluir familiares nessa luta. Você muda de hábitos quando traz o coletivo para a ideia.

Para as pessoas serem mais felizes, no que deveriam gastar seu dinheiro?
Cerbasi –
Gaste melhor o seu dinheiro. Claro que há as despesas obrigatórias para a sobrevivência. Mas permita-se fazer experiências inovadoras. Curta cultura, aja para ter mais prazer e satisfação, faça mais viagens. Isso, no conjunto, lhe dará mais qualidade de vida. E, para além disso, não desista de sonhos e projetos grandiosos. Quem tem planos tangíveis, que possam ser claramente percebidos, se ajusta mais facilmente ao presente. Quem tem planos imprecisos, precisa ajustar o futuro. Quem tem pressa de realizar projeto grande, vive mal o presente.

O Brasil será melhor para se viver?
Cerbasi –
Preparem-se! O Brasil vai ser um País mais rico. A sociedade vai trabalhar com mais prazer, e mais profissionais trabalharão de maneira apaixonada.

Há uma regra básica para fazer investimentos?
Cerbasi –
Há muitas formas de se aplicar o dinheiro. Mas há uma básica: 80 menos a sua idade. Este número você pode, em tese, aplicar em renda variável (ações). Por exemplo Se você tem 50 anos, 80 menos 50 é igual 30. Então, você pode aplicar 30% do dinheiro em ações. O restante deve ser colocado em aplicações conservadoras. Há prioridades para investir. São quatro: 1) tenha consumo de qualidade; 2) tenha reservas de emergência; 3) tenha planos de futuro e; 4) faça investimentos de risco.

Nos negócios, como enriquecer?
Cerbasi –
Ninguém enriquece sozinho. Converse sobre dinheiro, persiga seus sonhos e o dinheiro virá atrás. Cuide do mais importante: ter amigos. Riqueza é diferente de ter dinheiro. Riqueza é ter felicidade. Ter dinheiro é só isso: ter dinheiro.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Livre Mercado  11/02/2016 | 07h06

Claudio Loetz: Espaço Inovaparq, em Joinville, será inaugurado no dia 17

Localizado no Perini Business Park, iniciativa vai apoiar empresas na tomada de decisões e antecipar tendências para negócios com estudos realizados por professores e alunos

Livre Mercado 18/01/2016 | 07h04

Claudio Loetz: Havan terá terceira loja construída em Joinville

Planos da empresa é de instalar também uma loja em Praia Grande e outra em Jundiaí

Livre Mercado 16/01/2016 | 11h34

Claudio Loetz: As dores cotidianas

Livre Mercado 15/01/2016 | 07h07

Claudio Loetz: Novas regras do Minha Casa, Minha Vida afetam as cidades do Norte de SC

Principal mudança trata do valor máximo dos apartamentos ou casas a serem financiadas pela Caixa Econômica Federal

Livre Mercado 11/01/2016 | 07h04

Governo do Estado quer acelerar o cadastro de propriedades rurais em SC

Prazo termina no dia 5 de maio e, até agora, pouco mais da metade dos imóveis foram regularizados

Livre Mercado 09/01/2016 | 06h31

Balança Comercial de Santa Catarina tem déficit de US$ 4,96 bilhões em 2015

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior divulgou balanço nesta semana

Livre Mercado 08/01/2016 | 07h02

Perini reforça a segurança com instalação de novas câmeras de monitoramento

Complexo localizado na zona industrial de Joinville terá equipamentos que reconhecem as placas de veículos em apenas três segundos

Livre Mercado 06/01/2016 | 07h09

Celesc firma contrato de concessão com cinco usinas catarinenses por 30 anos

Assinatura do contrato ocorreu em Brasília, nesta terça-feira. Entre as usinas está a do Bracinho, localizada em Schroeder

Livre Mercado 05/01/2016 | 07h07

CDL de Joinville projeta crescimento de 10% nas vendas do comércio em janeiro

Para presidente da entidade, Luiz Kunde, a presença de turistas e a permanência de moradores na cidade têm contribuído para a perspectiva otimista neste início de ano

Livre Mercado 04/01/2016 | 07h02

Em Joinville, Caixa registra aumento de imóveis comercializados pelo Programa Minha Casa, Minha Vida em 2015

Foram comercializadas 1.918 unidades habitacionais, 45% mais do que em 2014

Livre Mercado 02/01/2016 | 12h17

Aeroporto de Joinville comemora avanços em 2015

Confira entrevista com Rones Rubens Heidemann, superintendente do aeroporto

Livre Mercado 30/12/2015 | 18h13

Walmart fecha unidades da rede Todo Dia em Joinville

Grupo americano não confirma número de unidades desativadas, apenas que serão "algumas"

Livre Mercado 30/12/2015 | 07h08

Mais da metade dos joinvilenses está com dívidas, diz pesquisa da Fecomércio

Índice de famílias endividadas na cidade atingiu 50,4% em dezembro. No ano passado, no mesmo mês, a taxa era 39,2%

Livre Mercado 29/12/2015 | 07h09

Mercado imobiliário de Joinville dá sinais de recuperação em alguns setores

Pesquisa encomendada pelo Sinduscon mostra que no terceiro trimestre deste ano foram comercializadas 40% mais unidades de prédios verticais do que no trimestre anterior

Livre Mercado 28/12/2015 | 06h31

Loetz: Trabalhadores das indústrias têxteis definem pauta de reivindicações

Documento tem 80 cláusulas e pede, entre outras coisas, a reposição da inflação oficial a partir de 1º de fevereiro

Livre Mercado 25/12/2015 | 19h12

Claudio Loetz, sobre 2016: "Luz no fim da escuridão? Sempre há. Precisaremos de paciência, determinação e disciplina"

Colunista faz análise sobre o que esperar da economia no ano que vem

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros