Renan se diz tranquilo quanto a julgamento sobre caso com jornalista - Economia - O Sol Diário

Denúncia liberada para votação no STF04/10/2016 | 20h22Atualizada em 04/10/2016 | 20h22

Renan se diz tranquilo quanto a julgamento sobre caso com jornalista

"Essa denúncia não envolve dinheiro público, as questões já estão todas explicadas, absolutamente explicadas", afirmou o presidente do Senado

Renan se diz tranquilo quanto a julgamento sobre caso com jornalista Wilson Dias/Agência Brasil
Foto: Wilson Dias / Agência Brasil
Agência Brasil
Agência Brasil

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse, nesta terça-feira, que todas as questões referentes à denúncia contra ele no Supremo Tribunal Federal, referentes ao caso com a jornalista Mônica Veloso, "já estão explicadas". O senador mostrou-se confiante em ser inocentado por falta de provas.

— Eu não tenho nenhuma preocupação com relação a isso. Essa denúncia não envolve dinheiro público, as questões já estão todas explicadas, absolutamente explicadas. Eu que pedi a investigação, entreguei todos os meus sigilos, de modo que eu não tenho nenhuma preocupação com relação a isso, absolutamente nenhuma — afirmou à imprensa.

Leia mais
Renan minimiza derrota em capitais e diz que PMDB foi vitorioso nas eleições
Teori estica até novembro inquérito contra Renan na Lava-Jato
Lava-Jato precisa parar com exibicionismo, diz Renan 

Nesta terça-feira, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin liberou para votação pelo plenário da Corte, a denúncia contra o presidente do Senado. Agora cabe à presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, determinar a data da análise da ação.

Segundo o inquérito que tramita no STF desde 2013, Renan usou o lobista de uma empreiteira para pagar pensão a uma filha que teve fora do casamento. O peemedebista também é acusado de ter adulterado documentos para justificar os pagamentos à mãe da criança, a jornalista Mônica Veloso.

Aos jornalistas, o presidente do Senado lembrou que já foi inocentado em outros processos por falta de provas e disse acreditar que, desta vez, ocorrerá o mesmo.

— Acho que vai acontecer com essa denúncia a mesma coisa que aconteceu com outra, em que fui absolvido por falta de provas. E serei absolvido em todas por falta de provas.

Em fevereiro deste ano, Fachin já tinha pautado a ação para julgamento, mas, no mesmo mês, foi retirada da pauta depois que a defesa de Renan Calheiros apresentou um recurso alegando a existência de uma falha na tramitação do processo.

A ação foi, então. enviada então à Procuradoria-Geral da República para manifestação.

Leia as últimas notícias de Política

*Agência Brasil

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros