Upiara Boschi: Fabrício Oliveira encaminha volta de Balneário Camboriú à Amfri - Economia - O Sol Diário

Fala, eleito18/10/2016 | 09h01Atualizada em 18/10/2016 | 09h01

Upiara Boschi: Fabrício Oliveira encaminha volta de Balneário Camboriú à Amfri

Cidade havia deixado associação de municípios da região durante gestão do atual prefeito Edson Piriquito (PMDB)

upiara boschi
upiara boschi

Fabrício Oliveira (PSB) conseguiu uma das vitórias mais emblemáticas das eleições municipais este ano em Santa Catarina. Ele derrotou o ex-padrinho político Leonel Pavan (PSDB), deputado estadual e ex-prefeito de Balneário Camboriú por três vezes. O ex-tucano diz que não sente como se tivesse vencido um ex-aliado, mas admitiu que havia uma frustração por 2012 - quando seria candidato a prefeito e foi trocado por Rubens Spernau (PSDB) na última hora. 

Eleito, ele já iniciou movimentos para reintegrar Balneário Camboriú à Amfri - Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí. A cidade deixou a entidade na gestão do atual prefeito Edson Piriquito (PMDB).

Logo após a eleição o senhor participou de evento da associação dos municípios da região (Amfri). Vai reintegrar Balneário Camboriú a ela?
Sim, vou voltar à Amfri para discutir o desenvolvimento regional com os demais municípios. Já participei dessa primeira reunião a respeito disso. Outro bom projeto é o InovAmfri, que discute desenvolvimento econômico, mobilidade urbana, gestão. Vamos recuperar essa construção regional, porque Balneário Camboriú está no eixo da região. Acredito que perdemos bastante fora da Amfri.

Como está a transição de governo?
Está boa, bem democrática e responsável. O prefeito Edson Piriquito (PMDB) me ligou no outro dia, já integramos e nomeamos as equipes de transição. Há duas semanas já. Vou ligar para o prefeito esta semana para alinharmos alguns detalhes.

Como foi vencer Leonel Pavan (PSDB), já que o senhor iniciou a carreira política aliado a ele?
Eu fui vereador pelo PSDB, também me candidatei a deputado. Depois procurei meu espaço, junto com o Paulinho (Bornhausen, presidente do PSB-SC) em outra frente. Não tenho sentimento de ter derrotado ninguém. Eleitor vai para a urna votar na proposta que melhor assimilou. Acho que foi essa assimilação que nos deu essa bonita vitória.

Há quatro anos, ainda no PSDB, tudo se encaminhava para o senhor ser candidato a prefeito e acabou numa vaga de vice. Tinha ficado uma frustração?
Foi uma volta por cima. Venho de muitas eleições, foi a minha oitava. Embora não tenha me elegido nas tentativas para deputado e nem para vice-prefeito, agora consegui essa volta por cima com uma vitória que considero histórica.

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros