Veja propostas do plano de governo de Napoleão e Jean sobre três temas importantes para Blumenau   - Economia - O Sol Diário

Eleições 201627/10/2016 | 05h47Atualizada em 27/10/2016 | 05h47

Veja propostas do plano de governo de Napoleão e Jean sobre três temas importantes para Blumenau  

As ideias constam nos planos de governo disponíveis nos sites das campanhas ou registrados no Tribunal Superior Eleitoral até terça-feira

Veja propostas do plano de governo de Napoleão e Jean sobre três temas importantes para Blumenau   Jornal de Santa Catarina/
Foto: Jornal de Santa Catarina

Nesta reta final de campanha eleitoral, o Diário Catarinense levantou pontos importantes destacados nos planos dos concorrentes que disputam o segundo turno em Blumenau. Foram elencadas propostas e encaminhamentos de três pilares fundamentais, trazendo também a avaliação de um especialista de cada área. As ideias constam nos planos de governo disponíveis nos sites das campanhas ou registrados no Tribunal Superior Eleitoral até terça-feira.

Educação/Vagas em creches

Jean

— Criar uma política para a infância, que vai envolver as áreas de Educação, Saúde e Assistência Social.
— Reduzir a fila de espera para vagas em creches, ampliando e reformando as já existentes e fortalecendo parcerias com as ONGs.
— Instituir uma distribuição de recursos igualitária para as creches (CEIs).
— Instituir o auxílio-creche para famílias de baixa renda.
— Abrir creches com horário expandido para mães e pais que começam a trabalhar mais cedo.

Napoleão

— Ampliar a oferta pública de creche com o aporte de recursos federais e de instituições de apoio ao desenvolvimento.
— Melhorar os espaços locados e qualificar a infraestrutura dos locais próprios.
— Efetivar as metas e ações do Plano Municipal de Educação.

Pouco se falou sobre a qualidade da educação infantil, poucas propostas foram apresentadas. Os candidatos falam em aumentar o número de creches, vagas para atender a população. Concordo, realmente devemos lutar por mais vagas nas instituições e novas vagas. Porém está se esquecendo da qualidade deste ensino. Estamos retrocedendo no processo quando temos uma ou no muito duas professoras para cuidar de 25 crianças. que qualidade de ensino estão tendo essas crianças? Que qualidade de vida está tendo este profissional da educação? Muito se lutou para que as creches deixassem de ser os famosos "depósitos de criança", deixasse de ser assistencialista, e quando simplesmente enchemos as salas só pensando em quantitativo, em agradar a população pelo voto;  esquecemos o primordial; o qualitativo, tanto para as nossas crianças como para os educadores. Temos que primar pela formação qualificada. A educação vive em constante evolução, assim, precisamos com urgência de formação continuada com qualidade para os profissionais da educação.
Cleusa Furtado Kratz, pedagoga e especialista em gestão, orientação e supervisão educacional. Tutora do polo de apoio presencial do curso de Pedagogia da Uniasselvi.

Saúde

Jean

— Transformar o ambulatório da Furb em Policlínica.
— Implantação da Unidade de Pronto Atendimento 24 horas na Região Norte de Blumenau, e desafogar o atendimento no Hospital Santo Antônio.
— Equipar os ambulatórios gerais da Velha e do Garcia com Raio-X e exames laboratoriais.
— Em parceria com a Furb, finalizar a implantação do Sistema Pronto na rede pública.

Napoleão

— Buscar recursos federais e estaduais para construção do Centro de Saúde do Idoso.
— Criar um ambulatório de atendimento infantil, centralizando os profissionais da área existentes na rede.
— Captar recursos federais e estaduais para melhorar a infraestrutura das unidades de saúde do município.
— Viabilizar recursos federais e estaduais para construir novas unidades de saúde em substituição aos prédios alugados.

O ambulatório da Furb já é uma policlínica, isto é, um ambulatório de atenção secundária, de especialidades igual a policlínica e recebe recursos do SUS. Considero a parceria da Furb indispensável na operacionalização dos serviços em função da parceria de integração ensino-serviço-comunidade já existente via editais públicos que desenvolve diversas ações nestas áreas de atenção. O custo de colocar Raio X e exames laboratoriais nos ambulatórios assim como o PA 24 h é muito alto e de baixa resolutividade. A solução para isto poderia ser estender até as 24h outros ambulatórios gerais e melhorar o PA do Hospital Santo Antônio (equipamentos e recursos humanos) e ainda ampliar a cobertura de unidades com equipes de Saúde de Família. Essa proposta da policlínica infantil e do centro de saúde do idoso poderia dar atenção em saúde mais focada nas necessidades específicas de cada ciclo vital, o que poderia qualificar a atenção. Por outro lado, parece não ter sentido implantar um centro de pediatria, pois a atenção básica em pediatria deve ser realizada nas unidades de Estratégia de Saúde da Família e a atenção especializada em pediatria deve ser feita nas policlínicas de atenção secundaria. E o que considero mais importante, o que Blumenau precisa é de fato implantar Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) — pelo menos dois ou três NASF. Há recursos para isto no Ministério da Saúde. Basta interesse da gestão em captar.
Professor doutor Clovis Arlindo de Sousa, doutor em Saúde Pública pela USP, com contribuições dos professores doutores Judite Hennemann Bertoncini e Deisi Vargas

Transporte coletivo

Jean

— Agilizar licitação da nova frota, que será dividida em pelo menos dois lotes permitindo a operação de mais de uma empresa concessionária.
— Construir novas estações de pré-embarque para agilizar e facilitar a vida do usuário em especial nos horários de pico.
— Construção dos terminais urbanos da Água Verde e Itoupava Central, recursos já garantidos pelo BID.
— Trabalhar pela integração metropolitana do transporte coletivo.
— Criação da linha circular (sem tarifa) na região central.
— Implantar novos corredores de ônibus.
— Instalação de novos abrigos para usuários do transporte.

Napoleão

— Qualificar o transporte coletivo, com a implantação de novas tecnologias de apoio aos usuários, renovação de 100% da frota e adequação das linhas e horários às necessidades dos moradores dos bairros.
— Concluir a implantação do sistema integrado de transporte público com a construção de Terminais Urbanos na região das Itoupavas e do bairro Água Verde.
— Implantar um sistema uniformizado de pontos de ônibus que aliem segurança, conforto e praticidade aos usuários do transporte coletivo.
— Viabilizar ações integradas nas questões referentes ao transporte coletivo e à mobilidade entre os municípios do entorno de Blumenau.

Agilizar ou concluir a licitação do transporte público será necessário, independentemente do candidato eleito. Penso que na proposta do candidato Jean, deverá haver maior modificação no processo licitatório, já que o edital atual não contempla a possibilidade de mais empresas participarem do processo, embora essa tenha sido uma das reivindicações da comunidade. Continuar com os processos de construção de terminais urbanos, salvo melhor juízo, é desperdício de dinheiro público, já que há sistemas operacionais que permitem o embarque e desembarque dos usuários em qualquer ponto com a implantação de sistema eletrônico de tarifação. Esse sistema também proporcionará maior mobilidade aos usuários que, liberados da espera nos terminais, poderão realizar outras atividades dentro de um determinado prazo, como ir rapidamente ao mercado, à feira, ao sapateiro. Integrar o transporte público com as cidades vizinhas também foi uma das reivindicações da comunidade que não foi contemplada no edital proposto e que merece ser mais amplamente discutido. A implantação de novas faixas exclusivas para o transporte público é necessária para agilizar o sistema e para atender o que preconiza a Lei de Mobilidade Urbana, de 2012, que menciona a prioridade aos sistemas alternativos de mobilidade.
João Francisco Noll, arquiteto e urbanista, professor da Furb e da ABC Ciclovias

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros