"Decisão do STF é para se cumprir", diz Renan após desobedecer a liminar - Economia - O Sol Diário

Congresso08/12/2016 | 15h19Atualizada em 08/12/2016 | 17h02

"Decisão do STF é para se cumprir", diz Renan após desobedecer a liminar

Presidente do Senado falou sobre decisão do Supremo, que derrubou liminar que o afastava do cargo

"Decisão do STF é para se cumprir", diz Renan após desobedecer a liminar Jane de Araújo/Agência Senado
Foto: Jane de Araújo / Agência Senado
Matheus Schuch/RBS Brasília

matheus.schuch@gruporbs.com.br

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), falou nesta quinta-feira sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de derrubar a liminar que o afastava do comando do Legislativo. Após ter se negado a assinar a notificação judicial e cumprir a determinação do ministro Marco Aurélio, Renan ironizou o resultado favorável obtido no plenário da Corte. As informações são da Rádio Gaúcha.

— Não se pode comentar decisão judicial, decisão do Supremo Tribunal Federal é para se cumprir — disse.

Leia mais
STF tira Renan da linha sucessória, mas o mantém como presidente do Senado
Decisão do STF é recebida como "trégua" nas relações entre os três Poderes
Fachin: descumprimento de decisão pelo Senado será discutido no STF

Por 6 votos a 3, os ministros decidiram que Renan pode seguir como presidente do Senado, apesar de ser réu em uma ação penal na Corte. No entanto, fica impedido de assumir como presidente da República, em caso de ausência de Michel Temer e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Na manhã desta quinta, Renan presidiu a primeira sessão de discussão da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do teto de gastos em segundo turno. Segundo ele, está mantido o cronograma de votação da matéria no dia 13 deste mês.

Um dos temores do Palácio do Planalto era de que o eventual substituto de Renan, Jorge Viana (PT-AC), pudesse adiar a apreciação da PEC, como defendem os senadores de oposição.

A postura conciliadora de Viana, que não se manifestou sobre o prazo de votação da PEC nos últimos dias, gerou elogios de Renan durante a sessão desta quinta. 

— Ganhou sobretudo a democracia, que deve muito ao trabalho e obstinação do senador Jorge Viana — afirmou.

Sobre o processo em que é réu no STF por desvio de dinheiro público, Renan garantiu que irá comprovar sua inocência, assim como nos outros 11 inquéritos que tramitam contra ele na Corte.

Leia as últimas notícias de Política

*Rádio Gaúcha

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioSeleção de Tite dá show, goleia o Uruguai e segue 100% rumo à Rússia https://t.co/LbbO5Fsq5nhá 5 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioSeleção Brasileira de Tite vence o Uruguai, segue 100% e põe o pé na Rússia https://t.co/LuC1SLFe1mhá 5 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros