Pedro Machado: o que lideranças empresariais de Blumenau pediriam ao Papai Noel - Economia - O Sol Diário

Presentes de Natal24/12/2016 | 14h01

Pedro Machado: o que lideranças empresariais de Blumenau pediriam ao Papai Noel

No clima de Natal, a coluna convidou empresários de Blumenau a fazer um pedido especial, relacionado ao desenvolvimento econômico da região, ao Bom Velhinho. Veja o que eles gostariam de receber de presente:

::
Leia mais informações de Pedro Machado

“O melhor presente que poderíamos ganhar neste Natal é um país com uma classe política que verdadeiramente honre os cargos para os quais foi eleita e respeite o dinheiro do contribuinte. Em termos econômicos, gostaria de ver o Brasil voltar a crescer em 2017. Para a indústria têxtil, também seria um belo presente voltar a ter números positivos, reafirmando o papel de um dos segmentos que mais gera emprego no país.” - Ulrich Kuhn, presidente do Sintex

“Desejo que o setor de Tecnologia da Informação e Comunicação possa continuar a empregar nossos jovens em grande quantidade e, assim, atrair mais empresas para a nossa cidade e possibilitar o crescimento sustentável das que aqui estão, melhorando a vida de todos. Que o Blusoft possa sensibilizar governos e empresários a investir ainda mais no Programa Entra21, para poder oferecer formação gratuita para mais pessoas para que obtenham empregos de qualidade na área de TI." - Sérgio Tomio, coordenador do Programa Entra21-Blusoft

“A Ampe ficaria muito contente se o Papai Noel nos desse como presente a notícia de que logo no início de 2017 vai ser instalado o Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte de Blumenau. Ali não só a Ampe, mas outras entidades empresariais e órgãos públicos estarão apoiando de todas as formas o empreendedorismo local. E não seria demais pedir outro presente: que a Escola do Empreendedor de Blumenau comece a transformar-se em realidade no ano de 2017.” - Elson Schütz, presidente da Ampe Blumenau

“Meu desejo maior para 2017 é que as pessoas não percam a esperança! É nela que iremos buscar nos preparar para mudar nosso país e nossa cidade. Que em 2017 a CDL Blumenau siga atuante, trabalhando em prol dos lojistas e contribuindo com o desenvolvimento de nossa cidade. O ano de 2017 será de desafios, mas juntos podemos realizar grandes conquistas. Por isso, contamos com uma participação efetiva dos associados, nas diversas ações que serão realizadas. Vamos juntos construir uma Blumenau melhor!” - Hélio Roncaglio, presidente da CDL Blumenau

“Nos últimos anos a indústria tem reduzido cada vez mais a sua participação no PIB do Brasil, e isto não é bom. Indústrias fortes geram oportunidades para os mais diversos segmentos na sua cadeia de processos. A nossa participação no mercado mundial, por exemplo, é muito pequena em relação ao nosso tamanho. O Simmmeb acredita no fortalecimento de seus associados, para que esses alcancem esses objetivos, mas o estado precisa rever o modelo atual para que as indústrias cresçam novamente e o país definitivamente torne-se uma nação industrializada e globalizada.” - Dieter Pfuetzenreiter, presidente eleito do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico de Blumenau e Pomerode

“O grande presente que desejo e que beneficiaria todos os catarinenses é a duplicação da BR-470. Junto, as inúmeras vantagens advindas de uma obra dessa envergadura, como mais segurança, menor custo e agilidade para escoar nossas riquezas pela principal rodovia que corta Santa Catarina. Mas infelizmente esse presente ainda está muito distante de se tornar realidade. Para complementar a alegria, outro belo presente seria a efetivação de uma política de manutenção preventiva da malha rodoviária, seja ela estadual ou federal.” - Osmar Ricardo Labes, presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Carga e Logística no Estado de Santa Catarina

JORNAL DE SANTA CATARINA

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros