Preços do e-commerce no Brasil caem somente 0,81% no mês da Black Friday 2016 - Economia - O Sol Diário

Fraude?17/12/2016 | 16h11Atualizada em 17/12/2016 | 16h12

Preços do e-commerce no Brasil caem somente 0,81% no mês da Black Friday 2016

Principal data do comércio eletrônico brasileiro representou 30% das vendas de novembro

Preços do e-commerce no Brasil caem somente 0,81% no mês da Black Friday 2016 Fernando Gomes/Agencia RBS
Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

O Índice FIPE Buscapé, que mede a variação de preços no comércio eletrônico brasileiro, registrou queda de 0,81% em novembro, na comparação com outubro, impulsionada pela Black Friday, a principal data do ano para o setor. Em comparação com o mesmo mês de 2015, os preços permaneceram estáveis. Mantidas as variações mensais dos últimos cinco meses (média de -0,6%), o índice deverá fechar 2016 com deflação de 0,85%. 

Das 150 categorias que compõem a cesta de produtos do e-commerce, 53 registraram queda em novembro, na comparação com o mesmo período do ano passado. Destaque para as categorias telefonia (-6,57%), moda e acessórios (-3,18%), fotografia (-1,14%), eletrônicos (-0,59%) e brinquedos e games (-0,19%), algumas das mais consumidas na Black Friday, realizada no dia 25 de novembro. 

O CEO do Buscapé Company, Sandoval Martins, ressalta a importância da Black Friday para o e-commerce. 

— A Black Friday representou 30% das vendas de novembro. Se consideramos o período expandido, de 24 a 28 de novembro, ou seja, da véspera até a Cyber Monday, a participação do evento nas vendas do mês aumenta para 52%. A venda da Black Friday foi 16 vezes maior do que a média diária de 01 a 20 de novembro. 

Dados da Ebit, empresa do Buscapé Company referência em informações sobre o comércio eletrônico, aponta que o faturamento do e-commerce durante a Black Friday foi de R$1,9 bilhão. 

Martins destaca que alguns produtos das categorias mais consumidas durante a Black Friday – as 10 principais representaram 90% das vendas na data – chegaram a registrar descontos de até 40%. 

— Muitos consumidores aproveitaram os descontos para antecipar compras de Natal. Em tempos de crise, o consumidor procura economizar e fazer compras conscientes utilizando as ferramentas que facilitem a comparação de preços, mesmo quando optam por fazer compras no varejo físico — afirma. 

Preços gerais
Em relação ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medido mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a atual projeção da pesquisa Focus, do Banco Central, aponta para o fechamento de 2016 com variação de 6,64%. Configurando-se estas perspectivas, os preços do comércio eletrônico deverão encerrar 2016 com crescimento de preços de 7% inferior aos preços gerais.

Leia mais:
Black Friday: 41% das reclamações em SC são por propaganda enganosa
Saiba como garantir descontos verdadeiros e fugir da propaganda enganosa da Black Friday em SC


 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol Diário"Vamos à luta, temos que acreditar", diz Mauro Ovelha após derrota para o Brusque https://t.co/ZvYRI3STj5há 5 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioFigueirense é derrotado pelo Inter de Lages e segue na lanterna do returno do Catarinense https://t.co/4fOpNdzkAbhá 5 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros