Temer elogia aprovação da PEC do Teto e minimiza menor número de votos a favor - Economia - O Sol Diário

"Competência"13/12/2016 | 16h44Atualizada em 13/12/2016 | 16h44

Temer elogia aprovação da PEC do Teto e minimiza menor número de votos a favor

Presidente declarou ter "coragem para governar" e promover as mudanças que o país precisa

Temer elogia aprovação da PEC do Teto e minimiza menor número de votos a favor Marcos Corrêa/Palácio do Planalto
Nesta terça-feira, Temer participou do anúncio do Programa de Renovação de Frota do Transporte Público Foto: Marcos Corrêa / Palácio do Planalto
Agência Brasil
Agência Brasil

O presidente Michel Temer comemorou e agradeceu ao Senado a aprovação, em segundo turno, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que cria um limite para os gastos públicos pelos próximos 20 anos. Classificando a proposta do teto dos gastos como a "primeira emenda que visa tirar o país da recessão", Temer declarou ter "coragem para governar" e promover as mudanças que o país precisa.

— Se não tiver coragem, por que vou reduzir os gastos em dois anos e pouco (período para o fim do mandato)? Para que mexer na Previdência? Poderia deixar para depois, para que outro cuide do país todo atrapalhado e desarticulado. Mas esta não é a missão de quem deve tudo ao Brasil e de quem ama o Brasil — afirmou o presidente, ao discursar durante evento que anunciou o Programa de Renovação de Frota do Transporte Público Coletivo Urbano.

Leia mais
Oposição diz que vai recorrer ao STF contra aprovação da PEC do Teto
Veja como votou cada senador no segundo turno da PEC do Teto
Caiado insinua que Temer poderia, em um "gesto maior", renunciar

Nesta terça-feira, a PEC 55/2016 foi aprovada pelos senadores por 53 votos a 16, número menor do que a votação em primeiro turno (61 a 14). Temer justificou a diferença nas votações afirmando que muitos parlamentares com quem conversou ainda estavam chegando a Brasília.

— A votação agora foi menor que a primeira, mas se deve ao fato de o presidente (do Senado) Renan Calheiros ter antecipado a votação inicialmente programada para tarde. Peço desculpas e licença para esse comentário trivial, e revelar que isto ocorreu por causa da ausência de senadores e não a voto contrário — explicou.

Ao agradecer ao Congresso Nacional pelo que chamou de "competência" e "preocupação absoluta com o Brasil", o presidente citou ainda que a parceria do Executivo com os parlamentares está permitindo as vitórias recentes do governo no Congresso.

— Há conflitos, há problemas no país, mas não podemos mantê-los indefinidamente — defendeu ainda, mencionando o pedido que fez ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para acelerar as investigações envolvendo o nome de políticos.

Leia as últimas notícias de Política

*Agência Brasil

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioOscar: "La La Land" e "Moonlight" levam principais estatuetas; premiação tem mico histórico https://t.co/4B67DeoHOUhá 6 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioJoaçaba, a cidade do interior que melhor sabe fazer carnaval em SC https://t.co/ZakjyVGAbphá 1 horaRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros