"Foram ouvidos todos", diz Pavan sobre a entrada do PSDB no governo - Economia - O Sol Diário

Política20/01/2017 | 19h29Atualizada em 20/01/2017 | 19h29

"Foram ouvidos todos", diz Pavan sobre a entrada do PSDB no governo

Secretário de Turismo, Cultura e Esporte rebateu afirmações do senador Paulo Bauer e do presidente estadual do partido

"Foram ouvidos todos", diz Pavan sobre a entrada do PSDB no governo Felipe Carneiro/Agencia RBS
Secretário de Turismo, Cultura e Esporte rebateu afirmações do senador Paulo Bauer e do presidente estadual do partido Foto: Felipe Carneiro / Agencia RBS

Empossado nesta semana como secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, o ex-governador Leonel Pavan rebateu nesta sexta-feira as afirmações do presidente estadual do PSDB, deputado Marcos Vieira, e do senador tucano Paulo Bauer de que o partido está fora do governo Colombo, apesar das posses de Pavan e de Vicente Caropreso na Secretaria de Saúde. 

Pavan também disse que o partido possui bons quadros para disputar o governo do Estado em 2018, porém afirmou que deve se manter a porta aberta para composição com aliados. Leia a entrevista abaixo. 

O senador Paulo Bauer e o deputado Marcos Vieira, presidente estadual do PSDB, disseram que o partido está fora do governo Colombo e que as posses do senhor e do deputado Vicente Caropreso em secretarias estaduais foram opções pessoais. Como o senhor recebeu isso?

Eu respeito a opinião deles, mas discordo frontalmente em dizer que não tem a aprovação do PSDB. O PSDB é de muita gente. Eu não encontrei nenhum prefeito que fosse contra e não encontrei ninguém na bancada estadual que fosse contra. O próprio Marcos Vieira participou de várias reuniões. Já fui presidente do meu partido por seis anos. Agora o mandato dele foi prorrogado e eu aprovei, ele é um baita líder partidário, mas discordo de que o partido não foi ouvido. Foram ouvidos todos. Vários da bancada estadual e alguns da bancada federal. Por outro lado, duas questões. A primeira é que não vi nenhum partido da Assembleia ser tão fiel ao governo. Pagamos um preço alto às vezes, mas votamos a favor. Achamos que era o certo e não fizemos oposição. A segunda coisa é que a minha entrada e a do Vicente ocorreram para ajudar o governo. Fomos convidados porque o governador entendeu que tínhamos condições de tocar as duas pastas. Em nenhum momento se discutiu compromisso político no futuro. A política é a arte do convencimento. Em 2010, eu seria candidato e fui convencido de que deveria entrar o Colombo. O senador Paulo Bauer se beneficiou dessa coligação sendo eleito junto do Luiz Henrique da Silveira. Nós apoiamos. Na última eleição (2014), abrimos mão para outro tipo de coligação. Se tivermos um caminho melhor, por que não tentarmos convencer os outros partidos a estarem conosco, em uma candidatura tucana? Mas, se não tivermos um caminho seguro, por que não aceitar um outro? A porta tem de estar sempre aberta, para um lado e para o outro. O PSDB hoje tem estrutura e bons nomes para concorrer a governador, mas não pode ser uma decisão antecipada para depois ter que voltar atrás. 

Caso o PSDB saia com candidato a governador no próximo ano, o fato de compor o governo Colombo não pode ser um constrangimento?

Vamos dar dois exemplos: qual o constrangimento do PMDB ter candidato a governador e do PSD também ter candidato a governador se os dois estão juntos (agora)? São titulares do governo e, no entanto, têm candidatos a governador. Se ali não existe, imagine nós. O segundo ponto é que a nível nacional o Temer tem um processo de cassação (da chapa Dilma-Temer) movido pelo PSDB, que está no governo. Entendeu? É uma questão da política, da democracia. Você tem que oferecer os seus conhecimentos quando surge a oportunidade. Não pode ser oposição burra nem uma situação intransigente. 

Após a derrota nas eleições do ano passado, qual o seu projeto para 2018? 

Eu sou um homem que disputou nove eleições e perdeu uma, sabendo que era isso mesmo que poderia acontecer. Não entramos achando que venceríamos. O candidato era o meu filho e por um motivo interno da família, de saúde, eu estava procurando candidatos para o PSDB em outras cidades e não quis deixar a minha cidade sem uma candidatura. Eu acho que não perdi. A cidade deixou de ter uma pessoa mais qualificada para governar. 

E 2018?

Estou à disposição, tanto a concorrer a quanto a não concorrer. Não tenho ambição. Posso sair de suplente ao Senado ou coordenar uma campanha. Eu reconheço o potencial dos meus parceiros. O PSDB é a terceira força em eleitores hoje no Estado. Estamos no topo. Temos bons nomes e sou uma pessoa que pode ajudar se necessário. 

Por quanto tempo pretende ficar à frente da SOL?

Até o que der. Eu vim para ficar até o final do governo do Colombo. Se não der, a gente sai antes, mas minha intenção é essa. Estamos aí para ajudar. Sou o primeiro a chegar na secretaria e o último sair. Hoje a SOL está dando problemas. Temos 661 projetos que já foram executados desde o começo de 2013 que ainda não tiveram as suas contas apreciadas. Estamos lá tentando resolver. 

Houve problemas na gestão anterior?

Não sei. Gestor é gestor. Tem que fazer o dever da casa. Os cargos de confiança estão tendo que entrar às 10h. É nessa hora que eu converso com ele. O governo funciona das 13h às 19h. Todos muito dedicados e estou muito contente. É um desafio que ocupa muito tempo tempo e exige das minhas condições físicas, mas estamos aí.

Leia também:

Moeda de troca entre partidos, secretaria terá o oitavo titular em seis anos
Pavan garante que edital Elisabete Anderle é prioridade para a cultura
Bauer: "PSDB está fora do governo" 
"O PSDB está fora do governo Colombo", diz Marcos Vieira
Secretários da Saúde e do Turismo, Cultura e Esporte são empossados


 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioChapecoense vence o Vitória fora de casa por 2 a 1  https://t.co/PrevzUCUkxhá 6 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioPalestrantes com renome mundial passam por Blumenau durante evento de negócios https://t.co/6Skt65IkCShá 7 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros