Joinville fechou mais de 2,8 mil postos de trabalho em 2016 - Economia - O Sol Diário

Trabalho20/01/2017 | 18h44Atualizada em 20/01/2017 | 19h05

Joinville fechou mais de 2,8 mil postos de trabalho em 2016

Este é o segundo ano consecutivo de fechamento de vagas, mas ritmo de demissões diminui

Joinville fechou mais de 2,8 mil postos de trabalho em 2016 Salmo Duarte/Agencia RBS
Em 2016, trabalhadores fizeram fila para seguro-desemprego e cadastro de currículo Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

Depois do recorde de mais de 10 mil postos de trabalho fechados em 2015, as empresas de Joinville continuaram demitindo em 2016, só que em ritmo mais lento. O ano terminou com 2,8 mil vagas a menos.

Todos os principais setores apresentaram saldo negativo no segundo ano consecutivo de redução de oferta de emprego. É o que mostram os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgados nesta sexta-feira.  

:: Leia mais sobre Joinville e região em AN.com.br

A principal empregadora, a indústria, fechou quase 800 vagas, resultado melhor do que em 2015, quando as fábricas reduziram quase 9 mil vagas. O comércio também saiu de 1,1 mil postos fechados em 2015 para 559 exclusões no ano passado. 

Já os setores da construção civil e de serviços reduziram as oportunidades de trabalho de forma mais acentuada do que no ano anterior.

O presidente da Associação Empresarial de Joinville (Acij), Moacir Thomazi,  está mais otimista com o ano de 2017. Para ele, um dos setores que devem apresentar melhora nos indicadores é o da construção civil.   

—  Havia grande estoque de imóveis e ninguém estava investindo, mas agora, em 2017, empresas do ramo estão preparando projetos novos, vão acontecer lançamentos. A expectativa é de que, com a queda da taxa básica de juros, ocorra um aquecimento nesse setor — afirma.

Thomazi observa, ainda, que as empresas em Joinville estão contratando de forma tímida. Até o final de 2017, ele espera que a cidade reverta a situação de fechamento de vagas e volte a apresentar saldo positivo na oferta de empregos.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Desemprego 27/07/2016 | 21h36

Santa Catarina tem pior saldo de empregos em 14 anos

É a primeira vez desde 2002 que o Estado demitiu mais que contratou em um  semestre. Mais de 7 mil vagas foram eliminadas de janeiro a junho

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioDelator diz que pagou para Dário Berger votar em Renan contra LHS para presidente do Senado https://t.co/wmO2oKMWbNhá 1 horaRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioAvaí aguarda lateral Maicon para exames médicos nesta terça-feira https://t.co/6u9obwyWLthá 2 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros