Leia a íntegra da decisão que determina a prisão de Eike Batista - Economia - O Sol Diário

Operação Eficiência26/01/2017 | 13h34Atualizada em 26/01/2017 | 13h34

Leia a íntegra da decisão que determina a prisão de Eike Batista

Sérgio Cabral também teve o mandado de prisão preventiva expedido no despacho, mas ele já se encontra detido no âmbito da Lava-Jato

Leia a íntegra da decisão que determina a prisão de Eike Batista Divulgação/Divulgação
Foto: Divulgação / Divulgação
Agência Brasil
Agência Brasil

A Justiça Federal divulgou, nesta quinta-feira, a íntegra da decisão assinada pelo juiz Marcelo da Costa Bretas que pede a prisão preventiva do empresário Eike Batista no âmbito da Operação Lava-Jato. Ele é acusado de pagar propina de US$ 16,5 milhões para o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral. O político também teve o mandado de prisão preventiva expedido no despacho, mas ele já se encontra detido. Além disso, a sentença determina o cumprimento de quatro conduções coercitivas e 22 buscas e apreensões.

Veja o documento na íntegra

Na Operação Eficiência, a Polícia Federal no Rio de Janeiro prendeu Álvaro Novis, Sérgio de Castro Oliveira, Thiago Aragão e Flávio Godinho. Os quatro faziam parte da organização criminosa liderada pelo ex-governador do Estado, Sérgio Cabral.. 

A operação apura um esquema usado para ocultar mais de R$ 340 milhões enviados ao Exterior. Os procuradores do Ministério Público Federal (MPF) pediram à Justiça a prisão de dez pessoas, tendo sido nove autorizadas, incluindo o ex-assessor e o operador de Cabral no esquema Francisco Assis Neto e do empresário Eike Batista, ambos fora do país. Os demais pedidos de prisão foram contra o próprio governador e outro ex-assessor Carlos Miranda, além do ex-secretário estadual de Governo Wilson Carlos, que também já estão detidos.

Leia mais
Veja momentos que transformaram Eike Batista em bilionário pop
"As cifras são indubitavelmente astronômicas!", comenta juiz que mandou prender Eike
Quem são os alvos da operação que tenta prender Eike Batista

A Polícia Federal tenta confirmar o embarque de Eike para Nova Iorque, na última terça-feira, com um passaporte alemão, quando a Justiça já tinha emitido o mandado de prisão. O empresário deve se apresentar imediatamente para não ser considerado foragido. A Interpol, (polícia internacional), já foi contatada para ajudar nas buscas. De acordo com o delegado Tacio Muzzi, um dos coordenadores da Operação Eficiência, ainda é cedo para dizer que houve a intenção de fuga de Eike. 

— Estamos tendo cuidado para ver se há espontaneidade dele se apresentar à Justiça ou não  — disse, sugerindo que o prazo é até o final do dia. 

O advogado do empresário, Fernando Martins, afirmou mais cedo que seu cliente participa de reuniões de negócios e que a intenção de Eike é cooperar. 

Eike Batista e o executivo Flávio Godinho, do grupo EBX, são acusados de pagar de US$ 16,5 milhões ao ex-governador, em troca de benefícios em obras, usando uma conta fora do país. Eike Batista, Godinho e Cabral também são suspeitos de terem obstruído investigações. 

A operação da PF foi feita com base em depoimentos dos delatores Renato Hasson Chebar, que atuava no mercado financeiro e seu irmão, Marcelo Hasson Chebar, em troca de benefícios penais. Eles estão envolvidos na remessa de US$ 100 milhões do ex-governador para fora do país. Há suspeita que eles tenham utilizado mais de cinco contas para dividir o dinheiro.

Leia as últimas notícias sobre a Operação Lava-Jato

*Agência Brasil

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol Diário"Na Ressacada a gente tem que ser mais forte", avisa Claudinei Oliveira, técnico do Avaí https://t.co/1EjlGgy75Ehá 8 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioPoliciais ajudam a salvar bebê de quatro meses no bairro Fortaleza, em Blumenau https://t.co/3rakar5RTVhá 14 minutosRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros