"Por ora, a Exposuper permanece em Joinville", diz presidente da Acats - Economia - O Sol Diário

Livre Mercado 23/01/2017 | 08h03

"Por ora, a Exposuper permanece em Joinville", diz presidente da Acats

Em entrevista, Paulo Cesar Lopes fala sobre o que preocupa os supermercados catarinenses

"Por ora, a Exposuper permanece em Joinville", diz presidente da Acats Patrick Rodrigues/Agencia RBS
Paulo Cesar Lopes, presidente da Associação Catarinense de Supermercados (Acats) Foto: Patrick Rodrigues / Agencia RBS

O maior problema para os supermercadistas já não é mais reter cliente pela via exclusiva do preço. Evidentemente, diante da dificuldade financeira da população, o valor cobrado pelos produtos sempre perturba o bolso da clientela. Mais recentemente, o grande problema dos supermercados está na falta de mercadorias nas gôndolas. A preocupação é do presidente da Associação Catarinense de Supermercados (Acats), Paulo Cesar Lopes, em entrevista à coluna. Na conversa, ele explica o que as lojas têm de oferecer aos clientes e acredita num ano melhor do que foi 2016.

Leia as últimas notícias
Confira mais colunas de Claudio Loetz

O setor supermercadista tem se sustentado ao longo dos anos como âncora do varejo, mesmo apresentando algum recuo por conta da crise econômica e da perda de poder aquisitivo da população.

Como deverá ser 2017?
Paulo Cesar Lopes
– O ano de 2017 será um ano diferente do que foi 2016. As redes farão investimentos significativos – e não só os grandes grupos. A Associação Catarinense de Supermercados fará pesquisa com os seus associados em fevereiro. O levantamento vai captar os números dos investimentos projetados. Giassi, Imperatriz, Koch e outros grupos já confirmam novos empreendimentos para este ano. Há outros, com peso mais regional, na mesma linha.

Por que 2017 será diferente?
Lopes
– Os juros estão baixando. O governo, via Comitê de Política Monetária (Copom), reduziu a taxa básica de juros (Selic) em 0,75 ponto, passando a 13% ao ano. É um dos sinais. E autoridades do Banco Central falam em diminuir a taxa para um dígito, progressivamente no curto/médio prazo. A inflação já está dentro da meta oficial, com tendência de baixa. Isso ajuda. Por isso, os empresários estão mais animados. Temos esperança de melhora gradativa.

Os fornecedores pressionam por aumento de preços?
Lopes
– Agora não. No geral, os fornecedores estão mantendo os preços estáveis. Há motivos para isso. O primeiro: o mercado já não aceita mais reajustes generalizados. Essa fase acabou. Há, claro, aumentos pontuais de preços, mas moderados. O outro elemento a ser considerado é que há mais concorrência entre os próprios fornecedores para atender aos supermercados, e isso tem a ver com o comportamento dos consumidores. Este é o terceiro aspecto: o comportamento defensivo dos consumidores. Eles estão mais sensíveis à variação de preços. E quando notam elevação exagerada nas gôndolas, mudam de marca.

Como as indústrias reagem a isso?
Lopes –
Além de tentar segurar preços, as indústrias modificaram embalagens e quantidades dos produtos. O consumidor está atento. E se torna cada vez mais exigente. Compara mais.

Um dos problemas dos consumidores é que nem sempre encontram as mercadorias nas prateleiras e gôndolas dos supermercados.
Lopes
– Ah, sim. Chamamos isso de ruptura de produtos. Isso é um grande problema para os supermercadistas. Acontece porque, às vezes, o supermercado compra menos do que a demanda; faz contas erradas. Às vezes, porque o fornecedor limita volume de entrega. Um exemplo: o consumidor precisa de um determinado tipo de fralda – em função da idade de cada criança. Se a loja não tem esse item naquele formato desejado, o cliente, obviamente, vai buscar no concorrente. Quero dizer que os produtos essenciais, de uso diário das pessoas, jamais podem faltar.

O tamanho das lojas influi na decisão de compra?
Lopes –
Não é exatamente só o tamanho do estabelecimento que influi. Um supermercado médio oferece 20 mil itens. Mas 10%, ou 2 mil, concentram o maior volume de vendas. É necessário dar atenção a todos, mas cuidar mais desses.

O que não pode faltar de jeito nenhum na loja?
Lopes –
Vou dar um exemplo simples que explica o que quero dizer. Na área de panificação, o pão francês tem de estar lá. Ele não dá um retorno enorme, mas é produto que a população sempre pede. Integra o cotidiano das pessoas e compõe a cesta básica de consumo. Depois, o cliente pode ser atraído para comprar um bolo ou outra coisa na mesma seção. Nas outras áreas dos supermercados, as marcas líderes, como Omo e Coca-Cola, também têm de estar disponíveis.

A Acats realiza a Exposuper, em Joinville, há vários anos. O contrato com os concessionários da Expoville termina neste ano. O evento continuará em Joinville a partir de 2018?
Lopes
– Joinville nos atende bem. O que precisamos é de estrutura adequada. A Expoville está ok. Ocupamos 11 mil metros quadrados. Por enquanto, não precisamos de mais espaço. Claro que Blumenau reivindica para si o evento; e Balneário Camboriú está finalizando, neste ano, seu centro de eventos. Por ora, não pensamos em mudar.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Livre Mercado  11/02/2016 | 07h06

Claudio Loetz: Espaço Inovaparq, em Joinville, será inaugurado no dia 17

Localizado no Perini Business Park, iniciativa vai apoiar empresas na tomada de decisões e antecipar tendências para negócios com estudos realizados por professores e alunos

Livre Mercado 18/01/2016 | 07h04

Claudio Loetz: Havan terá terceira loja construída em Joinville

Planos da empresa é de instalar também uma loja em Praia Grande e outra em Jundiaí

Livre Mercado 16/01/2016 | 11h34

Claudio Loetz: As dores cotidianas

Livre Mercado 15/01/2016 | 07h07

Claudio Loetz: Novas regras do Minha Casa, Minha Vida afetam as cidades do Norte de SC

Principal mudança trata do valor máximo dos apartamentos ou casas a serem financiadas pela Caixa Econômica Federal

Livre Mercado 11/01/2016 | 07h04

Governo do Estado quer acelerar o cadastro de propriedades rurais em SC

Prazo termina no dia 5 de maio e, até agora, pouco mais da metade dos imóveis foram regularizados

Livre Mercado 09/01/2016 | 06h31

Balança Comercial de Santa Catarina tem déficit de US$ 4,96 bilhões em 2015

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior divulgou balanço nesta semana

Livre Mercado 08/01/2016 | 07h02

Perini reforça a segurança com instalação de novas câmeras de monitoramento

Complexo localizado na zona industrial de Joinville terá equipamentos que reconhecem as placas de veículos em apenas três segundos

Livre Mercado 06/01/2016 | 07h09

Celesc firma contrato de concessão com cinco usinas catarinenses por 30 anos

Assinatura do contrato ocorreu em Brasília, nesta terça-feira. Entre as usinas está a do Bracinho, localizada em Schroeder

Livre Mercado 05/01/2016 | 07h07

CDL de Joinville projeta crescimento de 10% nas vendas do comércio em janeiro

Para presidente da entidade, Luiz Kunde, a presença de turistas e a permanência de moradores na cidade têm contribuído para a perspectiva otimista neste início de ano

Livre Mercado 04/01/2016 | 07h02

Em Joinville, Caixa registra aumento de imóveis comercializados pelo Programa Minha Casa, Minha Vida em 2015

Foram comercializadas 1.918 unidades habitacionais, 45% mais do que em 2014

Livre Mercado 02/01/2016 | 12h17

Aeroporto de Joinville comemora avanços em 2015

Confira entrevista com Rones Rubens Heidemann, superintendente do aeroporto

Livre Mercado 30/12/2015 | 18h13

Walmart fecha unidades da rede Todo Dia em Joinville

Grupo americano não confirma número de unidades desativadas, apenas que serão "algumas"

Livre Mercado 30/12/2015 | 07h08

Mais da metade dos joinvilenses está com dívidas, diz pesquisa da Fecomércio

Índice de famílias endividadas na cidade atingiu 50,4% em dezembro. No ano passado, no mesmo mês, a taxa era 39,2%

Livre Mercado 29/12/2015 | 07h09

Mercado imobiliário de Joinville dá sinais de recuperação em alguns setores

Pesquisa encomendada pelo Sinduscon mostra que no terceiro trimestre deste ano foram comercializadas 40% mais unidades de prédios verticais do que no trimestre anterior

Livre Mercado 28/12/2015 | 06h31

Loetz: Trabalhadores das indústrias têxteis definem pauta de reivindicações

Documento tem 80 cláusulas e pede, entre outras coisas, a reposição da inflação oficial a partir de 1º de fevereiro

Livre Mercado 25/12/2015 | 19h12

Claudio Loetz, sobre 2016: "Luz no fim da escuridão? Sempre há. Precisaremos de paciência, determinação e disciplina"

Colunista faz análise sobre o que esperar da economia no ano que vem

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioTécnico do Figueirense testa ataque com Ty Sundows para o confronto contra o ABC https://t.co/BRQbpKaW7Uhá 51 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioTécnico do Figueirense testa ataque com Ty Sundows para o jogo contra o ABC https://t.co/VXcLDzvASjhá 1 horaRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros