Claudio Loetz: Donini diz que estratégia da Marisol é estar próximo ao cliente - Economia - O Sol Diário
 
 

Livre Mercado 27/02/2017 | 07h31

Claudio Loetz: Donini diz que estratégia da Marisol é estar próximo ao cliente

Em entrevista, presidente da empresa fala sobre a estratégia da empresa para o futuro

A Marisol age com o objetivo de, cada vez mais, ter o domínio do processo de distribuição de sua produção. Para isso, já está presente em oito canais de negócios, e prepara-se para entrar em mais dois novos. A empresa evitou produzir para as classes D/E, e mantém a estratégia de vender para as classes A/B,/C+. O resultado financeiro do ano passado mostrou rentabilidade boa. A margem do Ebtida alcançou extraordinários 18%.

A estratégia da companhia têxtil de Jaraguá do Sul se baseia em dois pilares simples: 1- Garantir rentabilidade ao negócio. 2- Estar sempre bem próximo das necessidades dos clientes — não importa quem eles são, nem onde moram.

— Em dezembro de 2016 mandei 15 mil e-mails para clientes de todo o País. Uma forma de dar atenção pessoal a quem nos compra — diz o presidente, Giuliano Donini.

Confira os principais trechos da entrevista com o empresário:

 A Notícia — A Marisol ultrapassou etapas difíceis ao longo de 2012 até 2015. Precisou reinventar-se. Como foi o desempenho da empresa no ano passado?
Giuliano Donini —
2016 foi um ano complexo demais. O faturamento do setor do varejo do vestuário teve queda de 10,2% no Brasil. Houve problemas generalizados na macroeconomia, combinados com a crise política. Fizemos o possível para minimizar os efeitos. O resultado e as receitas da empresa caíram. Mas o indicador de Ebtida (geração de caixa) recuou apenas 0,3%. Conseguimos margem de Ebtida de 18%, contra média do setor de 13%. Não foi um ano perdido.

AN — O que foi feito para se adaptar?
Donini —
Decidimos, já desde 2012, não trabalhar mais com o segmento adulto. Teve quem estranhasse. O mercado adulto representa 82% do mercado brasileiro. O infantil só 18%. Significa dizer que abrimos mão de 12% da receita, que era a nossa fatia com a operação no mercado adulto. Paramos de procurar o gigantismo, quando fechamos o capital. A lição é: racionalidade, bom senso. Erre rápido, corrija rápido. Teste em proporções pequenas, e avance.

AN — Qual é o foco, atualmente?
Donini — Nosso foco é na sustentabilidade do negócio. Estar  bem, independentemente da  situação do mercado.

AN — O mercado vai reagir?
Donini —
Não temos certeza de quando o mercado vai virar. Queremos chegar inteiros ao final desse processo. Não apenas vivos. Porque vivo, se pode estar entubado. Queremos estar inteiros. Completamente saudáveis.

AN — A Marisol não entrou na onda de produzir para as classes C/D/E. Por que não aproveitou essa possibilidade?
Donini —
Decidimos não fazer esta opção. Pago um preço por isso. Mas a margem não compensava. Nossa presença de mercado é atuar com as marcas tradicionais, agirmos em parceria com fornecedores e clientes. Acreditamos — e praticamos — o conceito de que a história de relacionamentos é muito importante.

AN — Como o senhor age pessoalmente nesse quesito de manter relacionamentos?
Donini —
Em dezembro de 2016 — há pouco mais de um mês — mandei, pessoalmente, do meu e-mail, 15 mil mensagens aos nossos clientes. Disponibilidade para atender aos clientes é fundamental. Não é hora de neglicenciar isso. A reputação é importantíssima. Cuidamos muito bem do que foi construído. Para sempre construirmos mais.

Confira mais notícias sobre Joinville e região


  "Disponibilidade para atender aos clientes é fundamental", diz presidente da Marisol


AN — Por que essa prática é tão relevante para vocês?
Donini —
A Marisol está equilibrada financeiramente. E temos condição de escolher os caminhos, e fazer as nossas escolhas. Os relacionamentos e sua perenidade são, sim, essenciais para nós.

AN — Em 2016, algumas empresas do setor de vestuário demitiram bastante gente.
Donini —
Nós não o fizemos. A gente arrumou a casa ao longo dos três anos anteriores.

AN — Quantas coleções a Marisol lança por ano?
Donini —
Lançamos, em média, de quatro a cinco coleções. Também vendemos malha desde 2013.

AN — Aí, neste segmento específico, da malha, a informalidade impera.
Donini —-
A sensação que tenho é de que a informalidade está batendo com mais força. Agora, mais do que antes. Para a temporada outono-inverno, observa-se crescimento no mercado de malhas. Um dos fatores de maior informalidade pode ser o fato de haver menos importação. É um fator. E mais gente produz, no Brasil.

AN — Como concorrer com os informais?
Donini —
Os preços praticados pela Marisol são de marca premium. Claro que fabricamos um mix — em volume, em quantidades — que combinem atendimento aos interesses dos consumidores, com boa rentabilidade. Aí, feitas as contas, o preço médio cai.

AN — A inflação deixou de preocupar.
Donini —
A inflação do setor do varejo do vestuário ficou em 3% no ano passado, segundo o IDV. Para uma média geral, pelo INPC, de 6%, aproximadamente. Quer dizer, o setor ajudou a conter a inflação.

AN — Qual é o modelo comercial para ganhar share?
Donini —
No ano passado, fizemos um trabalho para estar bem mais atentos à distribuição de mercadorias aos nossos públicos. Inauguramos duas lojas no atacado — uma em Brusque (Santa Catarina), e outra em Maringá (Paraná), dentro de shoppings especializados ao atacado. Temos dez lojas próprias no formato de outlet. A nossa lógica é que queremos ter o domínio do canal de distribuição. Ainda atuamos em outras frentes: canal multimarcas, e-commerce — que está em expansão — ; franquias. E estamos nos preparando para criar mais dois canais novos de distribuição. Ainda não posso detalhar.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Livre Mercado  24/02/2017 | 07h11

Claudio Loetz: Aprovação do plano de recuperação judicial da Wetzel será decidida em abril

Aceitação dará fôlego econômico-financeiro à metalúrgica por dois anos

Livre Mercado  11/02/2016 | 07h06

Claudio Loetz: Espaço Inovaparq, em Joinville, será inaugurado no dia 17

Localizado no Perini Business Park, iniciativa vai apoiar empresas na tomada de decisões e antecipar tendências para negócios com estudos realizados por professores e alunos

Livre Mercado 18/01/2016 | 07h04

Claudio Loetz: Havan terá terceira loja construída em Joinville

Planos da empresa é de instalar também uma loja em Praia Grande e outra em Jundiaí

Livre Mercado 16/01/2016 | 11h34

Claudio Loetz: As dores cotidianas

Livre Mercado 15/01/2016 | 07h07

Claudio Loetz: Novas regras do Minha Casa, Minha Vida afetam as cidades do Norte de SC

Principal mudança trata do valor máximo dos apartamentos ou casas a serem financiadas pela Caixa Econômica Federal

Livre Mercado 11/01/2016 | 07h04

Governo do Estado quer acelerar o cadastro de propriedades rurais em SC

Prazo termina no dia 5 de maio e, até agora, pouco mais da metade dos imóveis foram regularizados

Livre Mercado 09/01/2016 | 06h31

Balança Comercial de Santa Catarina tem déficit de US$ 4,96 bilhões em 2015

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior divulgou balanço nesta semana

Livre Mercado 08/01/2016 | 07h02

Perini reforça a segurança com instalação de novas câmeras de monitoramento

Complexo localizado na zona industrial de Joinville terá equipamentos que reconhecem as placas de veículos em apenas três segundos

Livre Mercado 06/01/2016 | 07h09

Celesc firma contrato de concessão com cinco usinas catarinenses por 30 anos

Assinatura do contrato ocorreu em Brasília, nesta terça-feira. Entre as usinas está a do Bracinho, localizada em Schroeder

Livre Mercado 05/01/2016 | 07h07

CDL de Joinville projeta crescimento de 10% nas vendas do comércio em janeiro

Para presidente da entidade, Luiz Kunde, a presença de turistas e a permanência de moradores na cidade têm contribuído para a perspectiva otimista neste início de ano

Livre Mercado 04/01/2016 | 07h02

Em Joinville, Caixa registra aumento de imóveis comercializados pelo Programa Minha Casa, Minha Vida em 2015

Foram comercializadas 1.918 unidades habitacionais, 45% mais do que em 2014

Livre Mercado 02/01/2016 | 12h17

Aeroporto de Joinville comemora avanços em 2015

Confira entrevista com Rones Rubens Heidemann, superintendente do aeroporto

Livre Mercado 30/12/2015 | 18h13

Walmart fecha unidades da rede Todo Dia em Joinville

Grupo americano não confirma número de unidades desativadas, apenas que serão "algumas"

Livre Mercado 30/12/2015 | 07h08

Mais da metade dos joinvilenses está com dívidas, diz pesquisa da Fecomércio

Índice de famílias endividadas na cidade atingiu 50,4% em dezembro. No ano passado, no mesmo mês, a taxa era 39,2%

Livre Mercado 29/12/2015 | 07h09

Mercado imobiliário de Joinville dá sinais de recuperação em alguns setores

Pesquisa encomendada pelo Sinduscon mostra que no terceiro trimestre deste ano foram comercializadas 40% mais unidades de prédios verticais do que no trimestre anterior

Livre Mercado 28/12/2015 | 06h31

Loetz: Trabalhadores das indústrias têxteis definem pauta de reivindicações

Documento tem 80 cláusulas e pede, entre outras coisas, a reposição da inflação oficial a partir de 1º de fevereiro

Livre Mercado 25/12/2015 | 19h12

Claudio Loetz, sobre 2016: "Luz no fim da escuridão? Sempre há. Precisaremos de paciência, determinação e disciplina"

Colunista faz análise sobre o que esperar da economia no ano que vem

Mais sobre

O Sol Diário
Busca