Ex-prefeito de Brusque, Ciro Roza é condenado por desvio e lavagem de dinheiro - Economia - O Sol Diário

Política13/02/2017 | 21h18Atualizada em 15/02/2017 | 15h41

Ex-prefeito de Brusque, Ciro Roza é condenado por desvio e lavagem de dinheiro

Sentença foi dada pelo juiz da Vara Criminal da cidade em ação sobre licitação fraudada em 2007

Ex-prefeito de Brusque, Ciro Roza é condenado por desvio e lavagem de dinheiro Patrick Rodrigues/Agencia RBS
Ciro Roza, ex-prefeito de Brusque, é condenado por desvio de verbas e lavagem de dinheiro Foto: Patrick Rodrigues / Agencia RBS
O ex-prefeito de Brusque Ciro Roza (PSB) foi condenado a seis anos, dois meses e 20 dias de prisão em regime semiaberto por desvio de verbas públicas e lavagem de dinheiro. Segundo a Justiça, os crimes ocorreram em 2007. O comerciante Tiago Maestri, 32 anos e atualmente morador de Nova Trento, era o fornecedor da prefeitura na época e recebeu a mesma sentença. Milton da Silva, ex-assessor de Ciro, foi condenado a três anos, seis meses e 20 dias de reclusão em regime aberto por lavagem de dinheiro.

::: Leia mais: Ciro Roza pede exoneração de cargo público na prefeitura de Brusque

De acordo com os autos, durante processo licitatório para compra de 4 mil toras para a prefeitura, o ex-prefeito ignorou o parecer da Procuradoria que apontava irregularidades, a recusa da Comissão de Licitação em assinar as atas das sessões e homologou duas licitações. Na primeira, para compra de 2 mil toras, Procuradoria e Comissão apontaram que o edital não especificava as obras onde elas seriam usadas e, na segunda, além de não determinar o uso, ainda citava o pagamento parcelado da despesa.  

::: Veja também: Justiça determina afastamento de Ciro Roza de Cargo na prefeitura de Brusque

O único participante dos dois processos foi Tiago Maestri, que recebeu R$ 645 mil em cada um. A investigação mostrou ainda que o volume de material nunca foi entregue e que seria superior as necessidades da prefeitura.

Segundo apontou o promotor da ação, Daniel Westphal Taylor, do valor recebido por Maestri, R$ 500 mil foram repassados ao ex-prefeito Ciro Roza através de uma operação de lavagem de dinheiro feita pelo assessor Milton da Silva.

Contraponto

Paulo Portalete, advogado de Ciro Roza e Milton da Silva,  informou que soube da condenação através da imprensa, mas que pretende recorrer da sentença:

— Respeitamos as decisões judiciais, mas há um entendimento de nossa parte que o julgamento é contrário à prova dos autos. Então nós vamos tomar as devidas providências e apelar ferozmente à instância superior.

O advogado de Tiago Maestri, Guilherme de Oliveira Matos, afirmou ontem que ainda não havia sido notificado oficialmente da sentença, mas que também vai recorrer:

— Não concordamos com a decisão de forma alguma e vamos providenciar o competente recurso.


::: Continue lendo:

Justiça determina afastamento de Ciro Roza de cargo público em Brusque

Ex-prefeito, Ciro Roza elege herdeiro em Brusque

Desistências mudam cenário da disputa eleitoral em cidades do Vale do Itajaí

O regresso de ex-prefeitos do Vale do Itajaí às campanhas eleitorais disputando votos pelas prefeituras

JORNAL DE SANTA CATARINA

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioConcurso da realeza da Oktoberfest terá 21 candidatas https://t.co/CnMnqeNmINhá 5 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioMPF recomenda que Fatma cancele licenças da Casan para sistema de tratamento de esgoto em Garopaba https://t.co/ndORYi6He4há 19 minutosRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros