Do campo ao prato: aves criadas na luz - Economia - O Sol Diário

Economia25/03/2017 | 03h01Atualizada em 25/03/2017 | 10h38

Do campo ao prato: aves criadas na luz

8,5 mil produtores em Santa Catarina criam 1 bilhão de aves por ano

Do campo ao prato: aves criadas na luz Cristiano Estrela/Agencia RBS
Alcindo Alves da Anunciação, funcionário da agroindústria Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

As mães do frango que compramos no supermercado são as matrizeiras, aves destinadas apenas à reprodução. Quando acaba a vida útil como reprodutora, ela pode ir para o abate e serve para produtos menos nobres no mercado.

Tanto a temperatura quanto a luz são controladas no ambiente em que ficam as matrizeiras. A luz é importante porque estimula a glândula hipófise e, consequentemente,  interfere na fertilidade das aves. É lenda, contudo, a história de que as galinhas vivem sob luz 24h por dia para se reproduzirem mais ou menos. 

Afinal, vai hormônio?
Os ovos fecundados e postos pelas matrizeiras ficam em um incubatório, e os pintinhos, com um dia de vida, vão para o aviário. Em cerca de 40 dias, os animais estão prontos para o abate, mas isso varia dependendo do tipo de produto final e do mercado comprador. Os árabes, por exemplo, costumam consumir um frango pequeno, de 1,5 kg. Nesse caso, o animal é abatido com 30 dias de vida.

 A legislação brasileira proíbe o uso de hormônios em animais. Além disso, seria economicamente inviável para as empresas. O frango ganha peso rápido por conta de melhoramentos genéticos. O que os frangos recebem é uma carga de medicamentos, entre eles antibióticos. De acordo com Pedro Luiz Manique Barreto, professor do Departamento de Ciência e Tecnologia de Alimentos da UFSC e cientista de alimentos, do ponto de vista metabólico, qualquer substância tem um prazo. 

– Caso a gente tome um antibiótico agora, em um, dois ou três dias ele não estará mais em nosso corpo. O organismo metaboliza com o fígado, e os rins eliminam. 

O que comem as galinhas?
A ração das aves varia conforme a idade e o produto final que se quer. A base, no entanto é sempre a mesma: milho, principalmente, e farelo de soja.  As fábricas de ração também são fiscalizadas pelo Mapa.

As aves vivem todas apertadas e estressadas?
Não há uma regra de quantos animais devem ser mantidos por metro quadrado. Cada companhia cria seu próprio regulamento. Nos aviários que criam para a linha de congelados assinada pelo chef Jamie Oliver, elas recebem um agrado a mais, brinquedos para se distrair e ficarem menos sujeitas ao estresse. Uma exigência do próprio Oliver, segundo a médica veterinária responsável pela regional da Cidasc, Luciane Surdi.

A apanha
Quando estão prontos para serem abatidos, os animais são transportados em caminhões, em caixas com oito a dez aves cada uma. Esta fase é chamada de apanha. Antigamente, o próprio dono do aviário fazia isso com a ajuda de outros empregados, mas hoje a agroindústria contrata pessoal terceirizado especificamente para esta etapa. Em teoria, eles são orientados sobre a forma de acomodar os animais nos caminhões, tanto por regras do Mapa, quanto para evitar perda de animais, que resulta em perda de dinheiro.

No frigorífico
O frango é pendurado pelas patas, ainda vivo, e passa por um tanque de água onde recebe um choque, que serve para ficar inconsciente para o abate, exigência da lei brasileira. Há exceções, porém, dependendo do país comprador. No abate halal, ou seja, dentro das normas da religião muçulmana, o animal não é insensibilizado antes da sangria. Neste caso, há ainda outras exigências, como a morte do animal virado em direção à Meca. Em seguida, ele é degolado. As penas são removidas por maquinário e dali o animal segue para a linha de produção, onde vai para cortes variados e subprodutos, como os nuggets.

ENSAIO DE FOTOS: Carne Fraca no NóS #38

Clique na imagem abaixo para continuar lendo a reportagem especial:

Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioInvestidores do Figueirense vão processar Alex Bourgeois, ex-CEO https://t.co/KAk2xyisS6há 2 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioFigueirense acerta a renovação de Zé Antônio, Jorge Henrique, João Paulo e André Luís https://t.co/QBWk3rh6tEhá 3 horas Retweet
O Sol Diário
Busca