Clóvis Reis: investigação indica que entre 2010 e 2014 os repasses da Odebrecht chegaram a R$ 6,7 milhões em Blumenau - Economia - O Sol Diário

Política26/04/2017 | 08h12Atualizada em 26/04/2017 | 08h12

Clóvis Reis: investigação indica que entre 2010 e 2014 os repasses da Odebrecht chegaram a R$ 6,7 milhões em Blumenau

Confira a coluna publicada na edição desta quarta-feira do Santa

Pesquisa do Santa na planilha de delações indica que a relação de Blumenau com a Odebrecht é mais profunda e complexa do que se sabia até então. A investigação indica que entre 2010 e 2014 os repasses chegaram a R$ 6,7 milhões, distribuídos a quase duas dezenas de interlocutores. O quadro amplia significativamente o rol de colaboradores em suposto serviço da empreiteira no município e dois deles parecem particularmente importantes, como revelou anteriormente um levantamento do colega Evandro de Assis. ¿Sócio¿ e ¿Sócio 1¿ seriam os principais beneficiários dos negócios escusos da construtora citados nas planilhas das delações, uma espécie de parceiros preferenciais nas supostas benesses que a operação lhes proporcionou por aqui.

Os ¿sócios¿ teriam recebido mais dinheiro que a soma dos valores supostamente destinados às campanhas eleitorais do Conquistador, da Musa e do Alemão, trio cuja identidade foi indicada pelos delatores em depoimentos aos promotores.

::: Confira todas as notícias sobre a operação Lava-Jato

A descoberta desta dupla é reveladora pelo volume de recursos que supostamente envolveria, pela importância que a própria construtora lhes atribui e pelo segredo que ainda cerca os seus verdadeiros nomes. A identidade deles até agora passou incólume na fala dos diretores da empreiteira. 

A minha esperança é que as planilhas e os vídeos da Operação Lava-Jato nos revelem, afinal, quem sejam. Eles, como todos os demais, precisam esclarecer as supostas garantias que teriam oferecido à concessionária a ponto de receberem tamanha deferência no tratamento. Mais que um ilícito eleitoral, essa gente, conforme as delações, teria cometido um crime que mancha a história de Blumenau. Caso condenados, que sejam execrados publicamente e paguem pelo que fizeram.

---------------------------------

Já foi melhor a relação do governo com os vereadores, especialmente com a bancada de oposição. Nas últimas semanas surgiram várias reclamações sobre a falta de traquejo político da gestão, subiu o tom dos pronunciamentos na tribuna e ganha corpo nos corredores a proposta de duas CPIs, para investigar a concessão do esgoto e a licitação da coleta de lixo.

---------------------------------

O secretário de Gestão Financeira, Roni Wan-Dall, anunciou em reunião do PP que não disputará a eleição para deputado estadual no ano que vem. Alegou problemas de saúde. A vaga será ocupada por um dos vereadores do partido, Almir Vieira ou Ricardo Alba.

---------------------------------

Carlos Tavares D¿Amaral despediu-se da presidência da Acib, reclamando da falta de atenção dos governos estadual e federal. Entre outras obras pendentes de conclusão, citou o prolongamento da Via Expressa, a revitalização da Rodovia Jorge Lacerda e da Rua Silvano Cândido da Silva, a duplicação da BR-470 e o balizamento noturno do Aeroporto Quero-Quero. Em duas semanas a nova diretoria da associação define as prioridades para o próximo biênio.

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioSaiba quem são os candidatos do MP à vaga de desembargador https://t.co/QSm01bOP3ehá 5 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioInstalação de adutora provoca modificações no trânsito em São José e Florianópolis https://t.co/AbIB4H5qeOhá 25 minutosRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros