Delatores citam caixa 2 na campanha de Raimundo Colombo em 2010 - Economia - O Sol Diário

Lista de Fachin12/04/2017 | 01h25Atualizada em 12/04/2017 | 10h17

Delatores citam caixa 2 na campanha de Raimundo Colombo em 2010

DC tem acesso à petição que envolve o governador, um dos seis políticos catarinenses cujos casos serão avaliados fora do STF

Delatores citam caixa 2 na campanha de Raimundo Colombo em 2010 Salmo Duarte/Agencia RBS
Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS
upiara boschi
upiara boschi

Além de mandar investigar 98 políticos em 74 inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Edson Fachin também deu andamento, por meio de petições, aos casos de outros nomes citados nas delações de executivos da Odebrecht e que devem ser analisados por outras instâncias da Justiça. Entre eles, está o governador Raimundo Colombo (PSD).

Por volta das 23h30min de ontem, o DC teve acesso ao teor da petição de número 6.762, em que consta a informação de que os delatores Fernando Luiz Ayres da Cunha Santos Reis e Paulo Roberto Welzel relataram "o pagamento de vantagens, no valor de R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais), de forma não contabilizada" para a campanha de Colombo em 2010. 

Segundo o texto do documento, a negociação teria sido intermediada por Ênio Branco "e os valores foram entregues a José Carlos Oneda". De acordo com os delatores, a contrapartida da doação ilegal "em caso de vitória eleitoral" seria "o favorecimento do Grupo Odebrecht na área de saneamento básico". 

A petição que cita Colombo foi remetida ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), onde são analisadas as ações que envolvem governadores. 

Mais cinco catarinenses terão casos analisados 

Além do governador, a ex-senadora Ideli Salvatti (PT) e outros quatro políticos de Santa Catarina terão pedidos de investigação analisados em diferentes instâncias da justiça. 

O caso que envolve o deputado estadual Jean Kuhlmann (PSD) também terá foro diferenciado. O DC também teve acesso à petição de Fachin sobre o parlamentar, em que consta a acusação, por parte dos delatores da empreiteira, de que ele teria recebido R$ 65,6 mil em 2004, quando era vereador em Blumenau, pela facilitação de recebimento de faturas de serviços prestados e não pagos. 

Kuhlmann também teria recebido R$ 50 mil por meio de caixa 2 quando foi candidato a prefeito de Blumenau em 2012. Por ser deputado estadual, o pessedista teve o caso remetido ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, com sede em Porto Alegre. 

Os outros políticos catarinenses citados não contam com prerrogativa de foro e terão os casos analisados em primeira instância, na Justiça Federal em Santa Catarina. 

Uma das petições reúne Ideli Salvatti e o ex-prefeito de Joinville Carlito Merss (PT). Completam a lista os ex-prefeitos Jaison Cardoso de Souza (PSDB), de Imbituba, e Roberto Carlos de Souza (PSDB), de Navegantes. Carlito, Jaison e Roberto Carlos eram citados nas planilhas de supostas doações da Odebrecht para mais de 200 políticos que vazou em março de 2016, assim como Colombo.

As petições remetidas a outros foros

Carlito Merss e Ideli Salvatti – Ex-prefeito e ex-ministra (PT) – PET 6754 – Justiça Federal de SC

Jaison Cardoso Souza (PSDB) – Ex-prefeito de Imbituba – PET 6670 – Justiça Federal de SC 

Jean Jackson Kuhlmann (PSD) – Deputado estadual – PET 6858 – TRF da 4ª Região

João Raimundo Colombo (PSD) – Governador de SC –PET 6762 – STJ

Roberto Carlos de Souza (PSDB) – ex-prefeito de Navegantes – PET 6825 – Justiça Federal de SC 

O que dizem os citados

Carlito Merss (PT) - A reportagem tentou contato por telefone entre a noite de terça e manhã de quarta-feira, mas não houve retorno.

Ideli Salvatti (PT) - A ex-ministra Ideli Salvatti afirma que teve conhecimento da existência dessa petição de encaminhamento à Justiça Federal de SC pela imprensa. Por isso, não teve acesso ao conteúdo para se pronunciar. Afirma que está à disposição da Justiça para prestar esclarecimentos.

Jaison Cardoso Souza (PSDB)  - "Nunca tive contato com essa empresa. Imbituba nunca fez nenhum tipo de negócio com eles e eu também não conheço ninguém. Estou surpreso, mas fico à disposição da Justiça para esclarecer qualquer situação."

Roberto Carlos de Souza (PSDB) - "No momento só posso afirmar que minha campanha foi feita dentro da legalidade sendo aprovada pela Justiça Eleitoral."

Jean Jackson Kuhlmann (PSD) - "Recebo com surpresa a informação de que meu nome consta em petição remetida para o 4º TRF, referente às investigações divulgadas nesta terça-feira pelo Supremo Tribunal Federal. Jamais tratei de qualquer assunto relacionado a campanhas eleitorais, e sobretudo recursos para campanhas, com empregados e executivos e empresas citadas, tampouco conheço qualquer um deles. Minhas contas eleitorais sempre foram aprovadas e apresentadas dentro do rigor que exige a Justiça Eleitoral, e dentro da transparência pela qual sempre pautei minha trajetória. Confio no bom trabalho da Justiça, e tenho certeza que as investigações irão mostrar a verdade dos fatos. Meu maior interesse é que essa situação seja esclarecida, o quanto antes."

João Raimundo Colombo (PSD) - "Conforme foi informado desde a primeira vez, a empresa Odebrecht não tem nenhum contrato, obra ou projeto com o Governo do Estado de Santa Catarina, não tendo sequer participado de licitações desde o início da atual administração em janeiro de 2011. O Governo do Estado aguarda a abertura do sigilo das informações para prestar todos os esclarecimentos cabíveis."

Leia mais notícias:
Lista de Fachin: confira os nomes de quem será investigado

Delações sobre Lula, Dilma e FHC vão para outros tribunais

Senador Dalirio Beber teria intermediado o pagamento ao PSDB

Décio Lima teria pedido vantagens para a esposa em 2012, diz inquérito

Segundo delações, Ana Paula Lima teria recebido R$ 500 mil da Odebrecht

Em 2012, Odebrecht teria repassado R$ 500 mil a Napoleão Bernardes

Jean Kuhlmann é citado em outra lista da Operação Lava-Jato

Navegantes: Roberto Carlos teria recebido R$ 500 mil, aponta delator

Imbituba: ex-prefeito teria recebido dinheiro para a eleição de 2012

Ideli Salvatti teria recebido R$ 300 mil da Odebrecht a pedido de Carlito Merss

     

    Siga O Sol Diário no Twitter

    • osoldiario

      osoldiario

      O Sol DiárioAcidente envolve quatro veículos e deixa duas pessoas feridas na BR-470 em Ilhota https://t.co/0FSSHvjTvzhá 1 horaRetweet
    • osoldiario

      osoldiario

      O Sol DiárioDuas pessoas ficam feridas em colisão na Itoupava Central em Blumenau https://t.co/YEFxVJpa69há 3 horas Retweet
    O Sol Diário
    Busca
    clicRBS
    Nova busca - outros