Em eventos pelo interior de SC, PSD e PMDB defendem candidaturas próprias ao governo em 2018  - Economia - O Sol Diário

Pré-campanha08/04/2017 | 17h24Atualizada em 08/04/2017 | 17h48

Em eventos pelo interior de SC, PSD e PMDB defendem candidaturas próprias ao governo em 2018 

Pessedistas reforçam Gelson Merisio em encontro em Lages, enquanto PMDB encerra roteiro pelo Oeste com Eduardo Moreira e Mauro Mariani

Em eventos pelo interior de SC, PSD e PMDB defendem candidaturas próprias ao governo em 2018  Divulgação / PSD-SC/PSD-SC
Pré-candidato, Gelson Merisio discursa em Lages para lideranças e militantes do PSD, com Colombo no palco Foto: Divulgação / PSD-SC / PSD-SC
upiara boschi
upiara boschi

Aliados no governo estadual, os dois maiores partidos de Santa Catarina - PMDB e PSD — aproveitaram o sábado para realizar eventos visando as eleições de 2018 e a defesa de candidatura própria dos partidos à sucessão do governador Raimundo Colombo (PSD). Pela manhã, lideranças peemedebistas encerraram em Dionísio Cerqueira um roteiro de dois dias pelo Oeste, enquanto pessedistas reuniram cerca de 2,5 mil pessoas em Lages em um encontro com cara de comício.

Frase de Colombo expõe clima de divórcio na aliança entre PSD e PMDB
Upiara Boschi: Antecipar o debate sobre a eleição de 2018 interessa ao PSD

Na terra natal do governador, o PSD reuniu seus principais nomes para endossar o pré-candidatura do deputado estadual Gelson Merisio ao governo estadual. Além de Colombo e do prefeito lageano Antonio Ceron, participaram do evento as bancadas estadual e federal do PSD e dirigentes de PSB, PV, PROS e PRB.

— Tá chegando a hora de passar o bastão, e aqui tem gente com muito potencial. E o Merisio tem disposição e coragem para seguir essa jornada. Por isso, cabe a cada um de nós ajudá-lo — afirmou Colombo, em tom semelhante ao do encontro fechado do partido em fevereiro que causou ruído com os aliados peemedebistas.

Nos discursos, Merisio recebeu apoio de nomes como o deputado estadual Milton Hobus e do ex-deputado Paulo Bornhausen, presidente estadual do PSB. Também pré-candidato a uma vaga em chapa majoritária, o deputado federal João Rodrigues brincou que o PSD terá candidatura própria "com Merisio ou sem Merisio, comigo ou, como dizem no Rio Grande do Sul, sem migo".

— Nós queremos lançar aqui, hoje, o início de um grande trabalho. Vamos ouvir todas as regiões do estado e buscar ideias inovadoras para construir o futuro. Quem me conhece sabe que não tenho medo nem de desafio nem de trabalho duro — disse Merisio.

Eduardo Pinho Moreira fala aos peemedebistas em Dionísio Cerqueira sob olhar de Mauro Mariani (de óculos) Foto: Simone Sartori / PMDB-SC, Divulgação

Enquanto isso, o PMDB encerrava em Dionisio Cerqueira, no Extremo-Oeste do Estado, a largada do projeto "15 Em Movimento", que teve início na sexta-feira em Itapiranga. Participaram do roteiro dois pré-candidatos do partido ao governo estadual em 2018: o vice-governador Eduardo Pinho Moreira e o deputado federal Mauro Mariani, presidente estadual da sigla. Além deles, os nomes do senador Dário Berger e do prefeito joinvilense Udo Döhler também são cotados para a sucessão de Colombo.

Segundo Mariani, a escolha do Oeste para dar partida ao projeto de caravanas do PMDB foi uma forma de recordar o processo de descentralização administrativa - marca dos governos de Luiz Henrique da Silveira nos anos 2000.

— A última grande proposta pública apresentada para Santa Catarina foi a descentralização, há 16 anos. Essa caminhada busca isso, uma construção atual de políticas públicas, alinhadas ao novo momento político e econômico do país — disse Mariani.

Pinho Moreira destacou que o PMDB está unido, embora tenha diversos nomes para candidaturas. Em Itapiranga, ressaltou que o partido deve assumir postos de destaque ano que vem. Por acordo costurado na última eleição da mesa diretora da Assembleia Legislativa, o deputado Aldo Schneider deve assumir a presidência do parlamento estadual, enquanto o próprio Pinho Moreira deve herdar o governo com a renúncia de Colombo para concorrer ao Senado.

— Com o governador do Estado e com o presidente da Assembleia, o PMDB é extremamente competitivo e nós vamos devolver o governo de Santa Catarina aos nossos companheiros, que era o sonho do Luiz Henrique — afirmou, lembrando o senador falecido em maio de 2015.

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioWP9 pede atenção para Chape após quarta derrota em cinco jogos https://t.co/KgmyM0w4hShá 5 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioBasquete de Joinville vence o Botafogo e empata série decisiva https://t.co/YdQd5QWmwvhá 5 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros