Eletrobras apresenta plano de demissão para empregados de subsidiária gaúcha - Economia - O Sol Diário

Economia23/05/2017 | 23h39Atualizada em 23/05/2017 | 23h39

Eletrobras apresenta plano de demissão para empregados de subsidiária gaúcha

Desligamentos deverão ocorrer entre junho e janeiro, conforme a conveniência da empresa

Agência Brasil
Agência Brasil

A Eletrobras apresentou nesta terça-feira (23) seu plano de demissão voluntária extraordinária (PDVE) aos empregados da sua subsidiária Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE) lotados na sede, em Porto Alegre, e também na Usina Termelétrica Presidente Médici, em Candiota, também no Rio Grande do Sul.

Leia mais:
Unidade da termelétrica de Candiota será desativada
Gastos de brasileiros no Exterior sobem 23,14% em abril
Prévia da inflação tem menor acumulado em 12 meses desde julho de 2007

De acordo com a Eletrobras, o PDVE é específico da subsidiária e não tem relação com o Plano de Aposentadoria Extraordinária (PAE) que lançou para os seus empregados na segunda-feira (22).

A empresa acrescentou que estão aptos a aderir ao PDVE todos os empregados lotados na usina Presidente Médici, além de profissionais da área administrativa de Candiota e de Porto Alegre. A adesão é voluntária e pode ser feita até 2 de junho. Os desligamentos deverão ocorrer entre junho e janeiro, conforme a conveniência da empresa. A Eletrobras não informou a expectativa sobre a quantidade de empregados que devem aderir.

Segundo a Eletrobras, o PDVE foi lançado em um momento em que as suas empresas passam "por importantes mudanças" definidas no Desafio 21: Excelência Sustentável, como é chamado o seu plano diretor de negócios e gestão para o período de 2017 a 2021. Para a estatal, o planejamento tem como pilares governança e conformidade; disciplina financeira; e excelência operacional.

Após registrar prejuízo superior a R$ 1 bilhão em 2016, a estatal apontou que, para seguir o processo de reestruturação de suas empresas, está em andamento na CGTEE a fusão de diretorias, com adequação da estrutura organizacional e diminuição do número de funções gratificadas. Além disso, a subsidiária realiza a revisão dos contratos e das atividades terceirizadas; mudança nas políticas de suprimento, com a integração da empresa ao Centro de Serviços Compartilhados Eletrobras, com a implantação em curso.

De acordo com a empresa, "essas iniciativas têm como objetivo reverter o prejuízo apresentado em 2016 e permitir que a empresa mantenha continuidade operacional, cumprindo o seu papel de contribuir para a segurança energética do Sistema Interligado Nacional". 

As informações foram transmitidas também aos acionistas e ao mercado em geral por meio de um comunicado da Eletrobras.

Leia as últimas notícias de Política

*Agência Brasil

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioDomingo será de sol entre nuvens e temperaturas elevadas em SC https://t.co/AWf6tc0emLhá 24 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioContra reservas do Atlético-MG, Chapecoense busca recuperação https://t.co/H4ZKMnztoqhá 1 horaRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros