Joinville registra saldo positivo na geração de emprego em junho e dois setores se destacam - Economia - O Sol Diário

Trabalho17/07/2017 | 17h30Atualizada em 17/07/2017 | 17h30

Joinville registra saldo positivo na geração de emprego em junho e dois setores se destacam

Áreas de serviços e do comércio foram decisivas para a cidade que abriu 91 postos de trabalho em relação ao estoque de maio

Joinville registra saldo positivo na geração de emprego em junho e dois setores se destacam  Salmo Duarte/Agencia RBS
Busca por empregos tem sido constante no Cepat de Joinville Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

Joinville fechou o mês de junho com a abertura de 91 postos de trabalho, variação positiva de 0,05% em relação ao estoque de maio. No mês passado, a cidade registrou o fechamento de 17 vagas (diferença entre admissões e demissões), tendo a construção civil com a principal vilã no resultado _ eliminou mais de cem empregos.

Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foram divulgados nesta segunda-feira pelo Ministério do Trabalho, em Brasília. No País, a variação de junho foi positiva também (0,03%), com saldo de 9.821 postos de trabalho em relação a maio.

Em Joinville, os setores que mais contribuíram para o saldo positivo foram o de serviços e o do comércio, com saldo positivo de 219 vagas — 140 na área de serviços e 79 na do comércio. Outros dois setores importantes apresentaram desempenho negativo em junho — o da indústria da transformação, com 45 postos fechados, e o da construção civil, com 72 postos fechados.

No acumulado do ano, Joinville registra crescimento de 1,81% e saldo positivo de 3.364 empregos. Os dois setores que se sobressaíram nesse período foram o da indústria da transformação, com saldo de 1.553 postos, e o de serviços, com 1.520.  No acumulado dos últimos 12 meses, Joinville também registra variação positiva, de 0,32%, e a criação de 599 empregos.

No período, o setor com melhor desempenho foi o de serviços, com a abertura de 1.053 postos de trabalho. Quase todos os outros setores avaliados no Caged apresentaram saldo negativo. Destaque para o da construção civil (242 postos fechados) e o da indústria da transformação (132 postos fechados).

:: Leia mais sobre Joinville e região em AN.com.br

Em Santa Catarina, os dados do Caged mostram que houve o fechamento de 1.546 postos de trabalho em junho, variação negativa de 0,08% na comparação com o estoque de maio. O setor que mais puxou o resultado para baixo foi o de serviços, com 523 postos fechados.

No acumulado do ano, a variação é positiva no Estado, de 1,15%, e saldo de 22.366 postos de trabalho. O setor que mais impactou no resultado foi o da indústria da transformação, com a abertura de 20.470 empregos no período. No sentido oposto, o comércio fechou 6.440 postos.

Já o saldo de empregos dos últimos 12 meses no Estado teve variação negativa de 0,15%, com o fechamento de 2.999 postos. O setor que mais contratou no período foi o do comércio (saldo positivo de 2.483 vagas) e o que mais demitiu, o da construção civil (saldo negativo de 5.633). 

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Desemprego 27/07/2016 | 21h36

Santa Catarina tem pior saldo de empregos em 14 anos

É a primeira vez desde 2002 que o Estado demitiu mais que contratou em um  semestre. Mais de 7 mil vagas foram eliminadas de janeiro a junho

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioJaraguá vence "clássico", e Concórdia vira líder do returno da Segundona https://t.co/se3RTT71DGhá 1 horaRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioAprovado projeto que dá prioridade a professor para receber restituição do Imposto de Renda https://t.co/XgKMFizkX4há 2 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros