Loetz: Joinville continua a maior economia de Santa Catarina - Economia - O Sol Diário

Livre Mercado 14/12/2017 | 11h32Atualizada em 14/12/2017 | 13h49

Loetz: Joinville continua a maior economia de Santa Catarina

Município gerou R$ 25,6 bilhões, uma alta de 4,19% com relação a 2014

Loetz: Joinville continua a maior economia de Santa Catarina /

Joinville continua como a maior economia de Santa Catarina e 3ª da Sul, conforme pesquisa anual do PIB (Produto Interno Bruto) Municipal 2015, divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), nesta quinta-feira. Conforme os dados da pesquisa, o município gerou R$ 25,6 bilhões, uma alta de 4,19% com relação a 2014, divulgado no ano passado.

Em comparação com os demais municípios catarinenses, a evolução de Joinville foi ainda mais positiva. Enquanto em 2014 a economia da cidade correspondia a 10,13%, na publicação de 2015 a participação foi de 10,27%, correspondendo a um aumento ainda maior na importância econômica de Joinville para Santa Catarina. 

Leia mais notícias de economia.
Veja todas as colunas de Claudio Loetz.  

Analisando por atividade, o setor de comércio e serviços continua sendo o que tem a maior participação no PIB, tendo neste ano uma alta de 8,53% e gerando R$10,8 bilhões de riquezas. Na indústria, a alta foi de 0,61%, gerando R$ 7,4 bilhões. Comparando apenas entre as produções industriais do país, a cidade passou da 23ª para a 21ª posição.

Para o Secretário de Planejamento Urbano e Desenvolvimento Sustentável de Joinville, Danilo Conti, o resultado já era esperado: “O desempenho da economia joinvilense foi melhor do que o cenário nacional, que em 2015 recuou 3,8% e em 2016 recuou 3,6%. Ainda que sejam considerados os desempenhos nominais do PIB brasileiro, nosso resultado é de um aumento maior. Somos uma cidade com uma indústria muito importante e este foi o setor que sentiu a crise de forma mais rápida e forte, mas, ainda assim, nominalmente o setor teve alta. Continuamos como a maior economia de Santa Catarina e a terceira maior do Sul. Não mudamos posições, a crise foi sentida por todos”, diz.

No entanto, a previsão é de recuperação. 

— Temos uma economia bastante diversificada e nossas empresas têm uma excelente capacidade de recuperação. Muitas já estão trabalhando e contratando, tanto é que fomos a segunda cidade do país que mais gerou novos empregos em 2017, com 7.020 novas vagas abertas até outubro. Estamos, também, trabalhando para tornar Joinville referência mundial em inovação e competitividade, atraindo investimentos em setores estratégicos e portadores de futuro —, destaca o secretário. 

Além disso, segundo ele, foram direcionadas estratégias na integração cada vez mais forte entre o poder público, empresas e universidades, da forma como é feito, há anos, nos Estados Unidos e Europa. 

— Isto vai gerar enormes ganhos para a cidade. Nossa estratégia recentemente foi reconhecida pelo jornal inglês Financial Times como a melhor estratégia da América Latina de atração de investimentos, e como a melhor cidade do mundo para expansão e reinvestimentos. O Endeavor também classificou a cidade como a quinta melhor cidade do país para empreender, e com o melhor ambiente regulatório do Brasil —, destaca.


Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioBruno Fontes participa de etapa da Copa do Mundo de Vela, em Miami https://t.co/mJtFMn3peZhá 2 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioGols da segunda rodada do Catarinense 2018 são marcados em território de artilheiro https://t.co/f3WmPw0IGhhá 4 horas Retweet
O Sol Diário
Busca