Augusto Ittner: Metropolitano tem pela frente uma centena de dias e preocupações - Esporte - O Sol Diário

Opinião17/09/2016 | 07h01

Augusto Ittner: Metropolitano tem pela frente uma centena de dias e preocupações

Augusto Ittner: Metropolitano tem pela frente uma centena de dias e preocupações Sidnei Batista/Divulgação
Presidente Pedro Nascimento tem questões a resolver no Metrô, entre elas a montagem do elenco para o Estadual. Foto: Sidnei Batista / Divulgação

 

A 100 dias do início da preparação para o Campeonato Catarinense, o Metropolitano ainda vive um momento de interrogações. Não quanto à participação no Estadual do ano que vem, mas de que forma ela será feita para que o clube busque um algo mais. Com patrocínios renovados com a Orsegups e Cremer, duas empresas tidas como essenciais na sustentação financeira, o desafio agora é encontrar a metodologia correta para a formação do elenco e da comissão técnica.

O fato de já ter garantido a vaga na Série D do Brasileiro de 2017 dá calendário e segurança, mas mesmo assim os desafios de sempre – busca por dinheiro e manutenção da estrutura – não deixam de existir. Nessa procura por receitas, o Projeto Metrô 100 já confirmou 32 apoiadores. Na prática, R$ 32 mil garantidos por mês, número que para os diretores é considerado ótimo em um momento em que o clube nem sequer entra em campo – a última partida oficial aconteceu há exatamente dois meses, em 17 de julho.

Nos bastidores, a diretoria tem duas missões em um curto espaço de tempo: a organização de um carreteiro – marcado para o próximo dia 24 – e, com a grana que entrar nesse evento, terminar a construção do alojamento para atletas em uma das lajes do Centro de Treinamentos Romeu Georg. Segundo o diretor de patrimônio do clube, Jurival da Veiga, mil ingressos já foram vendidos e o objetivo é comercializar outros 800. O lucro servirá para a compra de 20 camas e guarda-roupas, além de vidros que serão colocados no ambiente que tem como objetivo principal reduzir os gastos do Metropolitano com aluguéis.

::: Leia mais de Augusto Ittner

Dentro de campo, os próximos dias servirão para desenhar um cronograma para definir os primeiros atletas que serão contatados e quanto o clube terá condição de gastar. A partir daí outras avaliações de jogadores serão feitas pelo técnico Cesar Paulista, tanto no Rio Grande do Sul quanto na segunda divisão de Santa Catarina. A ideia – e o desafio – é montar um grupo barato que se apresente para os treinamentos na última semana de dezembro, já que o Catarinense deve começar ou no fim de janeiro, ou no início de fevereiro do ano que vem.

JORNAL DE SANTA CATARINA - JORNAL DE SANTA CATARINA

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioSC mantém liderança na produção de ostras, vieiras e mexilhões https://t.co/cG170FNLBKhá 17 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioDeslizamentos deixam 33 pessoas desaparecidas na China https://t.co/j3kcwfi7wLhá 18 horas Retweet
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros