Criciúma só pensa em ganhar o clássico e afastar o jejum de vitórias - Esporte - O Sol Diário

CLÁSSICO06/09/2016 | 18h29Atualizada em 06/09/2016 | 18h29

Criciúma só pensa em ganhar o clássico e afastar o jejum de vitórias

A última vez que o Tigre venceu fora de casa foi contra o Náutico

Criciúma só pensa em ganhar o clássico e afastar o jejum de vitórias Fernando Ribeiro/Divulgação
Foto: Fernando Ribeiro / Divulgação

O jejum de vitórias incomoda o Criciúma. A equipe está há três rodadas sem vencer e aposta as fichas no clássico estadual na Série B, contra o Avaí no sábado, em Florianópolis, para reverter essa situação. E o retrospecto mostra que a missão do Tigre não é fácil. Até agora a equipe empatou três jogos longe do Heriberto Hülse e venceu apenas dois, o último deles foi contra o Náutico, dia 20 de agosto, pelo placar de 1 a 0.

No primeiro turno o Criciúma se deu melhor no clássico e venceu o Leão. A equipe espera manter o bom desempenho daquela quinta rodada.

Veja mais notícias sobre o Criciúma
Confira a tabela da Série B

-O clássico é um jogo diferenciado e nós dependemos da vitória, vamos jogar para ganhar. Estamos com saudade de vencer – ressalta o zagueiro Diego Giaretta.

Segundo ele, o Tigre precisa engatar uma sequência de duas vitórias para ganhar fôlego no Campeonato Brasileiro e se aproximar de maneira mais consistente dos quatro primeiros colocados na tabela de classificação. Com isso, conseguiria ficar perto do objetivo traçado para 2016, que é avançar à elite do futebol brasileiro.

Na avaliação do zagueiro Giaretta, o técnico Roberto Cavalo precisa acertar a equipe pelo lado esquerdo para trazer mais dinâmica ao setor. Marlon fez jogos com a seleção Sub-20 e não joga contra o Avaí. Niltinho entrou contra o CRB e foi bem.

-Depois que perdemos lá para o Paysandu eu falei para o professor Cavalo que se quisesse me usar ali tudo bem, mas se preferisse optar por outro jogador, não teria problema. Estávamos tomando muitos gols pela esquerda e isso prejudicou a nossa equipe – afirma Giaretta. 

Ainda segundo o jogador, outro grande problema do time é a ansiedade que toma conta dos atletas durante os jogos. Além da falta de sorte, a qual ele credita o gol do CRB no finalzinho da partida do último sábado, no Heriberto Hülse, quando o Tigre cedeu o empate e deixou escapar preciosos três pontos.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioDuas escolas de SC estão entre as vencedoras de concurso sobre combate ao Aedes aegypti do MEC https://t.co/QkRdqaU0y8há 1 horaRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioEm 2011, Colombo encaminhou à Assembleia projeto que permitiria venda de parte da Casan https://t.co/TAFTErvT5ohá 3 horas Retweet
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros