Na estreia de Marquinhos Santos, Figueirense vence o Santa Cruz - Esporte - O Sol Diário

Alívio25/09/2016 | 12h57Atualizada em 25/09/2016 | 16h19

Na estreia de Marquinhos Santos, Figueirense vence o Santa Cruz

Lins marcou um gol na vitória por 3 a 1 sobre o time pernambucano 

Na estreia de Marquinhos Santos, Figueirense vence o Santa Cruz Cristiano Estrela/Agência RBS
Foto: Cristiano Estrela / Agência RBS

A estreia do técnico Marquinhos Santos no Figueirense não poderia ser melhor. Com grande atuação de Lins, autor de um gol, o Furacão derrotou o Santa Cruz por 3 a 1, no Estádio Orlando Scarpelli, e pode terminar a rodada fora da zona de rebaixamento — isso se o Vitória ou o Cruzeiro não vencerem neste domingo. 

"Eu não poderia estar no DM e me omitir", diz Rafael Moura 
Leia mais sobre o Figueirense
Confira a tabela da Série A

A partida não foi primorosa e claramente os atletas ainda estão se adaptando a proposta tática do novo treinador, mas pode-se dizer que os jogadores entraram mais ligados nesta partida, diferentemente do que aconteceu no empate por 2 a 2 com o América-MG, um dos candidatos ao rebaixamento que o Furacão vencia em casa por 2 a 0 e deixou empatar.

Desta vez, com apenas 30 segundos, Ayrton abriu o placar. O lateral-direito recebeu ótimo lançamento de Dodô e com um toque tirou do goleiro para abriu o placar e dar tranquilidade do Alvinegro. Esse foi o segundo gol mais rápido do Brasileirão, atrás apenas de um de Cazeres, na vitória do Atlético-MG por 5 a 3 sobre o Botafogo, marcado aos 12 segundo de jogo.

Essa vantagem tão cedo fez o Santa Cruz se abrir logo de cara. O time de Recife, que também luta contra o rebaixamento, queria usar o contra-ataque, mas foi obrigado a dar espaço para o Furacão. O problema é que o Figueirense demorou para conseguir aproveitar esses espaços. Somente aos 37 minutos o Alvinegro conseguiu ampliar e foi em grande estilo. Elvis lançou para Lins, o atacante deu um chapéu no goleiro tricolor e com calma marcou o segundo do Furacão. 

Linswandowski — como também é conhecido o atacante, em referência ao atacante polonês Lewandowski, do Bayern de Munique — estava inspirado, e saiu dos pés dele também o terceiro gol do Furacão.

Aos 14 minutos do segundo tempo, Lins chutou da entrada da área, a bola desviou no zagueiro Danny Morais e encobriu o goleiro Tiago Cardoso, tirando qualquer chance de defesa. Na súmula do jogo, o árbitro Paulo Schleich Vollkopf acabou dando gol contra. Depois disso, parecia que o Figueirense faria uma goleada. Mas o time errou a pontaria. 

He-Man surpresa

A grande novidade na estreia de Marquinhos Santos foi o atacante Rafael Moura. Ele não estava nem na lista divulgada dos atletas relacionados para o jogo. Com problemas musculares ele ficou de fora das duas últimas partidas. Pois, He-Man começou o jogo com o Santa Cruz, jogou os 90 minutos, correu, brigou, deu carrinhos e liderou a equipe em campo, afinal foi o capitão do time. 

Rafael Moura deixou o campo lesionado na vitória sobre o Atlético-PR e a previsão de recuperação era de quatro a seis semanas, mas em 18 dias ele voltou aos campos.

FICHA TÉNICA

FIGUEIRENSE (3)

Gatito Fernández; Ayrton, Bruno Alves, Werley, Pará; Jefferson, Renato, Elvis (Everton Santos), Dodô (Ermel), Lins (Ferrugem); Rafael Moura

Técnico: Marquinhos Santos

SANTA CRUZ (1)

Tiago Cardoso; Léo Moura, Neris, Danny Morais, Luan Peres; Uillian Correia, Derley (Mazinho), João Paulo; Pisano (Grafite), Keno e Bruno Moraes (Arthur) 

Técnico: Doriva

Gols: Ayrton (F), aos 30 segundos, Lins (F) aos 37 minutos do 1º tempo. Danny Morais (S), contra, aos 14 e Keno (S), aos 20 minutos do 2º tempo
Cartões amarelos: Rafael Moura (F); Leo Moura, Luan Peres, Néris e Pisano (S)
Arbitragem: Paulo Schleich Vollkopf, auxiliado por Eduardo Goncalves da Cruz e Alessandro de Souza (trio do MS)
Local: Estádio Orlando Scarpelli
Público total: 7.219
Renda: R$ 80.815,00

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros