Com gol de novato, Avaí vence o Goiás e chega à sexta vitória seguida - Esporte - O Sol Diário

Embalado04/10/2016 | 23h30Atualizada em 05/10/2016 | 00h05

Com gol de novato, Avaí vence o Goiás e chega à sexta vitória seguida

O Leão está invicto há nove partidas, com oito vitórias e um empate

Com gol de novato, Avaí vence o Goiás e chega à sexta vitória seguida Leo Munhoz/Agencia RBS
Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

Quem é Vitor? O herói do Avaí contra o Goiás é um mistério. Não há informações dele no site do clube e em páginas especializadas em estatísticas de futebol consta apenas seu nome completo: Vitor da Silva Viera. O que se sabe dele é que é um jogador iluminado. No primeiro jogo como titular em uma equipe profissional, o garoto de 19 anos fez o primeiro gol da vitória do Leão, por 2 a 0, e ajudou a equipe a chegar a sexta vitória seguida na Série B e se manter na terceira posição da competição.

Sem Lucas Coelho, que ficou de fora do jogo por causa de dores no ombro direito, o técnico Claudinei Oliveira tinha duas opções para montar o ataque azurra. A mais óbvia seria colocar Tatá, mas para isso teria que mudar o esquema que vinha atuando. A outra era colocar Vitor, jogador que chegou a Ressacada em maio para o sub-20 azurra e só tinha jogado 16 minutos na partida contra o Paysandu, na última rodada.

Claudinei optou pela opção menos óbvia e confiou no menino. Pois com apenas oito minutos ele se apresentou ao torcedor avaiano. Depois de uma confusão dentro da área, a bola sobrou para Vitor que meio caído chutou a gol para abrir o placar.

O atleta da base mostrou personalidade. Não apenas ao marcar o gol, mas também por ter ajudado na marcação e por ter suportado um jogo de muita pressão.

O Goiás abusou das faltas violentas e aproveitou a arbitragem conivente do carioca Pathrice Wallace Corrêa Maia. Ele deixou de dar cartões e o jogo ficou tenso.

Expulsões e pressão esmeraldina

O gol fez o Leão recuar um pouco, principalmente na segunda etapa. O Goiás aumentou a pressão em busca do empate. Foi então que o goleiro Renan apareceu. O camisa 1 da equipe azurra fez grandes defesas.

Aos 22 minutos da segunda etapa, Felipe Macedo empurrou o técnico do Avaí, Claudinei Oliveira, e também Diego Jardel. Bastou isso para se armar uma confusão à beira do campo. O árbitro deu cartão vermelho para o atleta esmeraldino e o goleiro reserva do Leão, Kozlinski, que se meteu na confusão. Além deles, os dois técnicos também foram expulsos. Gilson Kleina, que treino o Avaí no ano passado, recebeu uma grande vaia e foi muito xingado pelos torcedores avaianos.

No fim, o Leão suportou a pressão e no contra-ataque conseguiu o segundo gol com Renato, aproveitando o rebate do goleiro Márcio em chute de Romulo. Com 48 pontos, o time azurra ocupa a terceira posição e tem três pontos de vantagem para o quarto colocado, Náutico.   

FICHA TÉCNICA

AVAÍ (2)
Renan; Alemão, Betão, Fábio Sanches, Capa; Luan, João Filipe (Judson), Renato, Marquinhos (Caio César); Romulo e Vitor (Diego Jardel)

Técnico: Claudinei Oliveira

GOIÁS (0)
Márcio; Sueliton, Felipe Macedo, Alex Alves, Juninho; Davi, Patrick (Marcão), Léo Lima, Léo Sena (Murilo); Rossi (Carlos Eduardo) e Léo Gamalho

Técnico: Gilson Kleina

Gols: Vitor (A), aos oito minutos do 1º tempo e Renato, aos 48 minutos do 2º tempo (A)
Cartões amarelos: Capa, Renan, Marquinhos e João Filipe (A); Léo Lima e Sueliton (G)
Cartões vermelhos: Kozlinski (A); Felipe Macedo (G)

Arbitragem: Pathrice Wallace Corrêa Maia, auxiliado por Gabriel Conti Viana e Carlos Henrique Cardoso de Souza (trio do RJ)

Local: Ressacada, em Florianópolis
Público total: 5.625
Renda: R$ 68.486,00

Leia mais sobre o Avaí
Confira a tabela da Série B


 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros