Chapecoense vence Botafogo, bate recorde e mantém chance de G-6 - Esporte - O Sol Diário

Série A16/11/2016 | 21h19Atualizada em 16/11/2016 | 22h13

Chapecoense vence Botafogo, bate recorde e mantém chance de G-6

Time catarinense chega a 49 pontos, sua melhor campanha na Série A

Chapecoense vence Botafogo, bate recorde e mantém chance de G-6 Vítor Silva/SSPress/Botafogo
Foto: Vítor Silva / SSPress/Botafogo
darci debona

Mesmo sem quatro titulares a Chapecoense venceu o Botafogo por 2 a 0, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira. Com isso chegou ao seu recorde de 49 pontos no Brasileirão e mantém chance de chegar entre os seis primeiros que garantem vaga na Taça Libertadores da América.

Isso que o Verdão do Oeste também tem chance de conquistar vaga pela Copa Sul-Americana, onde na quarta-feira faz a segunda partida das semifinais contra o San Lorenzo.

Por isso o atacante Bruno Rangel foi poupado. Josimar estava suspenso e Ananias e Gimenez se recuperam de lesão.

O Botafogo, que continua no G6, até tomou a iniciativa do jogo nos primeiros 15 minutos, onde Danilo fez uma intervenção e Neílton perdeu um gol, após driblar o goleiro da Chapecoense e ficar sem ângulo.

O substituto de Rangel, Kempes, primeiro tentou o gol desviando um cruzamento em que a bola raspou o poste. Depois tentou de cabeça. Na terceira tentativa, em cobrança de falta de Cleber Santana, o atacante cabeludo mandou a bola para a rede, de cabeça.

Outro cabeludo e que jogou na Chapecoense, Camilo, quase empatou no final do primeiro tempo, em cobrança de falta na trave.

No segundo tempo Danilo novamente brilhou, defendendo um chute que desviou em Thiego e depois uma cabeçada de Camilo.

No contra-ataque Sérgio Manoel foi lançado no ataque, venceu na velocidade o zagueiro Emerson e tocou na saída de Sidão, ampliando o placar.

O Botafogo tentou novamente com Camilo, que acertou a trave. Com isso o Verdão segue o sonho de chegar à Libertadores por dois caminhos.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO (0)
Sidão, Alemão, Joel Carli, Emerson Santos e Victor Luís; Airton, Diogo Barbosa (Gervásio Nuñez), Rodrigo Lindoso (Leandrinho) e Camilo; Neílton e Rodrigo Pimpão (Tanque). 

Técnico: Jair Ventura.

CHAPECOENSE (2)
Danilo, Caramelo, Willian Thiego, Neto e Dener; Sérgio Manoel, Matheus Biteco e Cleber Santana (Arthur Maia); Tiaguinho (Aílton Canela), Lucas Gomes e Kempes (Bruno Rangel). 

Técnico: Caio Jr.

Gols: Kempes (C), aos 32 minutos do primeiro tempo. Sérgio Manoel (C), aos 19 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Airton , Victor Luís e Leandrinho(B); Neto (C)
Arbitragem: Dewson Fernando Freitas da Silva, auxiliado por Márcio Gleidson Correia Dias e Helcio Araújo Neves (trio do Pará).
Local: Estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro (RJ)

Leia também:
Definidos os valores dos ingressos para Chapecoense x San Lorenzo
Acesse a tabela da Série A

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros